27 de maio de 2011

Coragem de desistir



Hoje precisava escrever sobre esse tema que... em principio, parece tão controverso.

Certa vez, num domingo, estava na casa de um namorado, lendo jornal na sala, eu num canto e ele em outro. De repente me veio uma luz, como se eu estivesse mais lúcida, como se os véus que me faziam imaginar o que se passava do outro lado, tivessem caído finalmente. Comecei olhar o ambiente, a situação e o que eu estava fazendo com a minha vida. Nada fazia mais sentido, meu lugar não era mais ali. Comecei a enxergar a situação com outros olhos, os olhos espirituais. Maravilhoso enxergar com esses olhos... os olhos da alma... que nos colocam em contato direto com o que realmente vale a pena... com o certo.

Era hora de desistir, eu não estava acostumada a desistir de nada. Sempre terminei os cursos que comecei, sempre me achei persistente... sempre achei que desistir de qualquer coisa era para pessoas fracas.


Hoje, depois de muitos anos, percebi que desistir era meu ponto fraco. Sempre tive vontade e coragem para continuar, persistir e não entendi a linha tênue que existe realmente entre a teimosia e a persistência. Uma grande amiga dizia que ela era tão teimosa que o ascendente dela era em mula e não em Capricórnio. rsrs

Hoje eu entendo que muitas coisas nos machucam, muitas pessoas e situações passam dos limites de tolerância e do respeito. Deus, o Universo e nossa própria alma mostram que é chegada a hora de desistir de uma situação que já se esgotou e que ainda estamos presos por fios de dependência emocional, por medos infundados.

Hoje, conversei com um amigo que estava numa situação muito difícil numa empresa e resolveu ponderadamente deixar cair o que tem que cair... simplesmente cair.... sócios que não servem mais... produtos que não dão mais lucro... formas administrativas inadequadas.

Veja bem... não estou incentivando ninguém a desistir de nada. Estou dizendo que muitas coisas já acabaram faz tempo e nós não queremos aceitar que é chegada a hora de mudar, transcender. Água parada apodrece, água que fui purifica, limpa.

Dizem que o casamento de pessoas que se amam não se inicia na troca das alianças mas... na troca de olhares. Também acredito que muitas situações não terminam quando o juiz assina, elas já terminaram muito antes com o desrespeito, a traição, a desconexão.

Enfim, é preciso ter coragem de desistir do que nos faz mal, do que não é mais..

É preciso ter coragem para persistir no bem. Tudo o que faz bem para o corpo e para a alma. Aprendi a escolher tudo assim... estou aprendendo a confiar mais e mais em mim mesma e no Universo

Segundo Amyr Klink: o maior medo do navegador é o de não partir...




Simone Arrojo

27 comentários:

нєllєи Cαяoliиє disse...

Lena,
Acho que teu post de hoje me serviu pra mim,há tanta coisa que hesito em não desistir por algum motivo ou outro,e nos leva a frustrações...
Que possamos ter coragem de desistir quando temos de desistir!
Parabéns pelo post!
Um beijo

Rosana Garcia Hess disse...

Lindo texto Lena....
tenha um bom fina de semana
kisses
Rosana

Ingrid disse...

Lena,
na ferida!.. foi muito bom ler cuidadosamente acad linha,cada palavra..
no campo afetivo acho que ficamos mais "demoradas" ..
beijos linda..

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Lena
Mas precisa muita coragem para desistir, estamos tão acostumados com determinadas situações, que temos medo de arriscar coisas novas.
Bom fim de semana
Bjux

Sonhos De Deus disse...

AMOOOO

Luar disse...

Lena

Uma grande verdade!
Sem medo, deixar ir o que não nos faz bem, para dar lugar ao novo que pode ou não ser muito bom!
Mas sem tentar, nenhum de nós o sabe!
Um tema muito interessante (como sempre).
Um trabalho interior muito grande, que resulta!

E falo por experiência própria.

Beijinhos querida

IVANCEZAR disse...

