20 de outubro de 2012

Quando os problemas sexuais atrapalham o relacionamento...




Amor é um sentimento universal. Podemos amar muitas pessoas ao longo de nossa história. Entretanto, o que diferencia uma relação da outra é a forma como esse amor é exercitado, isto é, são as atitudes que usamos para demonstrar esse sentimento! Neste caso, estamos nos referindo àquele tipo de encontro que se diferencia dos demais por conta da intimidade sexual.

Seja este tipo de relacionamento entre pessoas do sexo oposto ou pessoas do mesmo sexo, ele se caracteriza, portanto, porque há o desejo, a atração física, a busca da realização e do encontro pelo prazer sexual. E nada mais saudável e gostoso do que quando esse encontro acontece com respeito, em que um e outro podem se mostrar como são, falar do que querem, como querem e também de seus sentimentos e dificuldades, medos e limitações.

Mas, infelizmente, é mais comum do que supomos acontecer de os casais não conseguirem criar esse espaço. Por timidez, tabus ou crenças equivocadas, não falam sobre sexo. Fazem sexo -ou tentam- mas não falam sobre o assunto. Assim, com o passar do tempo, o que era um medo ou uma insegurança compreensível e até natural, termina se transformando em fantasmas horrorosos, verdadeiros monstros que perturbam a relação, atrapalham a intimidade e distorcem os sentimentos.

Resultado? Podem ser vários: ejaculação precoce, dificuldade de ereção, frigidez, vaginismo, até a completa impotência. Ou seja, duas pessoas que se amam, mas não conseguem sentir prazer na intimidade. Daí para surgirem sentimentos como insegurança, baixa autoestima, ciúme, irritação, angústia e afastamento é só uma questão de tempo e de brigas após brigas.

Conclusões precipitadas e erradas são tiradas sem que uma conversa franca e sincera aconteça. Um acusa o outro. Ou pior: os dois se fecham e fingem que nada está acontecendo. Ignoram a desastrosa situação sexual em que se encontram. Sentem tanta dificuldade de lidar com o assunto que simplesmente abrem mão do prazer e desistem da felicidade. Assim, a relação se torna cinza, sem graça, morna, triste, insossa, descaracterizada.

É óbvio que, se vislumbrasse uma saída, ninguém optaria por viver assim. Por isso, a pergunta a ser respondida é: o que fazer? Felizmente, existem muitas soluções, muitas formas de tratar e curar os problemas sexuais. E o melhor: na maioria das vezes, é bem mais simples e rápido do que se supõe. Porém, para que qualquer método funcione, é preciso que os envolvidos queiram resolver a questão, estejam abertos e disponíveis para essas possibilidades.

Considerando que grande parte dos problemas é psicológico, decorrente de travas emocionais, a terapia sexual pode ser um método fantástico e muito eficiente para mudar esse quadro e fazer com que um casal reencontre o caminho do prazer e da satisfação. Essa terapia pode ser realizada com os dois ou somente com aquele que está se sentindo aquém de seus desejos e expectativas.

Mas sabemos que existem também os casos em que a trava tem a ver com problemas físicos, tais como diabetes, disfunções hormonais, entre outros, e até com a idade, má alimentação ou sedentarismo. Para esses também existem soluções. Recentemente, o jornalista esportivo Jorge Kajuru deu uma entrevista revelando que o implante de uma prótese peniana mudou sua vida. Mas ele não é o único e nem o primeiro famoso a falar sobre o assunto.

Na era da pílula azul, em que a tecnologia e a medicina estão a favor da sexualidade, o cantor Sérgio Reis, aos 70 anos, também contou sobre sua busca pela solução de seus problemas sexuais. Ou seja, embora ainda haja tanta dificuldade, especialmente por parte dos homens, para falar sobre suas limitações sexuais, a situação pode ser outra e logo!

Claro que não é preciso ser capa de revista nem anunciar aos quatro cantos os detalhes de sua vida sexual, mas se existe algo que o incomoda e que faz com que você se sinta insatisfeito, talvez seja hora de parar de sofrer sozinho, de parar de se punir e se impor a infelicidade. Mesmo que seja de modo discreto, o ideal é que você se cuide integralmente e consiga resgatar as delícias de estar vivo e de amar e ser amado!


Rosana Braga

5 comentários:

josenaide coelho disse...

Acho que em pleno século 21 isso acontece por questões psicológicas mesmo.
Porque sempre tem um jeito quando realmente existe amor.não tem tamanho
de pênis,fraca ereção,ejaculação precoce,nada!nada! que impeça um homem ter uma boa relação a menos que ele não queira.Falo do homem pk é ele que na maioria das vzs sofre com tudo isso...Pra mulher tudo é mais fácil e são poucos os problemas das mulheres...
Uma vez eu falei pra mim mesmo que quando me separasse nunca mais iria me casar novamente.Porque eu sei que dá muito bem pra viver sem sexo propriamente dito.Existem prazeres e prazeres.
Existe toda uma maneira de se satisfazer e dar prazer a pessoa amada!Como a palavra mesmo já diz tem que amar de verdade pra aceitar o outro como um todo.Ninguém é metade de ninguém e sim um todo que se completam por vários motivos.
Esse é meu ponto de ver e meditar um pouco sobre o teu texto.
Se o amor não funcionar,nada mais existe para ser feliz de verdade...
Não tem terapia e pílula azul melhor que isso.
Eu amo o que você escreve sempre.Eu
me vejo em outras possibilidades quando te leio,nem sempre o que escreve é claro que nem sempre é pessoal mas eu venho aqui porque realmente eu me interesso pelas
escritas...
Te desejo tudo de bom e lindo como você.
O tempo passa tão rápido que nem sempre dar pra fazer o que queremos
mais sempre e que passo o tempo que eu tenho aqui eu faço de tudo pra que seja sempre bom e que você sinta a minha alma realmente como sou e nada de ser bonitinho não! é por ter algum sentido de estar aqui pertinho e ao mesmo tão longe de você.
Espero sempre que me ache uma pessoa verdadeira mais com falhas humanas,assim como você também.
Eu sei que a gente falha muito no quesito principal.Mais me olha com olhos da precisão que é os da alma.Por favor eu te peço apenas isso.Eu quero ser pra você apenas alegria e mágoas que tenha mais que seja pouca pelo amor de Deus.Você´é alguém que sempre irei admirar,pensa nisso.Eu nunca quiz jogar sujo com você.Isso foge completamente da minha possibilidade de gente,gente como você que tem coração e alma.
Bom fim de semana.Com carinho de mais da conta por você.Naide....

Célia Rangel disse...

Amar sem preconceito ou limitações. É vida que se renova!
Bj. Célia.

manuel marques Arroz disse...

Texto útil e muito interessante.Grato pela partilha.


"O dia que as pessoas entenderem sobre a teoria da sexualidade mais do que pensam saber sobre a prática, muitos dos desequilíbrios se extinguirão."

Beijo meu e bom fim de semana.

Ingrid disse...

sexo é consequência de uma boa relação..
beijos linda Lena..

Maria Adeladia disse...

LENA: Numa relação que há este tipo de problema, pode ser o fim, se ambos não procurarem ajuda.
Beijos linda.