4 de junho de 2011

Magia na arte de estar com o outro




"O amor significa a arte de estar com os outros.

Meditação significa a arte de estar consigo mesmo.

São dois aspectos da mesma moeda.

Uma pessoa que não sabe como estar com ela mesma verdadeiramente não pode relacionar-se com os outros.

O relacionamento dela será inconveniente, sem graça, feio, fortuito e acidental. Sempre oscilará e nunca ganhará profundidade.

E vice-versa: a pessoa que não é capaz de estar com os outros, de relacionar-se, achará muito difícil relacionar-se consigo mesma, porque a arte de relacionar-se é a mesma.

Seja relacionar-se com os outros ou consigo mesmo, não faz muita diferença: é a mesma arte.

Essas artes têm que ser aprendidas juntas, simultaneamente; elas são inseparáveis.

Relacione-se com as pessoas como se você estivesse cantando uma canção, como se você estivesse tocando numa flauta; cada pessoa precisa ser pensada como um instrumento musical.

Respeite-as, ame-as e adore-as, porque cada pessoa é uma face oculta do divino.

Portanto seja bem cuidadoso, bem atento. Lembre-se do que você está dizendo; lembre-se do que você está fazendo.

Pequenas coisas bastam para destruir relacionamentos, e pequenas coisas tornam relacionamentos tão belos.

Às vezes basta um sorriso, e o coração do outro se abre para você; às vezes basta um olhar errado em seus olhos, e o outro se fecha.

É um fenômeno delicado. Pense nisso como uma arte, a vida tem que ser aprendida como uma arte, muito cuidadosamente, bem deliberadamente.

Assim, o relacionamento com os outros precisa se tornar um espelho: veja o que você está fazendo, como você está fazendo isso e o que está acontecendo.

Que está acontecendo ao outro? Você está provocando sofrimento nele? Você está criando um inferno para ele?

Então retire-se. Mude suas maneiras.

Embeleze a vida ao seu redor.

Deixe que cada pessoa sinta que o encontro com você é uma dádiva, que apenas por estar com você algo começa a fluir, a crescer.

E quando você estiver sozinho, então sente-se totalmente em silêncio, absolutamente em silêncio, e observe a si mesmo.

Assim como o pássaro tem duas asas, deixe amor e meditação serem suas duas asas. Crie uma sincronicidade entre eles, assim eles não estarão de maneira alguma em conflito um com o outro, mas cuidando um do outro, alimentando um ao outro, auxiliando um ao outro.

Esse vai ser o seu caminho: a síntese entre amor e meditação".




Osho: The Rainbow Bridge

23 comentários:

Alê disse...

Lena,

Quanta verdade nesse texto.
Não se pode amar, sem se amar primeiro,
Não há relação que cresça sem auto-respeito antes e também, com o próximo,
Não há troca sem doação.

Espanta-me toda essa rapidez e superficialidade a qual estamos expostos. Não se cria vínculos, pra que não se sofra, mas creio que o sofrimento é maior,

Que possamos ter a serenidade de repensar esses relacionamentos, amadurecer conosco, e buscar algo maior.

Merecemos.


Um beijo!!!

Paulo Francisco disse...

Sincronia seria a palavra certa.
Adorei este texto.
Um beijo grande

Gisa disse...

Perfeita união
Um grande bj querida amiga

* Verinha * disse...

Às vezes nos esquecemos que para tudo nesta vida há de se ter primeiramente uma mudança de comportamento nosso.. nunca poderemos oferecer, o que não está presente em nós.. seja amor.. compreensão.. respeito.. alegria ou qquer outro tipo de sentimento. E a prática da meditação nos leva a isso.. estarmos de bem e em equilíbrio com nosso "eu".. e todo o restante, virá como consequencia desse nosso bem estar.

Um beijo grande em seu coração Lena!

Ingrid disse...

não é fácil, mas a busca nos conhecermos nos leva a nos amarmos mais..
assim emanamos uma bela aura de felicidade atraindo linda pessoas..
e o amor vem!
lindo post Lena.
como sempre..
beijos e bom findi.

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

É VERDADE AS VEZES TRANSFORMAMOS A VIDA DO OUTRO NUM INFERNO E NEM PERCEBEMOS,MAS SEMPRE É TEMPO DE MUDANÇAS BASTA RECONHECER QUE ERROU!
BOM FIM DE SEMANA
BEIJO

João Ludugero disse...

