25 de julho de 2011

O homem separado




Embora muitos não percebam, os homens não se dividem apenas entre casados e solteiros, ou entre aqueles que têm e não têm namorada. Há outra categoria, menor, mas igualmente importante: a dos homens separados. Eles constituem um grupo inteiramente à parte.

Não importa se o sujeito foi casado por dez anos ou se acaba de romper um namoro que mudou a sua vida. Quem terminou uma relação importante vive, por tempo indeterminado, num universo emocional diferente daquele em que vivem as outras pessoas.

A característica essencial desse período é a dubiedade de sentimentos e a indefinição. O homem separado não tem mais compromisso, mas ele ainda não se sente realmente livre. Vive, de forma muito aguda, a euforia de não ter mais laços e a angústia de estar sozinho. Habita, simultaneamente, dois mundos que se afastam um do outro. Num deles é o companheiro de alguém, o pai, o homem da casa. No outro, é um camarada solitário em busca de emoções e sensações reprimidas. Até que esses dois mundos voltem a se encontrar, até que o homem separado recupere a sua identidade, ele tende a viver em desequilíbrio – o que não é necessariamente ruim.
Eu lembro desses períodos de separação de forma muito intensa. Viagens, rostos, conversas na rua tarde da noite. A palavra para esses interregnos é descoberta. Sobretudo, a descoberta de pessoas e seus mundos. Cada um de nós vive num planeta próprio. Explorar esses planetas, entrar na casa e na vida dos outros sem o peso dos compromissos é uma delícia.

Há também os excessos. A gente enlouquece de liberdade e pira de carência. Sem se dar conta, o sujeito começa a agir como cachorro louco. É comum ver homem separado se atirando sobre as mulheres indiscriminadamente. Não é só lascívia. Depois de anos com a mesma mulher, ou meses com a namorada atenciosa, passar um fim de semana sozinho pode ser o inferno – e, para escapar dele, as pessoas fazem qualquer coisa.

Quando se olha de fora, parece que os homens separados estão 100% do tempo atrás de sexo, mas não é bem isso. A grande ausente nos namoros e casamentos falidos é a paixão. Sexo existe, mas não existe mais romance. Ninguém mais suspira no meio da transa, não se tem mais vontade de escrever cartas à mão ou mandar flores. Você não olha mais para a sua mulher como se ela fosse a mais linda do mundo. E isso faz falta para os dois.

O escritor Norman Mailer já dizia nos anos 1960: as pessoas se esfregam nas festas achando que estão em busca de sexo, quando, na verdade, estão procurando amor. Cinquenta anos depois, o diagnóstico ainda vale para boa parte das situações.

Às vezes eu me surpreendo ao perceber que dos meus períodos de homem separado sobraram relações bacanas. Algumas mulheres conseguiram enxergar por trás da máscara de sedutor tragicômico um sujeito com quem se poderia conversar e conviver. Tornaram-se amigas - mas são exceção.

A tendência nesses momentos de tumulto é queimar as oportunidades e o filme. Você conhece pessoas especiais, mas não consegue ver um palmo à frente do nariz. Não as percebe. Age com todas de uma forma padrão, ditada pela particularidade do seu momento. Banaliza sentimentos e possibilidades.

Há certo vampirismo nos homens separados, uma necessidade de tomar dos outros dando relativamente pouco. Há uma carência (essa é a palavra-chave) que devora tudo em volta até que algo sacie e acalme. Até que o sujeito seja capaz, de novo, de se apaixonar. Até que ele recupere o romance em sua vida. Esse, eu acho, é o momento em que ele deixa de ser um homem separado e volta a ser um homem livre. A capacidade de se apaixonar encerra a transição.

Esta, ao menos, é a minha experiência. Ela não me parece muito distinta da experiência dos outros homens, mas, nem por isso, serve como regra. Haverá quem saia do casamento pronto para se apaixonar de novo, instantaneamente. Outros baterão cabeça por meses ou anos. Um homem especial talvez seja capaz de reconhecer mesmo na bruma da separação o sorriso da mulher feita para ele – e não jogue fora a oportunidade.



