13 de fevereiro de 2011

Desacelere




Se você ainda não começou a meditação porque imagina que requer um arsenal de coisas, saiba que os requisitos para essa técnica milenar que promove a interiorização e a libertação da mente do excesso de pensamentos são mais modestos.

Segundo a professora de meditação Adriana Maranhão, qualquer ação que leve à interiorização é válida. "Caminhar sozinho no parque, cozinhar, tocar um instrumento e até ler são experiências que levam à meditação, pois o indivíduo está interagindo com ele mesmo", explica.

Para alcançar estados mais profundos de meditação, no entanto, é preciso um pouco mais. Estar sozinho, fechar os olhos e um bom aroma são alguns dos ingredientes. O aroma vai para o cérebro e nos leva para um outro estado. Por isso, o incenso está sempre associado à meditação. Juntando tudo isso, atinge-se um grau alto de relaxamento.

Assim como uma atividade física, o início na meditação deve ser um processo. Não é necessário fazer todo dia, mas é preciso uma certa frequência e um mínimo de 20 a 30 minutos. Conforme o indivíduo vai se conhecendo, vai percebendo qual o tempo necessário para que consiga relaxar.

Segundo ela, os benefícios chegam aos poucos. O sono melhora, a intuição aflora, aguçam-se novas percepções e obtém-se mais clareza mental para resolver os problemas. Meditando, o indivíduo encara a vida com mais serenidade. Com a mente desacelerada, ele se sente melhor para lidar com as pessoas, com o trabalho, com as exigências.

Uma das principais vantagens da meditação é você se tornar senhor da sua própria vida. Hoje, o cotidiano é muito corrido, o que termina nos afastando de nós mesmos. A meditação será esse reencontro com nosso interior.


3 comentários:

manuel marques disse...

Pela meditação se ganha o conhecimento de nós próprios.

Abraço.

soniaconsult disse...

Concordo contigo. Quando estive no convento fazíamos meia hora de meditação pela manhã e mais meia hora à tarde, era muito bom.
abraço.

Kiro Menezes disse...

E hoje, minha linda, eu tive um momento delicioso de paz. Encontrei-me comigo numa praça silenciosa, olhando pessoas lindas, com a mente tão vazia que todos os cheiros me alçaram ao ar...

Delicia teu texto!!!

^_^`