3 de agosto de 2010

Destino: Maiorca

Saímos de Madri com destino a Palma de Maiorca, capital de Maiorca, a maior ilha das baleares no Mediterrâneo. Palma está a 550 quilômetros de Madri e chega-se lá em um vôo de 50 minutos. Localizada na parte sul da  ilha, oferece belas praias, vida noturna invejável,  luxuosos hotéis, baías tranquilas e um interior rico e variado que, no seu conjunto, dá origem a uma das ilhas mais bonitas da Espanha. Foi recentemente eleita como o "melhor lugar do país para viver".    
  
Quando chegamos para passar três dias, ficamos de boca aberta ao desembarcar no aeroporto de Palma. De cara, fomos recebidos por uma catedral gótica, com o interior construído por Gaudí. E mais ainda quando, andando pela cidade, cruzamos com ruas floridas, avenidas monumentais, palácios seculares, lojas finíssimas e um povo  muito elegante circulando nos calçadões.

A presença germânica em massa, somada ao fato de que Maiorca é o destino eleito pela família do rei Juan Carlos no verão, fazem com que a ilha seja perfeita. Tudo funciona como um relógio suíço. O aeroporto é moderno e gigantesco, os canteiros são impecavelmente floridos, não há uma ponta de cigarro sequer nas ruas, o lixo é armazenado em depósitos subterrâneos e recolhido mecanicamente. O centro de Palma parecce o bairro gótico de Barcelona, mas absolutamente impecável, em termos de limpeza e segurança.

No verão, Palma de Maiorca torna-se o paraíso de férias por excelência. No inverno, devido ao seu clima ameno, torna-se desejada por aqueles que não suportam o frio. A ilha tem inúmeras ofertas aos apaixonados pelo golfe, ciclismo, esportes aquáticos e exploração de cavernas. Quem desejar passear pelas inúmeras praias tem escolhas infinitas.

 
Pouco menos da metade da população de 790.000 habitantes vive em Palma. O resto se espalha por cidades de pequeno e médio porte na costa e no interior, todas interligadas por autopistas que não fazem feio perto das alemãs. Viajando nelas nós podemos ver oliveiras, amendoeiras, vinhas e vales férteis e verdejantes, no maior espírito mediterrâneo.

Já no primeiro dia, conhecemos, na costa sudoeste, Port d'Andratx, um porto com uma estreita baía cheia de iates, e que passou de pequeno porto de pesca a uma estância de férias, com mansões de luxo nas encostas, lojas de grife e restaurantes de mariscos à beira-mar. Lá comemos uma paella dos deuses, com um espumante delicioso! Ao norte da ilha estão as casas de Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones e a modelo alemã Claudia Schiffer, proprietários de mansões espetaculares por ali.

O legal nessa região é a onipresença da Serra de Tramontana, com 90 km de extensão, 15 km de largura e cujo pico mais alto tem 1.443 metros. Uma serra e tanto, que forma penhascos junto ao mar onde estão cravadas vilas cheias de charme.

Valldemossa é hors concours! A cidade que serviu de refúgio para  Chopin e a escritora francesa George Sand (1838-1839) tem casas e ruas de pedras bem conservadas. As portas e janelas são enfeitadas com vasinhos de flores, cortinas de renda e senhoras fazem tricô na porta de suas casas conversando em um catalão  bem original. Outra pérola da Tramontana é a Aldeia de Deià, encravada nas montanhas num cenário indescritível, e que tem atraído vários artistas e escritores internacionais.

E, como se não bastasse essa combinação de charme com mar e montanha, a Tramontana termina triunfal no Cap Formentor, um farol acessível por uma estradinha de inúmeras curvas que termina em uma ponta altíssima cercada pelo azul do mediterrâneo por todos os lados. Lá está a Formentera, praia belíssima, de águas cristalinas freqüentada por celebridades de todo o mundo. Deu até pra tomar um banho rápido, mas rápido mesmo, pois a água estava super gelada.




Um daqueles lugares onde, se o mundo acabar, você provavelmente será o último a saber.



Edição: Lena


2 comentários:

Maria José disse...

Lena. Que lugar maravilhoso. Que bom participar dessa sua viagem, nem que seja pelo blog. Beijos, amiga.

Lena disse...

É, Mary Jo, o lugar é lindo mesmo, dos sonhos. Qualidade de vida 1.000!! Temos vontade (ou sonho) de morar lá um dia... Quem sabe? E é perto (de avião) de grandes cidades da Europa.Aproveite bem suas férias. E, volte logo, estou com muitas saudades. Bj. grande!