Ivan Martins 



Men At Work - Overkill




24 comentários:

Paulo Francisco disse...

Deveria ter lido este texto uns anos antes rs rs rs
Um beijo grande

Paula Moraes disse...

Eu mesma já me separaei e casei algumas vezes, sempre que sai de um casamento, não ficava me policiando para não me envolver ou não amar de novo. E assim caminhei até aqui.
Boa semana Lena querida.
Belo texto.
Bjs

Cacá - José Cláudio disse...

Acho que foi por estar (ou ficar) enlouquecido de liberdade e pirado de carência que me casei três vezes até o momento. rsrs. Abraços, Lena. Paz e bem.

mfc disse...

Um texto interessantíssimo que caracteriza bem essa fase de desconsolo e de desorientação.
Parabéns por mais esta magnífica escolha.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Excelente reflexão de um homem que passou pelo divórcio. Tem lógica essa ideia de liberdade recém adquirida que se desfruta ao máximo, mas em que não se vê para dentro! Bjs

Aleatoriamente disse...

Bom dia Lena!
Que texto incrível moça!
Amei!

Beijinho amada.

SOL da Esteva disse...

Lena

Tratado muito bem escolhido e escrito, sobre o Amor do Homem/Mulher (esta não muito referida) na situação particular de Solitários (voluntária e involuntariamente).
Análise muito completa e é referência de Norman Mailer.
Efectivamente as pessoas buscavam o Amor.
Só não sei definir como a juventude dos nossos Dias, do, e como, faz não é mais direccionada para o sexo em prejuízo da escolha do Amor.

Obrigado Lena e uma boa semana.

Beijo

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Só pra você disse...

Lena,
Bom dia amiga! Olha, gostei demais dessa visão e sou uma pessoa que passou por isso e meu atual marido também. Já conheci outros amigos que são idênticos ou viveram assim como foi descrito. Parabéns pelo texto que nos ensina muito o dia-a-dia e nos deixa mais informados. Gosto de vir aqui e te ler.

Beijocas e um ótimo inicio de semana.

Meire disse...

Minha Estrelinha cintilante, cada man encara diferente a situação de separado, se foi ele quem decidiu pela separação encara de um jeito, mas se não foi encara de outro. Uns são mais maduros e outros nem tanto, talvez seja por isso que saem "enfiando os pés pelas mãos" por aí. Acredito que logo após que uma pessoa se separa é tempo de ficar no seu cantinho, pensando e meditando sobre a vida, para só depois sair pro mundo outra vez.

Que sua segunda seja supimpa de alegria, amo vc Estrela que saltita em meu coração :)
bjokitas com muito amor!

Vera Lúcia disse...

Olá Lena,
De fato, este período pós separação do homem é muito inquietante para ele que, de certa forma, não consegue viver sozinho. Alguns até, antes de saírem do casamento já falido, antecipam-se ,buscando um outro porto seguro(Conheço caso).
Acredito que, na maioria dos casos, os primeiros tempos da separação constituem-se dias de euforia, mas logo o quadro muda e a insatisfação se instala. Somente mesmo um outro relacionamento aquieta o coração do homem separado.
Beijos.

Acácia Azevedo Studio Pottery disse...

É Lena, conheço alguns que nunca sairam da fase de transição! rs* Mas é opção tb. Estar disponível e sensível pode não resultar exatamente em novo casamento, mas pelo menos, em boas relações não é mesmo? beijos mil! A.

нєllєи Cαяoliиє disse...

Eu acho que é uma dificuldade e tanto para o homem viver sozinho,uma vez que se adaptou em sempre ter alguém auxiliando-o rs
Ótimo texto!
Um beijo,Linda Lena!
semana cheia de luz a ti!

RELTIH disse...

MUY INTERESANTE ARTICULO. UN PLACER VISITAR SU ESPACIO.
UN ABRAZO

Vilmar Barros de Oliveira disse...

Oi Lena,
Muito bom esse texto, eu vivi grande parte do que ele descreve ai, uma mistura agridoce de liberdade com solidão, alegria e dor ao mesmo tempo! tudo num mesmo pacote, vc quase enlouquece até perceber que não é o único e até aprender que não é o fim, mas um recomeço.
Beijo grande.

