20 de janeiro de 2011

Agora um Deus dança em mim!





Creio que aqueles que mais entendem de felicidade são as borboletas e as bolhas de sabão...
Ver girar essas pequenas almas leves, loucas, graciosas e que se movem é o que, de mim, arrancam lágrimas e canções.
Eu só poderia acreditar em um Deus que soubesse dançar.
E quando vi meu demônio, pareceu-me sério, grave, profundo, solene.
Era o espírito da gravidade, ele é que faz cair todas as coisas.
Não é com ira, mas com riso que se mata. Coragem!
Vamos matar o espírito da gravidade!
Eu aprendi a andar. Desde então, passei por mim a correr.
Eu aprendi a voar. Desde então, não quero que me empurrem para mudar de lugar.
Agora um Deus dança em mim!


Frederic Nietszche
 

5 comentários:

Arione Torres disse...

Olá, sou Arione. Seu blog é lindo. Estou seguindo o blog. Segue o meu?
http://arionetorrres.blogspot.com
Tchau...

CarlosTGarcia disse...

Oi Lena, tudo bem?

Bela postagem!

Obrigado por sempre me visitar.
Poderá sempre enriquecer as postagens com seus comentários.

Um grande abraço

Blog Pés no chão
http://carlosTgarcia.blogspot.com

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Maravilhoso Nietszche...

Temos tanto a aprender com seres tão luminosos.
Vamos ser como as borboletas, livres e leves...sem o peso das preocupações, medos, angústias....
São nas pequenas coisas que encontramos grandes aprendizados.
Um grande beijo em seu coração!!!

Sônia Silvino disse...

Oi, amada!
E a gente, às vezes, pensa que os nossos problemas são os maiores. E tu passando por situações tão difíceis, amiga!
Peço a Deus que te proteja e também a tua mãe. Saúde é o principal na minha opinião!
Beijos querida! Cuidem-se!

Mafalda S. disse...

Que bom ler um texto desses logo pela manhãzinha.

Beijinhos