16 de março de 2011

Sobre o que andam pensando a seu respeito...




Sei que nossas mães e avós não se cansavam de nos alertar sobre o que os vizinhos poderiam dizer de nós caso nos comportássemos de forma contrária ao que era esperado de nós.

Conheço pessoas que desistem de um amor ou terminam uma relação por conta do que podem pensar ou dizer sobre elas. Presas à ilusão de que podem controlar os outros, abrem mão do que querem.

Entretanto, a cada dia mais estou segura de que não importa o que façamos, sempre haverá alguém insatisfeito e, portanto, falando ou pensando algo que depõe contra a gente.

O melhor é relaxar e entender que pensar e falar são direitos de todos, inclusive quando o tema é você. E a menos que seja algo realmente extremado, que mereça um processo judicial, por exemplo, não vale a pena sofrer por essa causa!

Por isso, tenho comigo uma assertiva que compartilho com quem deseja ter mais propriedade sobre si e suas escolhas: o que as pessoas pensam a meu respeito é problema delas e não meu.

Seríamos realmente muito mais felizes se absorvêssemos, de uma vez por todas, esta verdade. Os meus pensamentos são problema meu. Os seus pensamentos são problema seu.

As pessoas têm o direito de pensar e ponto! Se for sobre você, sobre mim ou sobre o quem quer que seja, é problema delas. Será que alguma vez você já foi pedir permissão a alguém por estar pensando sobre a vida dele? Não, certamente não!

Pare de se julgar poderoso o bastante para controlar os pensamentos das pessoas, ainda que sejam sobre você. Concentre-se em ser o melhor de você; de resto, meu querido, relaxe. Continuarão pensando sobre sua vida, sobre aquilo que você fez e também sobre o que você não fez... e pior (!), também pensarão muitas vezes a respeito daquilo que imaginam que você tenha feito, sem que isso corresponda à verdade.

Não desperdice sua energia tentando convencer a quem quer que seja de que não merece ser alvo dos pensamentos (e até julgamentos) alheios. Saiba que quem realmente estiver interessado em você, porque deseja vê-lo feliz. terminará, mais cedo ou mais tarde, encontrando uma maneira de averiguar os fatos.

Claro que inteligência também passa pelo bom-senso. O melhor é agir conforme seus valores e sua moral, evitando endossar comentários medíocres e que não correspondam com quem você realmente é.

Desista de tentar agradar a todos ou garantir que não falem de você. Faça o que estiver de acordo com sua consciência, porque todo o resto será lucro, será ganho. Lembre-se: quanto mais flexível você for, mais autonomia terá sobre sua vida e você só tem a ganhar!


Rosana Braga

5 comentários:

Tati disse...

Oi Lena,
Que texto incrível, é exatamente assim que penso, seria tão mais fácil se todos se preocupassem mais com a própria vida do que a do outro, né? Hoje fiz um post no meu blog 'parecido', estamos em sintonia.
Fiquei muito feliz com seu carinho e palavras, viu? o seu cantinho aqui é de uma beleza sem fim, você é uma pessoa de muita sensibilidade e consciência, gosto muito de conhecer pessoas assim.
Um beijo enorme no seu coração!

R.B.Côvo disse...

Felizmente não tenho por hábito falar dos outros, só das minhas personagens. Abraço.

Leandro Ruiz disse...

Dar importância extra aos que falam de você é deixar de viver, para se tornar um personagem!!!

Paz e Bem!!!

Sandra Portugal disse...

Não sei qual a sua faixa de idade, creio que isso é muito geracional e cultural! Na minha família sempre escutei:
-Diga-me com quem andas que eu te direi quem és!
-Não basta ser honesta, tem que paracer honesta!
-O seu nome, o que pensam e dizem de você é tudo!
E eu creci super preocupada em criar uma boa impressão em todos ao redor, em ser melhor aluna, boa pessoa, exemplo de mãe, amiga dedicada, viznha atenciosa, profissional competente....e descobri que a super-mulher não existe...e que tem sempre quem nos julgue, nos preconceba completamente diferente do que somos!
Como é impossível a unanimidade de opiniões positivas! Não se consegue jamais agradar a todos!
Esse texto foi muito importante para mim, nesse final de semana, uma das mais duras em relação a receber feedbacks inesperados de aspectos inimagináveis de percepções ao meu respeito! Mas sou resiliente, sei que brilhar ofusca, sei que ser perfeccionista incomoda, sei que ser competente e exigente "derruba" quem não consegue ser...É mais fácil ser medíocre.
Mas dando a volta por cima, vi do lado direito do Amadeirado a linda homenagem que você me dedicou e a recebi com muito carinho , me reenergizando como tanto precisava para recomeçar a semana cheia de luz como a Lua no Céu! bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi Lena estava com saudade de passar aqui. Que bom que ja voltaste.Esse texto da Rosana Braga é pura realidade. Meu pai era muito rigido comigo e minhas irmãs, qualquer tipo de comportamento nosso diferente, ele sempre dizia o que os vizinhos ia dizer da gente e principlamente dele, por não ensinar as boas maneira pra gente. Ja vi pessoas abrirem mão de seus sonhos por pensar diferente que as pessoas. Se a gente dar importancia o que eles pensam ou acham da gente ninguém vive ou realizam seus sonhos.li uma frases que diziam que : Somente os extremamente sábios e os extremamente estúpidos é que não mudam. Desejo uma ótima semana, cheia de muitas energias positivas, muita paz e muita luz sempre na tua vida. Beijos grande!

Smareis