Querida LENA,
Bom dia!
Gosto demais do que escreves. Lindo, lindo seu poema, fiz uma instrospecção daquelas, de ir lá bem fundo na alma. Belas palavras, alinhavadas pelo teu condão mágico de dizer o sentir. Continuas iluminada, tanto que emanas esse lume até de longe. Eu apareci no seu blog sim, por vezes, mas não deixei coments. Não estava aceitando comentar nem como anônimo. Agora tô te acessando pelo google crhome. Não pense que esqueço de vir aqui. Seu espaço é muito gratificante, fascina, vicia. Tenha um ótimo fds! no mínimo, ensolarado, mas se ele não aparecer, sua presença basta. TE ADORO! Apareça, sempre que puder, pois a casa é sua!
Abraços,
João, poeta.
Até mais!

Eva disse...

Lena, que texto maravilhoso e vc entrega o segredo de conciliar e alimentar esses dois amores, a gente mesmo e o outro, bjinhos, um bom final de semana!

Perfeita Ordem disse...

Mudar as nossas maneiras...
Acho que nesses meus 45 anos uma das coisas que mais me chamam a atenção é essa dificuldade que nós, mesmo sofrendo muito,temos de mudar nossos comportamentos para sermos e termos ao nosso lado pessoas mais felizes.
Muito lindo e verdadeiro seu post.
Preciso parar,reler e refletir mais sobre ele.
Obrigada por essa oportunidade.
Beijos.
Lindo final de semana!
Claudia.

Sandra disse...

Lindo post.
Gosto muito de Osho.
Seguindo-te

mfc disse...

E há tanta gente que não entende esta verdade!
Nada poderemos dar se não estivermos de bem connosco.

SOL da Esteva disse...

Lena

Amor, empatia, simpatia, amor.
A roda que roda em torno da gente. se "despenca", tudo se perde.
Texto magnífico para uma profunda meditação.

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Sandra Portugal disse...

Oi amiga querida, passei por aqui para:
- me deliciar com suas maravilhosas escolhas de temas
- para acalmar minha alma
- te desejar um final de semana bem aquecido e feliz para quem está no outono
- e bem florido e agradável para quem está na primavera.
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

MARILENE disse...

Como sempre, ótimo post. Essas duas asas são indispensáveis para manter o equilíbrio entre as duas posições.

Obrigada pelo carinho na ausência.
Bjs.

Meire disse...

Lena, estrelita mais brilhante do meu céu, relacionamentos só são saudáveis se nos proporcionam bons sentimentos. Quando regado a desconfiança e ciúmes excessivo torna-se em algo que não nos faz bem. Temos que tentar sempre transmitir boas coisas para as pessoas , fazendo assim com que elas se sintam bem na nossa companhia. Chamo isso de relacionamento "peso pena", porque gente assim queremos sempre por perto, nos trazem leveza diferente de pessoas "pesadas", que não aprenderam nem a gostar de si mesmas e vivem constantemente só o lado bad da vida.
Eu gosto de ajudar as pessoas no que posso, conversar, aconselhar, fazer palhaçada, mas se a pessoa não se ajuda fica impossível que qualquer ajuda funcione e automaticamente nos afastamos dessas pessoas "pesadas".
Adorei esse lance da pessoa ter que ser pensada como um instrumento musical. Você Lena linda é um doce e suave, àqueles que dá paz a alma da gente!
Temos que ter cuidado com o que fazemos ou falamos ao outro, pois cada um tem sua opinião, sua maneira de ver a vida e respeito nisso é fundamental.
Sabe, minha amiga brilhosa, quando não "estou" uma boa companhia num bad mood eu fico bem quietinha no meu canto, uma coisa que me ajudou muito a meditar a me sentir bem sempre é o Reiki que faço.

