7 de julho de 2010

Ringo, o eterno senhor dos anéis


O baterista Ringo Starr, que durante oito anos, de 1962 a 1970, fez parte dos Beatles, completa 70 anos hoje e quer de presente que os fãs, ao meio-dia, façam com as duas mãos o "V" de paz e amor. "Se você estiver no ônibus, se você estiver no barco. Ao meio-dia, onde quer que você esteja, apenas faça 'paz e amor'. Este é o seu presente de aniversário para mim. Deus abençoe!", diz o músico em um vídeo divulgado em seu site oficial.

Sir(*) Richard Starkey Jr., (Liverpool, 7 de Julho de 1940), mais conhecido pelo seu nome artístico Ringo Starr, entrou para os Beatles após substituir o baterista Pete Best. Ringo é conhecido pelo seu estilo seguro de tocar e com toques de originalidade. O apelido surgiu por causa dos anéis que gostava de usar (ring quer dizer anel em inglês). Ele também é vegetariano e canhoto assim como outro integrante dos Beatles, Paul McCartney. Ainda na idade escolar, deixou os estudos para trabalhar. Foi entregador, barman e aprendiz de marceneiro. Nesta função, machucou um dos dedos da mão e prometeu que seria baterista. O sonho tornou-se realidade quando o padrasto lhe deu uma bateria.

A primeira vez que Ringo se casou foi em 1965, com uma antiga namorada, Maureen Cox, dos tempos que tocava no Cavern Club, em Liverpool. Com ela teve três filhos, e em 1975, Ringo se separou de Maureen, devido a seu crescente alcoolismo e às suas constantes traições. Maureen morreu 1994 de leucemia. Zak Starkey, seu primeiro filho, seguiu a carreira de baterista como o pai, e atualmente é o baterista da banda The Who, tendo também tocado no Oasis. Cinco anos após a separação casou-se pela segunda vez com a ex-bond girl Barbara Bach. Ironicamente, em 1983, Ringo e Barbara internaram-se em uma clínica de reabilitação para alcoólatras.

Em 1970, mesmo ano do fim dos Beatles, Ringo lançou o primeiro álbum solo, intitulado Sentimental Journey, contando mais tarde ter feito o álbum em homenagem à mãe. Além da música, se enveredou pelo cinema, participando de mais de uma dezena de filmes. Chegou a ganhar boa avaliação dos críticos por sua performance em Hard Day's Night (1964) e Help! (1965).

Em 2002, no aniversário de um ano da morte de George Harrison, Ringo participou do Concert for George em sua homenagem. Ringo tocou bateria no show e cantou as canções Photograph e Honey Don't. Em 2003, lançou Ringo Rama com participações de Willie Nelson, David Gilmour (Pink Floyd) e Eric Clapton. Esse novo disco foi muito bem aceito pela crítica e pelo público, em parte pela homenagem ao seu falecido parceiro George Harrison, a música Never Without You contava com Eric Clapton na guitarra. Mais recentemente, em 2008, Ringo lançou o álbum Liverpool 8; recebeu boas críticas e entrou na lista dos mais vendidos nos Estados Unidos e no Reino Unido.

Uma das homenagens a Ringo em seu aniversário será a exposição, no Museu Metropolitano de Arte de Nova York, de um tambor coberto de ouro que a casa de instrumentos Ludwig Drum Company deu a ele durante a primeira turnê americana dos Beatles, em 1964. A exposição é um presente ao cantor, que apareceu no programa The Ed Sullivan Show, na estreia da banda na televisão americana, tocando uma das baterias da loja com o nome da marca bem visível. Além desta, Ringo recebeu outra homenagem, em fevereiro deste ano, quando ganhou sua estrela na Calçada da Fama, em Hollywood. Ele foi o terceiro Beatle a figurar no hall. John Lennon e George Harrison ganharam as marcas em 1988 e 2009, respectivamente.

Curiosidade: Ringo atuou em Alice no País das Maravilhas, como a Tartaruga Falsa, numa versão da obra para o cinema, em 1985.

Sir(*): "Senhor", em inglês, é o título nobiliárquico britânico superior a baronete, inferior a barão, e significa aquele que tem domínio sobre algo ou alguém.Historicamente, o título de senhor indicava a superioridade de alguém em relação aos escravos ou vassalos. Foi também utilizado como forma de agraciar algumas personalidades da nobreza e da realeza.O sir é integrante dos Knights of the British Empire ("Cavaleiros do Império Britânico"). Seu equivalente feminino é dame (dama).



Fonte 
Edição: Lena

Um comentário:

Maria José disse...

Lena. Quanta informação, amiga. Não sabia metade do que está escrito. Adoro vir aqui e me informar. Beijos, querida amiga.