Ma Ferreira disse...

Leninha..interessante a escrita do seu post.
Mas tem casos.. em que os homens separados acabam por ficarem compromissados com a primeira que aparece.
Conheço alguns casos assim.
Falo do meu circulo de amigos que se separaram. As mulhgeres continuam só, sem compromisso fico,
Mas os homens ja estão com ouytras mulhgeres.
Acho que o homem é menos resistente que a mulher.
Acredito que eles tem medo de ficarem só.
Falta-lhes aquela mãe..
Acredito eu..sei lá..
Enfim.. no fundo.. o auuto conhecimento é essncial.
Bom saber viver sozinho. Viver sosinho não quero dizer viver na solidão.
Mas deixar as coisas acontecerem naturalmente..
Um beijo..linda..
Lena..Imagino que sua voz seja parecida com a da Renata Sorrah..
Sempre que escrevo a vc me imagindo coversando com ela..rsrs
doido isso né?
Te amo..como diz vc.. mega super hiper beijo..
Ma

Luar disse...

Lena

Excelente texto, mas sobre esse assunto teria um comentário de tal forma azedo que prefiro remeter-me ao silêncio e simplesmente deixar-te um beijinho!

Há dias não...hoje é um deles!rsrsr

Luar com luz apagada!

cidinha disse...

Olá, Lena. È um belo texto! Se retrata perfeitamente uma relação. bjs com carinho!!

MARILENE disse...

Acredito que o homem separado há pouco tempo se empenha, realmente, nessa busca desenfreada que nem ele sabe definir. A tendência normal seria que a fase passasse. Infelizmente, alguns, talvez até por medo, pois as histórias de vida são diferentes, jamais se encontram.

Bjs.

Su disse...

Boa noite moça querida, hoje passando por aqui mais tarde...

Li esse texto e inevitavelmente pensei no meu ex..., engraçado, hoje no caminho para o trabalho me peguei pensando nele, em como deve estar sua vida afetiva, tantas coisas passaram pela minha cabeça... aí chego e leio esse texto aqui, a versão do lado de lá, será que ele está assim?! Acho que sim, quando o vejo, mesmo que de longe, sinto esse homem ainda meio perdido... enfim, já foi né! Passou... quero mesmo que ele seja muito feliz... Ótimo texto amiga, me levou a uma reflexão e tanto...

Estou levando meu selinho, adoreiiiiiiii, obrigada sempre pelo seu carinho.

Beijinhos.

Su.

Severa Cabral(escritora) disse...

Parabéns prá você!!!
Hoje dia 25 de julho é um dia dedicado a homenagear o escritor brasileiro, aquele que elabora artigos científicos, pautados em verdades comprovadas, ou textos literários, divididos em vários gêneros.
Obg por caminhar junto comigo nas letras...
Bjsssssssssssssss

Nel Santos disse...

Minha nossa! Isso chega a ser quase um manual! Eu amei ler esse texto, Lena! Me esclareceu muitas coisas!

Beijos!

Paulo Garcia disse...

Lena, parabéns pelo texto!
É por aí mesmo...
Peço tua permissão para adicionar o link ao meu Face.
Caso não permita, só me notifique que retirarei.
Obrigado e, mais uma vez, parabéns pela sensibilidade.

Anônimo disse...

Funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS… Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)… Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes). Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre GWB de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que GWB venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele GWB não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…). Publique esta simpatia por três vezes , basta copiar e colar por três vezes em in forum diferente esta simpatia abaixo e logo em 48hs você terá uma linda surpresa, beijos Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoárá e sua vida não será mais a mesma LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas… funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS .

jeniffer disse...

Meu Deus mta sabedoria belíssimo texto, reflete bem a situação, estou enrolada com um homem separado, nossa essas suas palavras são as mesmas que a dele, queria amor da parte dele mais estou vendo que vai ser um verdadeiro desafio ele amar novamente.. Mto obrigada mesmo, pela ajuda.