17 de dezembro de 2010

Vinhos: dicas para iniciantes



Toda compra exige uma certa cautela. Se você vai comprar um carro, você conversa antes com alguém que tenha o modelo que você tem interesse, e se for usado, você conversa antes com o seu mecânico de confiança. Com o vinho não poderia ser diferente. Na hora de comprar você conversa com um amigo ou vai em uma casa especializada.

Mas, além de saber quais os melhores vinhos para comprar, você tem que saber como comprar. Para que se possa ter um mínimo de independência na hora da compra, aí vai uma lista com as dez recomendações básicas para que você não jogue dinheiro fora na compra de um vinho.

1.O vinho é um alimento, portanto estraga
Esta dica é a mãe de todas as dicas. O vinho não é pasteurizado como a cerveja, nem artificial como um refrigerante, mas uma bebida que está em estado natural, na garrafa, protegida por uma rolha porosa que troca oxigênio com o ambiente e é sensível ao calor. Lembre-se: o vinho dura alguns anos na garrafa, mas estraga como qualquer alimento, se mal conservado.

2.Evite garrafas armazenadas de pé
O vinho é protegido por uma rolha porosa que troca oxigênio com o ambiente. Esta rolha tem que estar sempre úmida. Se a garrafa ficar muito tempo de pé, a rolha seca, e o oxigênio começa a entrar muito rápido, e assim o vinho oxida e estraga. Os mercados são campeões neste quesito, embora nos últimos anos, vários deles estejam tomando mais cuidado.

3.Evite vinhos sem safra
O vinho tem a safra (ano da colheita) estampada no rótulo. Não há motivo para que o produtor não ponha esta informação no rótulo, a não ser quando ele mistura várias safras na intenção de melhorar um vinho ruim. O resultado em geral é um vinho barato e ruim.

4.Rejeite garrafas pegajosas
Garrafas pegajosas em geral são péssimo sinal. O comerciante armazena tão mal o vinho que outras bebidas, ou sabe-se lá o que, se derramaram sobre a garrafa. Ou pode significar que a rolha ressecada fez uma parte do vinho vazar. Resultado: pegue outra garrafa, ou melhor, vá para outro estabelecimento que armazene melhor seus produtos.

5.Rejeite rolhas protuberantes
A rolha sempre está alinhada ou um pouco abaixo da boca da garrafa. Se a rolha estiver saltada pressionando a cápsula (que é a cobertura de plástico ou chumbo que recobre o gargalo da garrafa) só uma coisa é certa: o vinho já era. Isto acontece em geral porque houve algum tipo de pressão dentro da garrafa, por fermentação interna, que não devia acontecer, ou seja, novamente, vinho estragado.

6.Rejeite garrafas com nível abaixo do pescoço
A garrafa de vinho sempre é cheia pelo produtor acima do pescoço (o fim do gargalo e o início da garrafa ). Assim se o líquido está abaixo do pescoço, é porque algo deu errado. Em geral a rolha ressecou e o vinho, ou evaporou, ou vazou. Sem chance: vinho estragado.

7.Rejeite tons de tijolo nos tintos e tons de marrom nos brancos
Quando tudo dá errado e o vinho oxida, os tintos ficam de cor opaca com tons tijolo e os brancos com fortes tons de marrom. São as cores da desgraça. O vinho é alguma coisa entre vinagre e nada.

8.Só compre safras antigas (mais de um ano para os brancos, e mais de três anos para os tintos) conhecendo as tabelas da região
É lógico que você já ouviu falar de garrafas com mais de 10 ou 20 anos, mas isso não é para qualquer vinho, nem pra qualquer safra. Às vezes um vinho dura cinco anos em uma safra e dois em outra. As tabelas de safras mostram naquele ano que vinhos podem esperar mais, que vinhos devem ser tomados e que vinhos já eram. Como regra, os vinhos mais comuns duram entre um e três anos sem grandes problemas.

