15 de janeiro de 2012

Até as suas melhores escolhas valem somente por um dia...



É a consistência de suas atitudes que conduz você ao sucesso e à realização de qualquer que seja o seu desejo. Desde uma promoção no trabalho até um relacionamento, passando pela aquisição de um bem material ou a efetivação de uma viagem, qualquer sonho precisa de ações coerentes e, principalmente, recorrentes para se tornar real.

Para as questões mais objetivas, em geral seguimos essa lei. Ou seja, economizamos determinado valor por mês para comprar um imóvel, investimos num curso semanal ou diário para merecermos um aumento salarial e por aí vai. Mas, infelizmente, quando se trata de questões subjetivas ou emocionais, raras são as pessoas que se comprometem com a consistência de suas escolhas.

Ser consistente é decidir fazer algo por um dia e refazer essa decisão todos os dias, incansavelmente, até que o objetivo seja alcançado. E é bom lembrar que, num relacionamento, partimos da premissa de que deveremos ser consistentes por toda a vida. Isto é, amor não se trata apenas de um sentimento que parece surgir do nada e se mantém por conta própria. Muito pelo contrário!

Amor é escolha, é decisão e precisa ser consistente. Estamos de fato amando quando nos predispomos a investir – por meio de atitudes coerentes e recorrentes – todos os dias no relacionamento que resolvemos viver. E isso, diferentemente do que muitos pensam, não significa acusar, cobrar ou se lamentar. E tem mais: quanto pior e mais desgastada estiver a relação, mais difícil (mas não impossível) pode ser resgatá-la. Portanto, se você estiver começando uma relação agora, aproveite para aplicar essa lei da preservação desde já.

Viva com a pessoa amada somente por hoje, como se o amanhã não fosse existir. Imagine que a tem somente até esta noite e que precisa fazer o seu melhor, ser paciente, ouvi-la e agradá-la somente até este dia acabar. Faça deste o dia mais especial de vocês dois. Pense: só por hoje é bem fácil.

Em vez de discutir por alguma bobagem ou diferença de opinião, converse calmamente. No hoje seguinte, foque o que ela fizer de bom. Qualquer pequena ação que te agrade ou que demonstre uma característica positiva, elogie, reconheça! Num outro hoje, pergunte como ela está, se está feliz e se você poderia fazer algo para que ela se sentisse melhor ainda. Lembre-se: amanhã também será um dia único. Você também pode presenteá-la inesperadamente. E depois, simplesmente não revidar nada, não dizer nada de negativo, manter-se o mais compreensível que conseguir.

Enfim, assim como reservaria algumas horas de seus dias para investir num curso superior, por exemplo, reserve duas ou uma que seja, para investir no seu relacionamento. Não caia na armadilha de acreditar que o fato de ter se casado é garantia para que fiquem juntos e felizes. Não é! Você vai precisar se casar um dia e se recasar todos os outros, pelo menos enquanto quiser manter vivo esse encontro.

Por fim, perdoe-se quando não conseguir. Saiba que mais importante do que acertar sempre é continuar disposto, continuar consistente. Pergunte-se: será que você mantém uma média razoável de atitudes que reforçam seu amor e sua vontade de fazer o outro feliz? Intenções são ótimas, mas o que faz a diferença mesmo é a sua consistência no exercício de amar... e também de viver!

 
 
Rosana Braga
 
 
 
 

15 comentários:

mfc disse...

E afinal é do que mais importante temos para cuidar!

AquilesMarchel disse...

mas pé dificil lena

aprendemos a viver assim com planos
esquecer do hj

estamos condicionados né

JAN disse...

É LENA...
"consistência no exercício de amar", TODOS MERECEMOS!

BEIJÃO E OBRIGADA POR SEMPRE NOS TRAZER UM TEXTO ÚTIL.
JAN

Célia disse...

