28 de dezembro de 2010

Destino: Cidade do Cabo, África do Sul


A Cidade do Cabo encanta a todos aqueles que amam as coisas boas da vida. A primeira impressão que se tem ao ouvir falar de uma cidade africana é de um destino cheio de exotismo, vida selvagem e natureza, certo? Pois isso é só o começo do que você poderá desfrutar ao visitar a Cidade do Cabo, segunda maior cidade da África do Sul, um dos dez mais procurados destinos turísticos do mundo. 

Descoberta em 1488 pelo português Bartolomeu Dias, que explorava os mares em direção às Índias, a região logo foi tomada pelos holandeses e ingleses, presentes na região até hoje. 

A surpresa começa pela disposição geográfica única, a cidade rodeia o pé de uma montanha, a Montanha da Mesa (Table Mountain), que leva este nome por apresentar justamente o formato de uma mesa, seguida de uma formação rochosa com 12 picos, que foi denominada pelos locais como "os 12 apóstolos". 

Não espere encontrar uma cidade grande. A região metropolitana da Cidade do Cabo, mesmo sendo considerada a segunda maior população da África do Sul, limita-se pelo contorno da Montanha da Mesa com o oceano Índico de um lado e o oceano Atlântico do outro, fazendo que seu crescimento seja controlado. Nos arredores, há o Cabo da Boa Esperança, o ponto mais distante do continente africano em direção à Antártida. O estilo da cidade é colonial e traz charme para seus edifícios e prédios públicos, bem como museus de diversas comunidades, como os judeus e os muçulmanos. 

O passado contrasta com a modernidade e as grandes highways da cidade, bem como o complexo beira-mar de shoppings, hotéis, restaurantes e outros passeios, chamado de V&A Water Front, logo trarão a imagem de uma cidade contemporânea e cosmopolita. 

Ainda no ritmo de modernidade, a cidade oferece empreendimentos como o Canal Walk, espécie de shopping center gigantesco em meio a canais fluviais que são interligados a condomínios residenciais, comerciais, áreas de lazer e shopping centers com praças de alimentação e opções de entretenimento. 

A Cidade do Cabo também é conhecida pela liberdade de expressão proveniente de um país em constante transformação. Reduto de artistas de todo o continente africano, a sociedade local abre espaço para o público GLS: o casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido na África do Sul. 

Você poderá surpreender-se com a infra-estrutura e a organização logo ao chegar à África do Sul. Terá a impressão de estar visitando a Europa ou a América do Norte. Porém, lembre-se que você está em um país em desenvolvimento, que possui favelas e áreas com risco de crime, todas elas localizadas em regiões marginais à cidade, bem longe do convívio urbano. 

O clima da Cidade do Cabo, no entanto, não é exatamente o que brasileiros estão acostumados para uma cidade praiana. Sua localização geográfica está exatamente no meio da corrente de ar que vem da Antártida, ou seja, mesmo com dias ensolarados e bonitos, os ventos (muito comuns na primavera) e as brisas fazem a temperatura girar entre 4 e 12 graus no inverno e 15 e 29 graus no verão. Note que esta mesma corrente traz uma área de instabilidade que cobre geralmente o topo da Montanha da Mesa, principalmente no outono e no inverno. Muita gente visita a cidade e vai embora sem ver a montanha, o principal cartão-postal da cidade. É bom checar o clima antes de viajar, para evitar frustrações. 

Não deixe também de conhecer a Robben Island, onde Nelson Mandela e seus companheiros estiveram encarcerados durante mais de duas décadas. Localizada a 11 km da Cidade do Cabo, esta ilha retrata uma parte da história da África do Sul, principalmente no que refere à luta contra o apartheid. 

Stellenbosch é considerada um dos principais destinos turísticos nas redondezas da Cidade do Cabo por concentrar o maior número de vinícolas do país. Conhecida como a "rota do vinho", a região oferece cinco sub-rotas com mais de 200 produtores de vinho. 

Algumas dicas: alugue um carro, dá liberdade e é barato. Coma frutos do mar, pois são baratos e estão entre os melhores do mundo. Almoce em Camps Bay e peça vinho branco sul-africano. Conheça Groot Constancia, a mais antiga vinícola da África do Sul. Para os amantes de boa música, vá jantar no Green Dolphin Restaurant, em V&A Waterfront, para fazer uma imersão no jazz sul-africano. 

Helder Teixeira

Texto resumido por Lena Simões

4 comentários:

Saozita disse...

Olá Lena, lindo roteiro e boas sugestões, fiquei com vontade de conhecer, quem sabe um dia escolha este destino.

Desejo-te a continuidade de Festas Felizes, e que este novo ano de 2011, seja cheio de sucessos e felicidade, que o Natal esteja presente todos os dias.
Bom Ano Novo.

Bjs

Sãozita

LENA disse...

Obrigada, Saozita. Realmente uma viagem para a Cidade do Cabo vale muito apena. Nós fizemos um safari de um dia, mas tem gente que passa três noites em acampamentos maravilhosos no meio da selva. Isso sem falar que o nosso Real vale muito lá; a moeda deles é bem desvalorizada.
Vom a certeza de que seu Natal foi repleto de alegrias e felicidades, desejo a você um Ano novo inesquecível. Feliz 2011. Bjs. Lena

Anônimo disse...

Esse lugar eh maravilhoso mesmo!!!
Mas a lista deveria incluir outras dicas da Africa do Sul! Pular de bungee jump, mergulhar com tubaroes, fazer um safari, montar e comer avestruzes, observar baleias, pinguins....
O pais todo eh maravilhoso! Uma viagem imperdivel!
Beijos, mom!

LENA disse...

Sabe, Anônimo, é que a minha filha linda me disse que era pra eu não postar blogs muito longos. Mas vc tem rezão, daughter, ops, Anônimo, vou fazer o Destno África do Sul 2, para incluir esses programas que são para os mais jovens! rsrsrs...