9.Só compre vinhos caros se tiver desenvolvido o paladar
Em geral as pessoas acham que em ocasiões especiais tem que comprar um “super-vinho” e gastar muito. Um grande erro. Tudo depende de onde você está na escala da evolução. Não ria, é isso mesmo. Seu paladar está acostumado a tomar cerveja e você vai começar a tomar vinho? Você já toma regularmente vinhos mais caros e complexos?

10.Mas isso é importante? Sim, é
Os vinhos não sobem somente de preço, eles sobem em complexidade, em estrutura, e mesmo que você não faça a menor ideia do que isso significa, seu paladar sabe. Muitos vinhos de maior valor possuem mais taninos, e, portanto são mais “secos” ou “ásperos”. Assim se você não tiver preparado seu paladar você tem 90% de probabilidade de que o vinho não lhe agrade.

Com essas dicas você estará diminuindo a chance de perder seu dinheiro, ou pior, abrir uma garrafa de um vinho ruim em um jantar com seus amigos mais íntimos.
 

Um comentário:

Sônia Silvino disse...

Lena querida!
Adoro vinhos! Mas no inverno...
Estamos vivendo uma época especial!
Trouxe uma oração de Natal,
pois desejo tudo de bom a você, nestas Festas e sempre!

ORAÇÃO NO NATAL


Jesus, que neste Natal, Seu olhar de luz penetre nossa alma, como a brisa morna da primavera, e acorde a esperança adormecida sob as folhas secas das ilusões, dos medos, da indiferença, do desespero...

Que Seu perfume, suave como a ternura, envolva todo o nosso ser, confortando-nos e despertando a alegria que jaz esquecida por trás das lamúrias e distrações do caminho...

Que o bálsamo do Seu amor acalme as nossas dores, silencie as nossas queixas, socorra a nossa falta de fé.

Que, neste Natal, o calor da Sua bondade se derrame sobre o nosso Espírito e derreta o gelo milenar do egoísmo que nos infelicita e faz infelizes nossos semelhantes...

Que Seu coração generoso afine as cordas da harpa viva que vibra em nossa intimidade, e possamos cantar e dançar, até que o preconceito fuja, envergonhado, e não mais faça morada em nós...

Que o Seu canto de paz seja ouvido por todos os povos, do Oriente e do Ocidente, e as guerras nunca mais sejam possíveis entre a raça humana...

Que, neste Natal, Suas mãos invisíveis e firmes sustentem as nossas, e nos arranquem dos precipícios dos vícios, da ira, dos ódios que tanto nos infelicitam...

Que a água cristalina da Sua misericórdia percorra nossa alma e remova o lodo do ciúme, da inveja, do desejo de vingança, e de tantos outros vermes que nos corroem e nos matam lentamente...

Que o bisturi do Seu afeto extirpe a mágoa que se aloja em nosso íntimo e nos turva as vistas, impedindo-nos de ver as flores ao longo do caminho...

Que, neste Natal, a pureza da Sua amizade faça com que possamos ver apenas as virtudes dos nossos amigos, e os abracemos sem receio, sem defesas, sem prevenções...

Que Seu canto de liberdade ecoe em nós, para que sejamos livres como as falenas que brincam na brisa morna, penetrada pela suavidade da luz solar...

Que o sopro da Sua fé nos impulsione na direção das estrelas que cintilam no firmamento, onde não mais se ouvem gemidos de dor, e onde a felicidade plena já é realidade.

Ensine-nos, Jesus, a amar, a fazer desabrochar em nossa alma esse sol interior que nos fará luz por inteiro...

Ajude-nos a desenvolver o gosto pelo conhecimento, para que possamos encontrar a verdade que nos libertará da ignorância pertinaz...

E, por fim, Jesus, que neste Natal cada ser humano possa sentir a Sua presença sábia e amiga, convidando a todos a uma vida mais feliz...

Tão feliz que Sua mensagem não mais seja um tímido eco repercutindo em almas vacilantes, mas que seja uma grande melodia que vibra o amor em todos os cantos da Terra...

Beijinhos!

Sônia Silvino's Blogs