Humildade em reconhecer erros e fracassos, perseverança de aprender com os erros e assim prosseguir renovando-se sempre!
Lindo texto. Instigante!
Abraço, Célia.

Laís Araújo disse...

Por fim, perdoe-se quando não conseguir. Saiba que mais importante do que acertar sempre é continuar disposto, continuar consistente. Pergunte-se: será que você mantém uma média razoável de atitudes que reforçam seu amor e sua vontade de fazer o outro feliz?
gostei!

Cidinha disse...

Oi, Lena. Lindo texto e belos conselhos. Saudade amiga! Que tudo esteja bém com vc. Desejo uma ótima semana! Bjos.

SONINHA disse...

Leninha amada!
Sempre escolhes textos maravilhosos que nos fazem refletir e querer mudar para melhor.
Beijocas e uma excelente semaninha, minha amiga querida!

Tatiana Kielberman disse...

Lena, querida!

Estou adorando muito nosso contato mais próximo pelo Facebook!! Demorou, né?

E passar por aqui é sempre um prazer!

Beijo grande!!

。♥ Smareis ♥。 disse...

Discutir por alguma bobagem ou diferença de opinião, é perda de tempo sempre. Melhor que o elogio só mesmo um abraço, risos. Adorei Lena. Beijos e ótima semana.

Luar disse...

Leninha

Como sempre, excelente escolha do texto. Beijinho

Literatura & Companhia Ilimitada disse...

Olá Lena! Passando para apreciar este belo e verdadeiro texto da Rosana Braga, fruto das suas acertadas escolhas, assim como, agradecer a honrosa visita e o gentil comentário deixado lá no nosso humilde espaço.

Estamos retornando às atividades, com a esperança de continuarmos merecendo o seu valioso apoio, um dos principais esteios de sustentação do nosso cantinho.

Época naturalista (1850-1890)

O naturalismo inicia-se com o exilo de Victor Hugo e o golpe de estado de Louis Bonaparte; é a época em que a burguesia pretende organizar definitiva e exclusivamente a sociedade de acordo com o espírito e, assim “restaurar” a ordem... Ops! Leia o resto no Literatura & Companhia Ilimitada.

Rosemildo Furtado.

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Belo texto, amiga! O amor tem que ser trabalhado dia a dia, regado com carinho; para que dure um relacionamento é preciso aprender a entender o outro e isso faz-se a cada dia; hoje os relacionamentos duram pouco, porque as pessoas acham que a palavra amor é mágica, que só por si basta. Que engano!!! Estou casada há 36 anos e todos os dias tanto eu quanto o meu marido nos esforçamos para entendermos as decisões, as escolhas, os comportamentos de cada um; há brigas, claro, mas eu considero que são normais, pois é sinal de que ainda não se esgotou o aprendizado e é também uma prova de que o relacionamento tem de ser trabalhado dia a dia. Costumo dizer que se fizesse como os casais de hoje já me teria separado uma infinidade de vezes; o amor só por si não basta; é preciso muita compreensão e muita paciência, pois afinal são dois seres diferentes que resolveram fazer juntos uma caminhada também diferente; é preciso não esquecer que cada um tem um caminho diferente, não será igual nunca, pois eles também não são iguais; há que respeitar a individualidade de cada um. Um beijinho e até breve.
Emília

ELAINE disse...

Te encontrei no Arte e Consciência. Parabéns!Já estou te seguindo! Te convido a me visitar e seguir também!
Uma 3ªF iluminada p/vc! Bjo!
Elaine Averbuch Neves
http://elainededentroprafora.blogspot.com/

lenalima disse...

Oi amiga Lena!
voltei cansada mas me diverti muitooo nas férias!
estava com sdssss daqui.
obrigada pelo carinho sempre.
abraços!!!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

A vida
para muitos
é previsível.
Mas o bom de viver
é saber
que até o próximo segundo
é muito tempo.


Que cada dia deste novo ano,
seja em tua vida,
um dia de reencontro.