7 de abril de 2011

O valor da amizade


A amizade pode ter muitos significados. No dicionário, pode ser sentimento de afeição, estima, simpatia por pessoas, ternura por pessoas que não são ligadas por laços de família ou por atração sexual. Pode ser também camaradagem entre grupos sociais. A amizade tem amparo mais amplo na filosofia, na antropologia, na sociologia, na poesia, na literatura, até. Mas seu espaço está, fundamentalmente, na existência de cada um.

A amizade é uma fonte de bem estar subjetivo, como suporte social e ação solidária. Se a amizade faz diferença, manter os amigos é essencial. Sejam eles conquistados na infância, na juventude, nas relações de trabalho, em idades mais avançadas. Mas como interagir ao máximo com os amigos e tirar o maior proveito possível da relação com eles?

Priorize as amizades. Para aproveitar os amigos, é preciso que eles sejam uma parte grande da vida. Mas é comum pôr os amigos atrás da família, do casamento, dos filhos, do trabalho. É só a vida ficar um pouco complicada que, geralmente, a primeiro corte feito é com relação aos amigos. A ironia é que o prazer de estar com estas pessoas tão queridas ajuda a aliviar o estresse e as tensões do dia a dia. Para dar mais tempo aos amigos, a melhor solução é se organizar para ter, regularmente, algum tempo para passar com eles. Almoço uma vez por semana ou uma vez por mês, ou outro programa que satisfaça ao gosto de ambos. O que importa não é a atividade e nem o dia, mas o tempo reservado na agenda para dar aos amigos. Construir uma rotina na amizade, mais que os programas por impulso, garante uma maior aproximação.

Proponha atividades diversificadas. Todo mundo sabe que conversar e ter uma certa “química intelectual” faz bem para qualquer amizade, mas que tal fazer alguma coisa com os amigos ao invés de apenas ficar batendo papo? Uma aula de teatro, uma viagem de carro ou simplesmente ir ao cinema assistir a um bom filme. Compartilhar atividades faz bem para qualquer tipo de relacionamento, incluindo casamento e filhos já crescidos. Por quê? Porque fazer algo juntos aumenta o leque de experiências que se tem em comum, ajuda que um veja o outro de uma nova forma e dá uma nova dimensão ao relacionamento.

Faça amigos virtuais. Se cadastrar nas redes sociais é um ótimo modo para restaurar antigas amizades e fazer novas. A internet pode aumentar e fortalecer seu círculo de amigos e dar mais oportunidades para interagir com eles. Em redes sociais, você pode reencontrar aquele amigo da faculdade que sempre te fazia rir, e também conhecer gente que compartilhe seu gosto por música celta, por exemplo.

Aceite que amizades mudam com o tempo. Uma das condições impostas pela amizade é que os dois amigos estejam na mesma página da vida, e uma vez que algum chega a um novo capítulo – você está separada, mas sua amiga ainda é casada; ou você ainda trabalha, mas seu amigo parou de trabalhar – o relacionamento sofre transformações. A amizade não precisa acabar, mas ela não será mais a mesma coisa que sempre foi. Aceitar isto e buscar fazer amizade com pessoas mais parecidas com você nesta etapa da vida é o melhor a fazer.

Resolva os conflitos. Quanto mais tempo há de amizade, e mais aproximação, maiores são as chances de evitar conflitos e fugir de situações em que uma discussão talvez seja necessária. Mas fingir que o problema não existe ou se esconder dele não faz nada bem para nenhuma relação. O ideal é confrontar a questão e superá-la junto com o outro. Pode ser mais difícil ter discussões com um amigo que guardar tudo para si, mas enterrar sentimentos negativos pode fazer com que eles intoxiquem a amizade e destruam-na gradualmente. O segredo é jogar limpo.


Redação do maisde50

14 comentários:

Julliany kotona disse...

Oi minha linda to passando para dar um bom dia bjoo adoro-te.

Julliany kotona disse...

Oi minha linda to passando para dar bom dia =)

Claúdia Luz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mafalda S. disse...

Pois é, a qualidade das amizades que temos é inclusive um dos factores que mais pode contribuir para a nossa felicidade.

Quanto às redes sociais também considero bastante úteis. Através delas consegui reencontrar amigos com quem há muito não falava.

Beijinhos

C. disse...

Há os que condenem amizade virtual ... cada cabeça um mundo... eu prefiro acreditar que onde há boa intenção, há bons frutos.

Na vida real eu tinha um mal costume de confundir amizade com onipresença e exigir que meus amigos estivessem sempre presentes, mas já aprendi nao é dependência, pelo contrário, até porque proximidade física nem sempre é afetiva.

Me questionei no último parágrafo, sobre ser maior a chance de evitar conflitos no tempo de uma amizade... partindo do princípio que cada relação que temos é um agregamento (como um casamento), quem sabe nao seja justamente o tempo que nos leve a maior chance de conflitos. Mas isso é o que eu penso.

# Beijinhos!

Leandro Ruiz disse...

Lena, já estava com saudade deste espaço lindo e da tua visita...
Mas hoje passo para te fazer um convite especial, que é para visitar o meu mais novo blog, e se gostar segue...

www.eu-e-o-tempo.blogspot.com

Um grande abraço!

Tatiana Kielberman disse...

Lindas e importantes lições!!

Beijos!

Cristiane disse...

Belo texto sobre o valor das amizades! Lindo blog...Parabéns e sucesso! Boa quinta!:))

acácia rubra disse...

A Amizade é essencial. Saber criá-la e geri-la também o é.

Infelizmente vive-se muito só, cada vez mais.

Beijo

Calu disse...

Bem pensada a receita para viver "A Amizade". Neste mundo tão apresado, cometemos falhas de presença. Tudo e todos ficam com a prioridade e os amigos,muitas das vezes, são deixados no fim da fila.
Grande erro, como diz o texto.
È na companhia de nossos amigos, reais ou virtuais que mais e melhor nos expressamos, nos alegramos e nos apoiamos.
Sou amigólatra convicta e cada vez mais feliz com tantas e boas amizades que tenho tido nos dois mundos que convivo.
Obrigada por tua amizade, Lena.
Bjo grande,
Calu

Verinha disse...

É Lena.. como sempre acreditei, a amizade não tem preço e deve ser sempre valorizada e cultivada.. quando realmente sincera, estará sempre presente em nossa vida em todos os momentos.. porém, tenho notado, nos dias de hoje, que ela perdeu muito o seu real significado.. infelizmente.. é muito comum vermos quem a confunda com meros conhecidos.. e já não vemos mais quem realmente se disponibilize a ser amigo de verdade... a amizade requer trabalho.. dedicação.. e atualmente isso é uma raridade.

Beijocas super em seu coração..
Verinha

soniaconslt disse...

Mas que texto!
Tu é um exemplo de amizade que vale a pena manter, cultivar, cuidar por muito tempo, mesmo que não exista aquele olho no olho como diz a Cláudia mas existe um bater no coração que é o importante.
Te adorooooo
E só lamento, os próximos capitulos só amanhã, rsrsrs
bjus

Monica Tinoco disse...

que blog lindo lena!!! adorei!!!

estou te seguindo tb...

bjokassssss

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga Lena.

Adorei!!
A amizade é tão importante, que nos livra da depressão... Dá mais sentido à vida.

Depois que me aposentei, sentia muita falta de conversar. Falar sem ser interrompida, e ouvir pessoas diversas. Encontrei isso no blog.

Aqui, encontra-se temas diversos, e atrás da telinha, corações bem intencionados, interagindo conosco.
É muito bom.

Um grande abraço.
Tenha uma linda noite, cheia de paz e amor.