30 de maio de 2011

Fim de caso



Na hora do basta, eles tremem. Mesmo descontentes, os homens têm dificuldade na hora de por um ponto final na relação. Especialistas dizem que, ao contrário do que ocorre com as mulheres, se eles não agem de acordo com o que sentem, é pura falta de preparo para uma vida mais solitária.

A explicação dessa dificuldade está no modelo familiar instituído, séculos atrás, pelo catolicismo, no qual o pai, como chefe da família, ocupava o lugar de Deus no ambiente familiar.

Esse modelo predominou durante muito tempo, e ainda hoje existem resquícios disso. O soberano não pode abandonar seu reino, e o pai não pode acabar com sua família. A mulher, no papel de súdito, tem mais facilidade para "deixar o reino".

Em alguns casos, mesmo insatisfeito, o homem busca sua realização afetiva fora do casamento e sustenta o núcleo família. É raro ele sair do casamento para viver sozinho. Geralmente, o parceiro decide pelo fim quando vislumbra a possibilidade de constituir uma nova família com outra pessoa.

E isso não é à toa. O homem é criado e educado por uma mulher, seja mãe, empregada ou algum familiar, que supre suas necessidades domésticas. E cria nele a expectativa de que, no casamento, a esposa assumirá esse papel. Daí a dependência dele por uma vida a dois. Embora essa realidade esteja mudando, a mulher ainda é mais treinada para resolver problemas e se virar sozinha. Eles, pelo contrário, têm mais dificuldade em viver só.

A postura muda dependendo do estado civil. Quando o homem está solteiro, com um espírito de conquista, não sente essa dificuldade, até porque a sociedade machista aplaude esse comportamento 'Don Juan’. Se o contexto é o casamento, ele sente medo de perder a estabilidade. Há psicólogos que acreditam que a dificuldade existe em ambos os casos. Porém, o homem é o gênero que precisa mais de família. A mulher, por ser a base da família devido à gestação, é mais independente.

É preciso estar atento aos sinais para saber se existe insatisfação no relacionamento. Quando existe abertura para diálogo, o descontetamento é verbalizado. No entanto, quando falta intimidade, a insatisfação aparece em detalhes, gerando conflitos no cotidiano. Às vezes, o detalhe é o significativo do todo.


Andrea Guedes 

24 comentários:

Mafalda S. disse...

Não tinha visto isso dessa perspectiva, mas tenho de concordar que é verdade.

Beijos

QUIM disse...

huuumm..não concordo não!aliás penso que hoje em dia o problema é a banalizarão do amor..antigamente o amor era algo que merecia sacrifício..hoje aparece um problema se rompe e e arranja outro...Eu como homem quando amo de verdade calo que custa abandonar uma relação por nada ..não por uma questão de reinado mas por uma questão de amor... OS relacionamos de hoje não envolvem mais um dominante e um dominado...A mulher hoje em dia ambiciona mais e consegue mais ..e aliás segundo as estatísticas a mulher é mais infiel que o homem nos nossos dias..bjs querida boa semana.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lena
O homem é bem mais dependente que a mulher, daí sua grande dificuldade em acabar uma relação. Ele sempre precisa de uma mulher que lhe supra as necessidade eterna de ser filho.
Bjux

Aleatoriamente disse...

Acho que na verdade acabar um relacionamento é difícil para os dois lados.
Ás vezes a mulher se adapta, outra o homem.
Um casamento é uma base forte do amor que une dois corações.
E ainda não entendi porque uma coisa tão bonita, acaba muitas vezes de maneira tão feia.
A verdade é que está faltando dialogo e expor sentimentos
Parece que as pessoas esquecem que ao se casarem, subiram de posto, são marido e mulher, mas o namoro tem de permanecer. Há comodismo nisso e por isso muitas vezes acaba.
O respeito, carinho, companheirismo, dialogo, amizade tem de fazer parte sempre e quando os problemas surgirem, não deve ser motivo nunca para um se virar contra o outro.
Para mim o casamento é algo muito bonito e sério.
Hoje a maioria brincam de casar e se esquecem que estão fazendo de circo sua história.
Temos que ser conscientes em nossos atos.
Casamento não é como trocar de roupa e tomar água.
Tenho amigos que se casaram e seis meses depois estão cada um para um lado.
Acho isso absurdo!
Uma tremenda brincadeira de mau gosto.
Temos que aprender a tomar decisões e quando tomamos fazer delas nossa meta.
Um casamento por amor, não se acaba se você tiver os recursos todos para uma união eterna.
Cada um deve ceder em algo, porque se nenhum quiser fazer sua parte, daqui a pouco o casamento, uma união de amor e por amor passa a ser utopia Aff!

