22 de maio de 2012

Sensibilidade





Ela brota dos meus poros, me faz chorar e rir por coisas tão pequenas... Me faz sonhar grande! Ela me faz ver além, querer ir fundo, sentir o que passa no teu coração e me despir de primeira pra quem me dá a mão. Ser sensível requer coragem, não de músculos, nem lágrimas, ou força... Mas entregar o coração e sentir o do outro... Sentir as pequenezes da vida, dos pequenos seres, sofrer e amar tudo que vibra. A maldade ínfima se torna imensa e uma formiga se torna um leão. Toda vida que sofre me dói e meu coração quer salvar o mundo.

Essa intensidade assusta, dá vontade de sair entregando flores pra todo mundo, e, ao mesmo tempo, vontade de esconder e conter isso tudo para não parecer boba. Cabe tanto segredo aqui dentro, tanto amor, eu guardo a sete chaves tua vida, mas tenho medo de falar da minha.... Parece que as pessoas não guardam mais nada.... É muita coisa compartilhada, e eu sou uma ET por achar que privacidade é "coisa privada"....

Essa capacidade de sentir, devia ser dosada, deveria ser possível escolher o que sentir... Nossa! Eu sinto de tudo, num TODO, tão forte que acho que não SOU mais, eu SINTO. (...)

Em tempos de dedicação e docilidade escassa - pois nunca se tem tempo e o olho vê só o umbigo - esse amor e esse sentir tão claro e desprendido chega a assustar.... Um elogio é estranho, é mais fácil criticar......

Eu quero esse cuidado espontâneo com os outros, comigo. Tenho vontade que ninguém sofra por nada. Ser sensível aqui na terra dói, requer muita coragem. Muita. Toda hora.

Sinto saudade do verdadeiro, dos laços fortes, de antigamente, de gente madura e inteligente, da bondade que anda tão minguada, mas que noto estar crescendo em algumas pessoas... Sinto falta de bom senso. Ai, como eu sinto....

Estou muito emotiva, nostálgica, apaixonada...Sinto uma saudade de fazer a alma marejar, de um lugar que não sei onde é, mas que existe.... De alguém que foi e sinto todos os dias a falta... Sinto vontade de estar lá... Quando chega esse sentir, eu experimento, com toda a dor e verdade como saboreio a felicidade.

Não se admire se eu me afastar... Porque estou me aproximando do que vibra em sintonia comigo...Cada dia meu coração busca o completo, ele está cansado de pessoas mesquinhas, de fofocas e julgamentos, as pessoas mostram aparências; eu quero essência... Estou buscando o simples, a minha liberdade, o caminho do meu coração e amigos de verdade.

Eu até já tentei ser diferente, fazer o que não gostava, suportar o que achava errado, me calar, baixar a cabeça, agir como queriam, fazer de conta que não vi, não senti.... Mas eu vi, eu senti. e SINTO...

Não tem mais jeito: só consigo ser de um jeito: igual a mim!


Carolina Salcides







2 comentários:

manuel marques disse...

Saudades minha querida.

Beijo meu.

Filha do Rei disse...

" Sinto saudade do verdadeiro, dos laços fortes, de antigamente, de gente madura e inteligente, da bondade que anda tão minguada, mas que noto estar crescendo em algumas pessoas... Sinto falta de bom senso. Ai, como eu sinto...."
Também sinto tanto esta falta.
Lindo e reflexivo testo.Parabéns.
Bjs