Os seres humanos tem uma tendência natural à acomodação - Um pensador árabe ( Ibs Kaldun, se não me falha a memória) disse que o MEIO impõe ao homem suas condições. De certa forma desistir é ROMPER e isso sempre implica dificuldades extremas; belo post !

Vitalina de Assis disse...

Hola amiga!

Normalmente pensamos que existe uma dificuldade tremenda em desistir de algo, mas não é bem assim. Tudo nos cabe até o limite das medidas, e quando esbarramos nele, fica claro o que fazer. Amadurecemos! Podemos escolher livremente persistir ou abortar.

[...]Decida hoje mesmo: Submeter-se, desistir, ou romper e mostrar do que é capaz maximizando seu potencial e indo além das expectativas. Aquela mulher decidiu INSISTIR e o Universo conspirou a seu favor.
(http://avessamente.blogspot.com/2011/04/desistencia-uma-psicopata-espreita.html

Bjs.
Tenha um excelente final de semana.

manuel marques disse...

"O divórcio é tão natural que, em muitas casas, dorme todas as noites entre os dois cônjuges."tudo isto por falta de coragem.

Beijo meu e bom fim de semana.

Mafalda S. disse...

Amanhã tenho um desafio literário para ti, lá no blog. Espero que gostes.

Beijinhos

Alê disse...

A gente insiste tanto... Porque creio, queremos que dê certo... Nem sempre dá. E as vezes, gastamos energia a toa, mas devemos aprender, aprender, e aprender,


Um beijo

Vera Lúcia Duarte disse...

Lena,
Excelente texto. Muito bom compartilhar tal assunto, pois diz respeito diretamente à maioria de nós.
Muitos de nós somos acomodados por natureza e tememos o novo, a mudança, contentando-nos com o que já temos e que não nos satisfaz.
É preciso ter coragem para desistir e dar lugar para que o melhor econtre espaço.
Ótima colocação.
Beijo.

Jorge disse...

Desistir é uma coisa e saber desistir é outra. Na primeira é medo ou teimosia, na segunda opção é o bom-senso em ação. E para tanto é necessário se amar pois só assim saberá o tempo certo de cada coisa.

Meu Anjo, um doce beijo!!!

AOSOLHOSDAALMA.BLOGSPOT.COM disse...

LENA O MAIOR MEDO DO N AVEGADOR É O DE NÃO PARTIR,AMEI ESTE FINAL
MUITO PROFUNDO,LINDO ESTE POEMA
QUALQUER DIA VOU COMEÇAR A DAR UMA ROUBADINHA NESTE BLOG,BEM DE LEVE
E CARREGAR ALGUMA COISA DAQUI.
UM ABRAÇO QUERIDA TENHA UM LINDO FINAL DE SEMANA BJS
MARLENE

Nel Santos disse...

Obrigada pela visita ao meu blog e por segui-lo.

Que desabafar corajoso!
Realmente é preciso muita coragem para desistir! E descobrir que já não pertencemos a um lugar ou uma situação ou a alguém é de uma consciência tremenda! Já me senti assim, sei bem o que você diz em teu texto.

Amei teu blog e sigo com prazer!

Bjs!!!

Gisa disse...

Também tenho esse defeito. Sou obstinada e não desisto nunca. Isso com certeza é uma falha e algumas situaçãoes.
Um grande bj querida amiga

MARILENE disse...

É difícil desistir, mesmo. O espírito de luta está muito arraigado e a desistência dá uma sensação de fracasso. Mas, como foi bem elucidado no texto, muitas coisas só continuam a existir em nossa imaginação e estamos gastando energia inutilmente.

Bjs.

Ma Ferreira disse...

Querida Lena..te enviei um e-mail ontetm..espero te-lo recebido!!

Quanto ao desistir.