Beijo Lena.
Fernanda

Meire disse...

Lena, meu anjo, os homens são mais dependentes de nós, vejo muito casamento por aí mantido apenas por acomodação e depois viram até virando uma tragédia grega. Não sei para quê insistir numa coisa que não está dando certo, pensando no que os outros vão dizer, ou que vai ficar sozinho. Tem relacionamentos que já acabaram há muito tempo, mas as pessoas insistem em continuar. Tem uma frase que se não me engano é do Padre Fábio de Melo assim: "Há pessoas que nos roubam e há pessoas que nos devolvem." se as pessoas nos "roubam" é porque não nos acrescentam mais e só nos fazem mal, então não temos que ficar insistindo, há sentimentos que são eternos e outros que não são! Então temos que estar rodeados em de pessoas que nos devolvem, em qualquer tipo de relacionamento, pq num tem coisa melhor do que podermos ser quem somos ao lado do outro.

Nosssa amiga, Amadeirado me inspira rsrs

Sweetie, que sua semana seja repleta de coisas boas e pessoas que só te "devolvam" =) Te amo amiga, bjo grande e meu eterno carinho!

Suzana Drummond disse...

Oi Lena,

todo fim é dolorido, mas temos que assumir nossa vontade e seguir em frente...
Boa semana e beijos,
Suzana Drummond

Vivian disse...

Bom dia,Lena!!

É sempre delicado o fim de um relacionamento...e não é fácil para nenhum dos lados...claro que depende do caráter de cada um...uma pessoa que só se importa consigo, dificilmente vai sofrer em deixar alguém...
Cada um...
Beijos pra ti!
Bom início de semana!!
*Fiz um blog novo, quando puderes venha conhecer? Obrigada!
floresnojardimdavida.blogspot.com

нєllєи Cαяoliиє disse...

Ahh,Lena
acho que passa a ser dolorido para ambas as partes,e o homem é mais fácil se reerguer depois de um término na parte sentimental,aí torna um pouco mais fácil depois dali,a mulher se torna forte por fora,apenas.
Um beijo,Querida!

Đeh Olliveira ♪ disse...

Sorria que fica bem em você ...

Que você saiba puxar lá do fundo do baú, o jeito de sorrir pros NÃOS da vida.

Ótima semana,
Doce Beijo.

Ingrid disse...

na verdade o final de uma relação seja verbalizada ou sentida leva a um desgaste infindo..antes,durante e depois..
não me lembro de homens que assumam gostar de viver sós... já mulheres..
hoje morar só não é mais sininimo de viver só..
mas a transparência e a sinceridade devem sim, o pilar maior de amar..
beijos linda Lena e boa semana de luz!

MENTORESDELUZ.BLOGSPOT.COM disse...

LENA É MUITO COMPLICADA ESTA SITUAÇÃO
DEPENDE MUITO DA VERACIDADE DO SENTIMENTO DE CADA UM,QUANTA SÃO AS VEZES QUE UM DOS DOIS SE ENTREGA A UM SENTIMENTO QUE O OUTRO NÃO CORRESPONDE EM IGUALDADE,AÍ COMPLICA
SOMENTE QUANDO EXISTE O AMOR REALMENTE FORTE,COMPANHEIRO,AMIGO
É POSSIVEL EVITAR O SOFRIMENTO.
UMA ÓTIMA SEMANA QUERIDA,BJS MARLENE

C. disse...

Andrea Guedes com certeza antes de ser a autora do texto, deve ter sido casada. Tem coisa é fácil falar, na teoria é tudo tao prático... contraditório né...

