14 de fevereiro de 2012

Afinal, posso ou não vencer os desafios da vida?




O que faz uma pessoa conseguir ir adiante frente uma situação muito dolorosa ou traumática? O que faz outra pessoa numa mesma situação ter uma reação oposta e cair em depressão e desânimo?

Freud disse que nós possuímos duas pulsões latentes: a pulsão de vida e a pulsão de morte. Essas duas pulsões duelam o tempo todo, fazendo de nós seres mais “fortes ou fracos emocionalmente”.

A pulsão de vida é a nossa característica nata de prosseguir, criar metas, fazer planos concretos e realizá-los. Essa pulsão nos impulsiona para continuar, apesar das dores e dificuldades.

A pulsão de morte quando vence a batalha contra a pulsão de vida, faz com que nos sintamos depressivos, desanimados frente a situações de medo, perdas, abandonos... Enfim, a vida fica sempre mais difícil e mais “lenta”, as metas tornam-se difíceis, os objetivos ficam para trás.

Esse duelo entre as pulsões estará sempre presente, por isso é preciso se auto-observar e pensar como lidamos frente a situações desagradáveis; se somos mais dispostos a prosseguir ou nos fechar em conchas dentro de nós mesmos.

Ao observarmos nossas atitudes e enxergarmos qual de nossas pulsões é vencedora, poderemos nos condicionar a modificar nossas reações frente às diversas situações.

Obviamente, muitas vezes, iremos precisar de ajuda para recuperarmos nossa autoestima e vontade de traçar metas independente da idade. Mas o primeiro passo é a percepção de que somos capazes de nos modificar internamente, se nos conhecermos.

O mais importante é criar um desafio consigo mesmo, pensar o quão satisfatória nossa vida pode se tornar se mudarmos alguns comportamentos e nos mostrarmos guerreiros frente à vida e suas oscilações tão abruptas.

Seja você mesmo o guerreiro principal de sua mente, corpo e alma, desafie suas pulsões, faça a pulsão de vida crescer e desabrochar. Não sinta medo de pedir ajuda e siga em frente diante de situações caóticas.

O maior poder que temos é a consciência e a lucidez sobre nós e o real desejo de vencer nossos obstáculos internos. Assim nossa pulsão de vida irá vencer!



Tatiana Ades 
 
 
 
 
 

12 comentários:

Paulo Francisco disse...

Acredito que a ajuda é fundamental para caminhar com esperanças.
Um beijo grande

Leninha disse...

Minha querida Lena(xará)

Graças a Deus a pulsão da vida é muito forte em mim e consigo superar os embates da vida e seus desafios com bastante coragem.
Belo e reflexivo texto,amiga,

Bjsssss,
Leninha

Su disse...

Minha querida amiga, saudades desse cantinho tão especial...

Interessante a vida, seu texto de hoje teve um valor especial pra mim, penso que um grande recado. Pois é nada é por acaso... exatamente hoje faz três semanas que perdi meu bebê no 5º mês de gravidez. Apesar de toda a fragilidade do momento, tenho buscado força pra superar o "tombo". Concordo com o que o texto diz e no meu caso, acrescento a fé, sem ela, acho que estaria na cama ainda...

Beijinhos, moça-querida!
Su.

Célia disse...

Excelente reflexão! Resgatar a esperança, a fé na minha qualidade de vida, naquilo que posso e sei que conseguirei é minha força motriz!
Abraço, Célia.

Mara Melinni disse...

Às vezes, a tensão realmente nos coloca diante de uma verdadeira guerra de sentimentos. Mas é nesses momentos, em que devemos ter a força e a coragem de sustentarmos a pulsão da vida, aquela que nos alimenta e sacia!

Bjs, amiga Lena...
=**

Sobre o Tempo disse...

Olá Lena! Eu penso que conseguir ir adiante após uma situação ruim, depende muito do lado espiritual de cada um. Ter fé em Deus seria uma motivação para vencer a pulsão que nos torna depressivos. É claro que o apoio das pessoas queridas é muito bem vindo.
Desejo a vc uma ótima semana! Bjs

Imac by Artes disse...

Lena querida!
Muito bom e oportuno esse texto!
As duas pulsões está a nossa frente e a escolha só depende de nós.
Abraços! Boa noite e um amanhã abençoada pra ti.

An@ disse...

Maravilhoso texto!

Adorei.
Eu sinto estas duas pulsões em mim.
Tem momentos que as duas lutam muito... mas quem vence sempre é a da VIDA!

Beijos
Um dia feliz

Rô... disse...

oi minha querida,

a minha pulsão da vida,
ofuscou totalmente a outra...
ainda bem,
me sinto coloridíssima!!!

beijinhos

mfc disse...

É essa pulsão que quero que sobreviva... sempre!

Elisa T. Campos disse...

A vida é um constante desafio.
Nunca devemos recuar. Devemos caminhar
sempre para a frente, não temendo os obstáculos.

Bjs.

Fanny Barbosa disse...

Oi vim fazer uma visita, e conhecer seu cantinho, e que cantinho lindo, e que texto maravilhoso.
Abs,
=** beijo na Diva rsrsrs