Eu acho que existem duas situações.
Aquela em que nos apegamos, por teimosia, alguma coisa diz que ja acabou, que não dá certo, que aquela situação chegou no limite.,..
Mas continuamos.
Acho que o ser humano tem uma leve tendencia ao masoquismo.
Nos apegamos com aquela situação, como se fosse a salvação da patria. Melhor ruim do que sem ela..ou muitas vezes ele.
Desistir é preciso. Desapegar é preciso. Soltar o velho para conseguir o novo.
Dar espaço.
Existe aquela outra situação..que o prosseguir..exige um certo esforço. E a nossa intuição diz que é aquilo..mas resistimos..parece que temos medo de ser assumir a felicidade, de arriscar.
Eu acho que o coração deve decidir. Qdo vc ta na duvida..só ele.
A mente, os pensamentos te domimam, levam vc para onde eles quiserem..
Mas vc é que tem que ter dominio sobre a sua mente e pensamento.
Saber discernir.
Muitas vezes é um teste que o universo coloca a nossa frente.
Se vc continuar..passsou no teste..
ou..se vc desistir ..tb passou..
Depende da situação..
Penso assim..

Eu tenho exercitado o desapego.
No meu caso particular..
Antes qdo eu gostava muito de uma peça..eu não queria vende-la.
Hj percebi que td isso é burrice.
Não faço arte pra mim, faço para quem quiser apreciar o belo.. bsó eu sei a energia boa que coloquei em cada peça, não tenho modétia em relação a isso.
Tem quem goste e quem não gposte. Eu respeito.
Temos que npos libertar..
Em relação a pessoas...decididamente assumi o meu lado sombra.
Tem pessoas que não dá.
Não me fazem bem. Algo me diz. Pra que insistir por conta de formalidade?

É isso...como sempre..dissertei..culpa sua..
Fico muito a vontade no seu blog.
Adoro!!

Um beijo querida!
Fique bem!
Ma Ferreira

Meire disse...

Lena, minha querida lembrei-me de uma frase do caríssimo Shakespeare: "Às vezes desistir é um ato de coragem." Insistir em algo que não tem como dar certo, que nos faz mal, que só traz sofrimento é covardia. E é preciso coragem para desistir de pessoas e/ou situações que não nos servem mais, mudar porque é preciso. Mas é preciso enxergar bem para poder entender.

Minha flor, tem uma homenagem esperando por ti lá no meu blog como falei no comentário anterior, num sei se viu. =) Beijokitas com muitooo carinho pra vc!!!

Liberdade. disse...

olá querida!

adoro os temas que você aborda!

concordo plena mente,tem momentos em que temos que ser realista e para de camuflar os murros em pontas de faca.
um abraço!

Toninhobira disse...

Uma postagem para belas reflexões. É preciso raça e coragem para certas mudanças romprer com tudo que nao soma e nos faz acomodados e assistidos.Nas relaçoes são como frutas amadurecidas não podem apodrecer,há que ser saboreada e conservada.Mas é muito dificil o desistir que se parece com perdas. Um belo fim de semana Lena.
Bju de luz nos seus dias.

* Verinha * disse...

De fato há situações em que devemos tomar uma postura e não nos acomodarmos.. Pura verdade.. "Água parada apodrece, água que flui purifica, limpa.".. Adorei!

Beijocas super em seu coração Lena!!

Verinha

soniaconsult disse...

Uma típica Ariana.
Eu sou assim!
Bjs e um bom final de semana

Rô... disse...

oi Lena,

desistir nunca é fácil,
porque desistimos de sonhos,
ideais,
e muitas vezes de uma vida inteira de dedicação,
mas as vezes essa mudança se faz necessária, pra que a vida recomece e flua,
com novos rumos e novos sentidos...

muito bom refletir com você...
beijinhos

Só pra você disse...

Lena, que ensinamento de vida heim? Esse texto me fez lembrar de minha própria situação, quando tomei uma decisão muito importante, nossa, parece até que foi feito para mim, show de bola querida. Obrigada por me proporcionar momentos assim, de reflexão. Estava com saudades de vc e de suas palavras sábias.

Beijoca querida!

Tatiana Kielberman disse...

Muitas vezes, precisei ter coragem para isso, mas não consegui...

Ainda bem que agora a coisa mudou de figura!

Beijos, Lena querida!

Flor de Maio disse...

Oi Lena,
Que texto maravilhoso!
Desistir de qualquer coisa tambem é meu ponto fraco, sou taurina então...
Bjs e uma linda semana para voce!