3 de abril de 2011

Só tem um jeito de fazer valer a pena!





Penso que qualquer coisa que nos propomos a fazer precisa valer algo de bom. Precisa servir para algum crescimento, alguma evolução, mínima que seja. Assim, de atitude em atitude, de escolha em escolha, vamos desenhando a pessoa que de fato desejamos ser!

Felizmente, muitas leituras, músicas, conversas e até filmes terminam servindo para fortalecer essa minha crença e mostrar que realmente é preciso saber viver. Quando assisti O Poder Além da Vida pela primeira vez, fiquei encantada com a forma que esta mensagem é transmitida no filme. Baseado numa história verídica, o roteiro conta sobre um ginasta em crise existencial que encontra um amigo, uma espécie de mestre, com quem aprende lições fundamentais para seu amadurecimento.

E numa das melhores cenas, o mestre diz ao rapaz algo mais ou menos assim: se quer fazer a sua vida valer a pena, precisa aprender a responder três perguntas e vivenciar essas respostas. São elas:

- Onde você está? AQUI!
- Que horas são? AGORA!
- Quem é você? ESTE MOMENTO!

Quando você está vivendo, seja qual for a situação, estando de fato aqui, agora e sendo inteiramente este momento, é impossível não valer a pena, simplesmente porque você estará conectado com a única existência real – o presente!

Eckhart Tolle, autor do livro O Poder do Agora também dissertou de forma incrível e imperdível sobre como fazer sua vida valer a pena. E eu, seguindo minha linha de estudos e trabalho, escrevi o Faça o amor valer a pena, na tentativa de nos relembrar o quanto temos sofrido por razões inventadas, por dificuldades desnecessárias e, assim, impedido nossa própria felicidade e a de outras pessoas.

Ou seja, um livro para tentar nos manter atentos sobre a importância de se relacionar como Gente Grande, de fazer escolhas e assumi-las, vivenciá-las até o fim, validando nossos sentimentos, revendo nossas crenças e crescendo tanto quando acertamos, como quando erramos.

Sabe por quê? Porque enquanto está tudo bem, tudo acontecendo conforme esperamos, tendemos a nos sentir satisfeitos. No entanto, quando a vida nos surpreende com uma situação diferente da que gostaríamos, ou quando alguém nos frustra com palavras ou sentimentos que não correspondem às nossas expectativas, fazemos uma guerra!

E a guerra começa sempre dentro da gente! Armas, tiroteios, bombas, violência, agressividade, dor, morte e destruição! É isso que fazemos conosco quando não aceitamos os fatos e não encontramos recursos para lidar com eles. Estresse, ansiedade e até depressão podem ser os resultados, no final das contas.

Será que não está na hora de revermos essa postura? Será que não seria muito melhor adotarmos uma crença mais edificante e construtiva? Que tal um lema do tipo para o que não tem remédio, remediado está. O meu é já que tá, que fique! e significa que quando entro numa situação desagradável e inesperada da qual não posso sair no mesmo instante, relaxo e repito pra mim mesma: Rosana, já que tá, que fique! e vivencio a experiência até o fim ou até a primeira oportunidade de mudar o rumo dos acontecimentos.

A ideia é evitar tanto sofrimento, tanta angústia e, mais do que isso, é fazer a vida e o amor valerem a pena realmente! Senão, continuaremos vivendo um dia depois do outro com a sensação de que viver e amar são armadilhas das quais precisamos tentar escapar... Não! Viver e amar são oportunidades maravilhosas que devem servir para nos dar a certeza prometida pela divertida frase de caminhão: não sou o dono do mundo, mas sou filho do dono! Ou seja, só privilégios e alegria, desde que façamos por merecer!



Rosana Braga

8 comentários:

Julliany kotona disse...

A vida é digna de ser vivida plenamente,sem preocupação e sem deixar de vivê-la por medo.amei seu post minha amiga seu blog a cada dia mais lindo bjos de bom domingo.

manuel marques disse...

Já o enorme Pessoa dizia:
Ás vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.

bom domingo.

Beijinho.

Julliany kotona disse...

Amiga eu te amo mais a cada dia,que presente lindo me deste postando minhas humildes palavras em teu blog amei.obrigada pelo carinho teamooooo.

Blogando com Bebeth disse...

Lena
Agradeço a visita e desde já me desculpo por não vir agradecer as felicitações pelo meu aniversário no Blog.
Não entendi direito o propósito da Soninha ao criar o Blog e fiquei meio perdida ... ainda estou.
Mas, hoje buscando entendimento.

Gostei do texto.
Viver é um desafio e todos os dias somos surpreendidos por uma série de desafios que a vida nos coloca.
Tem dias que a vontade é chutar o pau da barraca!
Hoje experimento este desejo.
(rs)

Mas precisamos no silenciar durante a crise e acreditar que vai passar.
Tudo passa!

E que venham as dores e alegrias ... segundo meu merecimento.
E que eu tenha sabedoria para enfrentá-las.

Bjokas

Sandra Botelho disse...

Viver é uma estranha aventura, mas é maravilhoso viver sem medos das derrotas...Beijos achocolatados

Anônimo disse...

Boa Tarde Lena!
Não esqueci de vir até aqui para lhe desejar uma ótima semana e saber se aconteceu alguma coisa.....Vc sumiu, não deixou o endereço..rsrs
Depois que lhe escrevi falando sobre o meu ponto de vista do mundo virtual, senti que houve uma certa distancia....Mas,. continuo a mesma e quando quiser aparecer, estarei sempre esperando.
Um abraço Emilinha

Claúdia Luz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mafalda S. disse...

Sem dúvida! O passado deve servir para aprender e recordarmos os bons momentos. Quanto ao futuro, estamos a construí-lo de acordo com as escolhas que fazemos no "agora". Daí que o momento mais importante é mesmo o presente.

Beijos e boa semana