Nao acho que os homens se reerguem fácil depois de terminar uma relação, muito pelo contrário, eles demoram pra virar a página, a página tem peso de chumbo pra eles. Já a mulher, a contemporânea, lida, estudada, antenada, essa já vai virando as páginas antes mesmo do livro terminar hoho

Esses seus textos sao prá lá de bom!

Loirona bonita e compota de figo (você que escolheu o sabor rs), te deixo um abração demorado de boa semana!

Alê disse...

Dói, mas de tudo devemos tirar o que nos serve, porque tudo é aprendizado... Amor certo, vem na hora certa,

Eu creio!

manuel marques disse...

"Nunca se conhece realmente um homem até que se separe dele."

Beijo.

Vera Lúcia Duarte disse...

Lena,
O fim de uma relação é sempre doída, mesmo que o amor já não mais exista.
Entendo que para os homens é mais difícil, a não ser que já tenham encontrado um novo amor.
De maneira geral, os homens preferem buscar o que lhes falta fora de casa, mas sempre preservando a família, seu porto seguro.
Para nós mulheres, apesar dos traumas ocasionados por uma separação, conseguimos nos reerguer e prosseguir, simplesmente porque nos bastamos.

Obrigada pelo carinho de sempre.
Te admiro muito.
Beijo.

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Separações são sempre dolorosas para ambos os lados; penso quea mulher se vira melhor só, pois em geral o homem não está preparado para assumir a casa, por exemplo. Para refazer a vida no aspecto amoroso, penso que o homem se sai melhor neste aspecto; infelizmente, apesar das modernices ainda olham mal uma mulher que sai para arranjar um novo namorado, ao passo que para o homem isso é muito fácil.. Belo tema. Um beijinho e uma bela semana
Emília

* Verinha * disse...

Hummm.. como sou bem mais radical rsrsr.. acredito que não seja por ele necessitar mais da família, creio que entra mais o ponto do comodismo.. é mais cômodo manter a família do encerrar um relacionamento e com isso ter de se virar sozinho. Nossa.. agora me senti uma bruxa rsrsrsr

Beijocas super em seu coração Lena!

Verinha

mfc disse...

É completamente verdade... ponto por ponto!

Tatiana Kielberman disse...

E como é difícil e doloroso ter que dizer adeus, não é mesmo, Lena querida?

Descrição perfeita nesse texto, como sempre...

Beijo grande, repleto de aprendizado que sempre ganho aqui no seu blog...

Anônimo disse...

Lena, que texto lúcido. Os homens são eternos dependentes.
p.s: ainda com problemas no blogger, por isto ainda não postei seu selinho no meu blog de selos e mimos,mas não esqueci
beijo
Yasmine

Mafalda S. disse...

Gostei imenso das respostas que deste ao desafio. Já nem me lembrava, mas dantes para desanuviar também lia Danielle Steel.

Para além de Paulo Coelho, também gosto muito de outro escritor brasileiro, o Jorge Amado. Tenho a colecção inteira dele.

Beijos

Kiro Menezes disse...

Te fiz um presente... Espero que goste, minha amiga tão querida!!!



Saudades...

Meire disse...

Lena, minha linda,vim jantar pra voltar pro trabalho, mas antes vim deixar um abraço bem apertado pra ti ;) Tem dia que são puxados, mas a alegria de ler suas palavrinhas dá a injeção de ânimo e alegria em mio core!!!

To adorando ver sua carinha e seus olhinhos verdes lá no face tbm ^.^ vc é lindaaaaa, parece uma artista, é vdd!!!:D rsrs Tem uma foto sua lá que vc tá a cara da Julie Andrews!!! pode se acharrrrrrrrrr!!!!!

Espero que já tenha voltado sua net!!! Essas faltas de net, é um caos! AFF (aprendi contigo essa) rs
bjs e mais bjs

Officina do Aroma disse...

Dói,só o tempo pode acalmar...
bj