16 de outubro de 2010

"Alice no País das Maravilhas" em mangá sensual


Alice deixou o País das Maravilhas e virou estrela de filme do Tim Burton, ícone de exposições e ganhou diversas versões literárias. A mais nova traz a menina com olhos grandalhões e cabelos compridos, no melhor estilo mangá, a história em quadrinhos japoneses. Trata-se do lançamento "Miyuki-chan no País das Maravilhas", da editora JBC, especializada no gênero.

A história, publicada no Japão em 2001, repagina Alice e pinta a garota de uma forma mais sexy. Nela, ela tem o nome de Miyuki, mas também visita o País das Maravilhas e o País do Espelho. A viagem, entretanto, não para por aí: a personagem cai ainda no País da TV e no País do Videogame.

A abordagem dos quadrinhos remete à de "Lost Girls", obra de Alan Moore e Melinda Gebbie. Os livros mostram Alice, Dorothy, de "O Mágico de Oz", e Wendy, de "Peter Pan", em picantes aventuras sexuais. Já em "Miyuki-chan no País das Maravilhas", em vez de encontrar um gato, a menina depara com uma mulher que deseja lhe ensinar "maravilhas". No lugar da Rainha de Copas, há uma personagem sádica que quer dar chicotadas na personagem.

O objetivo da trama sempre recai sobre a tentativa de fazer com que "Alice" se divirta de uma forma sexual. A obra é voltada, no entanto, para o público feminino e jovem, alvo do grupo Clamp, que assina a criação da história.


Martha Lopes
"Alice no País da Maravilhas"

 

Nenhum comentário: