22 de fevereiro de 2011

Vá com calma




Falta tempo para o que quer que seja. Na corrida contra o relógio, a ansiedade entra em cena e deixa um batalhão de descontentes diante das horas que nunca são suficientes. Se você está nesse time, relaxe. Antes que o estresse de hoje se tranforme em transtorno grave amanhã. Ou daqui a pouco. Organização, tratamentos naturais, técnicas de relaxamento e meditação. Especialistas garantem que todo esforço vale a pena no combate ao estresse. É um compromisso com a saúde, afirmam.

O que comer, o que vestir, como estar em três lugares ao mesmo tempo. O agora dos ansiosos é sempre urgente. A ansiedade é uma sensação difusa, para alguns inexplicável, que provoca sintomas diferentes para cada pessoa: falta de ar, taquicardia, nervosismo, suores, problemas digestivos, enjôos, fome exagerada, irritação.

É possível não viver ansiosamente nos dias de hoje? É essencial buscar alternativas, reforça a psicóloga. A ansiedade deixa de ser aceita como inerente e benéfica ao ser humano na medida em que acarreta transtornos e vícios. O ansioso fica tão incomodado com o próprio estado, que procura, qualquer custo, livrar-se da agonia. É o estágio onde mora o perigo.

A sensação de desconforto pode gerar as compulsões por calmantes, comida, bebida, por exemplo. Quem come em excesso e engorda demais procura uma dieta milagrosa, recorre a cirurgias plásticas, faz sacrifícios para emagrecer que podem levar, por sua vez, a outros problemas de saúde. É um efeito bola de neve.

Respirar é preciso. No sentido literal e também no sentido de dar uma pausa para entender as razões de tanta aflição. É preciso compreender o que está por trás dessas sensações de desconforto. Sabendo as causas, será muito mais fácil fazer o movimento correto, com tranqüilidade.

Pessoas com grandes responsabilidades no trabalho devem aprender a organizar as tarefas e a delegar responsabilidades, além de definir prioridades. No caso de empresários ou de pessoas que lidam com grandes responsabilidades na área administrativa, a ajuda também pode vir de consultores em administração e recursos humanos, que ensinam a aproveitar tempo e dinheiro, e também delegar responsabilidades.

Confira as sugestões que podem aliviar e tornar o dia-a-dia mais prazeroso.
  • Exercícios físicos diários.
  • Um boa dieta alimentar.
  • Redução do uso da cafeína, responsável por uma alteração significativa da bioquímica cerebral.
  • Redução do consumo do uso álcool, que aumenta a secreção de hormônios adrenais e interfere na bioquímica cerebral e nos ciclos normais do sono.
  • Eliminação dos carboidratos refinados, que podem causar problemas de hiper e hipoglicemia, frequentemente relacionada aos quadros de depressão.
  • Aumento do consumo de potássio e diminuição do consumo de sódio, o que melhora a pressão arterial. Os níveis adequados de potássio no corpo garantem o bom funcionamento das glândulas adrenais.
  • Alimentação regular e num ambiente tranquilo, o que é importante para a saúde e a necessária absorção de nutrientes.
  • Evitar alergias alimentares: todas as pessoas que sofrem de ansiedade ou depressão deveriam pesquisar a existência de alergias alimentares que podem ser responsáveis por ansiedade, enxaqueca e fadiga crônica.

Um comentário:

Kiro Menezes disse...

Na correria do dia a dia né?!?! Nossa.

Outra dica?

♥ Arrume uma orla com arvores, esparrame uma toalha sob uma delas, deite e sinta a terra...

Algumas formiguinhas podem te achar "interessante", sinta-as... é relaxante!

Amei o post Loira!!!

Beijos carinhosos... ^-^