Aiiii crianças, que delícia, eu tenho paixonite aguda por criança. Fico igual boba com os filhos de amigas minhas e logo mais em setembro vai nascer o filho de uma prima minha de São Roque, imagina se num to vibrando com isso *-*
sou maluquinha para ser mãe, na hora certa, claro!
Hoje tem niver de uma amiga minha (Isa) e fizemos até caderno personalizado com fotos, frases e tudo mais que tem direito rsrs (copiei do filme "Tudo acontece em Elizabethtown", não sei se já viu, é lindo). Vou até filmar a cara dela kkkk Pensa que dei aula até as quatro hj numa ansiedade para esse niver, to ligada no 420 aqui curtindo ABBA pra esquentar! rsrsrs

Essa nossa sincronicidade me deixa pasma! Sérioooooooooo!("It's so beautiful that makes you wanna cry." Innocence, Avril Lavigne)
Curta bastante os subrinhos, farreia ai /o/

ah eu vi o desafio e assim que der eu respondo, tudo o que tem a ver com livro é ótimo rsrs

bjokitas com todo meu carinho.

Vera Lúcia Duarte disse...

Olá Lena,
Ótimo texto.
Realmente, quem não se gosta não consegue permutar esse sentimento.
Deixar- nos guiar pelo amor e meditação parece-me perfeito.
Um lindo final de semana.
Bjs.

нєllєи Cαяoliиє disse...

"Pequenas coisas bastam para destruir relacionamentos, e pequenas coisas tornam relacionamentos tão belos. "
É destas pequenas coisas que traçam caminhos quase sem volta
Lindoo viu? Que consigamos nos avaliar primeiro sempre :)
Ps: Eu quase mooooorro com essa foto de bombonzinhos ao lado viu? é crueldade Lena rsrs
Um beijo enooorme pra ti!

soniaconsult disse...

OI Lena
Finalmente o Find chegou!!
Eu consigo às vezes dar uma fudidinha rápida no intervalo e blogar um pouquinho mas não é sempre que encontro um computador desocupado.
Este sentimento se aflorar primeiro dentro de nós, irá exalar atéo coração mais próximo
É um círculo que não possui fim
Bjs amada e um bom domingo

Artes e escritas disse...

Um texto para meditar e melhorar as relações inter pessoais. Valeu! Um abraço, Yayá.

Giovanna disse...

Sabe Lena, uma pessoa para descobrir a essência do amor, primeiro era precisa ter uma comunhão, uma intimidade, um relacionamento com ela mesma - a meditação é a melhor forma de conhecermos o nosso mais profundo, aquilo que está escondido, oculto, caso contrário ela nunca se coloca na posição de outro, hoje em dia as pessoas se tornaram muito egoistas, individualista, querem só receber amor, não conhecem a palavra doação, dar...tudo sempre precisa partir de nós, voluntário, sem cobranças, precisamos nos valorizar, amar primeiro a nós, amar o que fazemos, o que somos e depois esbanjar graça, amor, gratidão a outros, observar o que está em nós e ai será mais fácil e natural compartilhar o amor... o mundo anda carente dessa palavra... quando você estende sua mão, seu coração, sua palavra a alguém ela retorna pra você cheia de bençãos...mas todos precisamos aprender a viver e prosseguir com esse amor, pois é uma das maiores dádivas que Deus plantou no coração do homem quando o criou.. então vamos usar, prosseguir, respeitar, compartilhar, doar... porque a tua alegria vai depender da minha...
Um domingo cheio de bençãos a você e sua família. bjs Giovanna

C. disse...

Palavras de Osho sao incontestáveis, amo seus ensinamentos!

E engraçado eu costumo dizer exatamente essa palavra "retiro-me" quando preciso dar um tempo pra mim, rever todo aprendizado na "arte" do bom relacionamento. Minhas amizades vivem no "fio da navalha" comigo, por isso, me perdoe minhas ignorâncias nesse quesito, eu ainda estou caminhando nessa arte!


# Você viu que agora tem essa nova ferramenta aqui no blog de "curtir" como no Facebook, mas com o nome de +1? Tô "curtindo" todos esses textos, para que se espalhem como vírus pela Internet!

Beijokas!!!

Só pra você disse...

Amiga, achei muito bom esse teu texto, são palavras que sempre temos que rever, lê-las novamente, para impreguinar no nosso eu. O dificil mesmo é mudar, isso sim, é mais dificil. Gostei muito querida, parabéns!

Beijocas e um ótimo inicio de semana.

Tatiana Kielberman disse...

Que linda essa magia... Fui permeada por ela ao ler o texto!

Beijo carinhoso, querida!