20 de fevereiro de 2011

Poema da sombra


 

Se perdem gestos,
cartas de amor, malas, parentes.
Se perdem vozes,
cidades, países, amigos.
Romances perdidos,
objetos perdidos, histórias se perdem.
Se perde o que fomos e o que queríamos ser.
Se perde o momento.
Mas não existe perda,
existe movimento.

Bruna Lombardi

3 comentários:

soniaconsult disse...

Quando se perde algo sempre se ganha outra.
bjos Lena

Van disse...

Que lindo o seu blog, Lena!

Que boas reflexões você propõe, que ótima a sua linguagem, textos ricos e gostosos de ler. Gostei muito!

Se quiser conhecer o meu e me seguir ficaria muito feliz

http://retalhosdoquesou.blogspot.com

Beijos!

Kiro Menezes disse...

Que belo!!! ^_^•