24 de março de 2011

Humildade é força




Humildade é a virtude que nos torna abertos a aprender e mudar. Ela só é possível quando temos auto-respeito, que só pode vir com autoconhecimento. Conhecer-se é entender que somos parte de um todo, como um raio de uma roda. Não somos tudo, também não somos nada. É a humildade que cria este entendimento e nos mantêm em equilíbrio.

Quando não somos apegados às nossas boas qualidades nem às nossas fraquezas, podemos lidar com ambas. Através de cultivo amoroso, nossas qualidades positivas crescem e servem outros. Através da atenção e honestidade, nossas fraquezas diminuem.

Humildade é nossa maior proteção. Ela nos mantém alerta para todas as possibilidades, desde sermos enganados até a de criarmos os mais surpreendentes milagres. Humildade é o fruto do auto-respeito: uma pessoa humilde nunca teme perder. Para isso precisamos sempre ir para dentro de nós mesmos. Nada e ninguém podem nos tirar esse recurso.

Humildade nasce da segurança interna, nos deixa prontos a comunicar, cooperar com novos pensamentos e idéias. É a prova da maestria de ter conquistado o “eu” e o “meu” limitados que anulam o respeito e a amizade. Nós devemos ser tutores, não donos. A posse automaticamente cria o medo de perder. Ser um tutor nos dá entendimento que nada e ninguém é nosso. Paradoxalmente, ao renunciar tudo, recebemos tudo. O que precisarmos virá até nós, mais cedo ou mais tarde. Há o suficiente para todos.

A maior humildade de todas é reconhecer e aceitar que existem leis além daquelas dos seres humanos e que não somos o padrão do universo. Os princípios eternos protegem e governam o bem-estar de todas as formas de vida. Quando nos alinhamos com as verdades eternas, encontramos a liberdade, nosso caminho. Alinhamento às leis divinas não nos limita ou anula. Ao contrário, as leis eternas são o meio que permitem a expressão completa do indivíduo. Não há transgressão, uma vez que respeito é sempre dado à individualidade dos outros. A harmonia é mantida.

Com humildade reconhecemos o direito que todas as coisas têm de existir; existir em liberdade e existir em felicidade. Este direito inato é uma lei imortal. Subserviência nos relacionamentos ou aos objetos materiais é resultado do medo; medo de sermos nós mesmos; a falta de coragem de enfrentar, de mudar, de mover numa outra direção. Auto-respeito nos libera do medo e da dependência. Quando não pensamos profundamente o suficiente por nós mesmos, nos tornamos subservientes às opiniões sociais e às pessoas com as quais interagimos.

Humildade traz introspecção, começamos a examinar as emoções que nos limitam. Abre a porta para o autoconhecimento. À medida que crescemos em autoconhecimento, crescemos em auto-estima. Com essa estabilidade interior não há medo do que é diferente. Não há desejo de controlar pessoas ou situações. Sabemos que as coisas certas irão acontecer da forma correta, no tempo certo. Humildade é a outra face do auto-respeito. Quanto maior a humildade, maior o auto-respeito. Nada e ninguém são uma ameaça. Nós somos livres.



Brahma Kumaris

11 comentários:

Mariza disse...

Fantástico esse texto, Parabéns pela escolha e por compartilhar.
bjs

Julliany kotona disse...

A humildade é tudo na vida de uma pessoa se não tem então não temos nada.ameiiiiiiiiiii o post teadoro amiga sua amizade é um lindo presente que Deus me deu.bjks.

Anne Lieri disse...

Lena,quantas lições nesse lindo texto!Precisamos aprender a ser humildes,saber que não somos o centro do Universo,reconhecendo que há pessoas muito valorosas nesse mundo,que merecem nossa estima e respeito!Adorei e peguei seus selinhos,viu?Bjs,

soniaconslt disse...

Maninha!!
Tenho um montão de informações...
TUDO TU VAI ENCONTRAR NA LATERAL DO BLOG (esquerda e direita)

1 - promoção da Laurinha
2 - selo de 100 seguidores do meu blog!!
3 - temos um blogueiro brasileiro concorrendo a um importante premio em um site alemão, vamos votar?

Tudinho na lateral, ok?
bjus amada

R.B.Côvo disse...

Para mim a humildade é sem dúvida uma das maiores qualidades que uma pessoa pode ter. Abraço.

Zil Mar disse...

Oi Lena...

Esse texto é uma grande lição de humildade!

Ser humilde não diminue ninguém...enaltece o ser humano!


meu carinho!

Zil

soniaconslt disse...

POSSO TE PEDIR UM FAVOR?
VÁ ATÉ O BLOG
http://soniaconsult-portal.blogspot.com/
E ME AJUDE A DIVULGAR

Calu disse...

Oi Lena,
retribuindoa gentil visita, aqui estou e já me encantei por tudo que vi e li.Gosto dos amadeirados das coisas, dos cheiros, das paisagens...e além destas afinidades, descobri outra, sou meio candanga.Morei em Brasília por 20 anos, na 204 Sul. Meus filhos são todos candangos por inteiro.
Que bacana este nosso fortuito encontro.Vou te seguindo e assim trocaremos muitas palavras boas, ok?
Belíssimo texto. Aprofunda a noção de humildade destacando na diferença da subserviência, donde muitas vezes se vê confundida.
Òtima reflexão.
Abraços,
Calu

Anônimo disse...

Menina, eu fiz um comentário longo e na hora de enviar deu pau no pc!!!
Não constava o Amadeirado, mas, fui no Blog da Emília, peguei o endereço e anexei.Como lhe disse, consegui importar as 1200 postagens e comentários, menos os seguidores.Mas,são sempre vcs que aparecem para deixar uma palavra de carinho.Isso é coisa na net mesmo,pois estive vendo vários blogs com mais de 500 seguidores e apenas uns 30 ou menos comentários.Um dos que realmente os seguidores estão faltam é o da minha amiga Gracinha, do Zambeziana.Já o conhece?Vale a pena, viu!!Além de escrever muito bem, é uma pessoa doce,sensível e muito querida.
Boa noite querida!!!
Emilinha

Mamãe pela 2ª vez disse...

Olá meu nome é Adriana,vim conhecer o blog e fiquei encantada com seus textos.
Li alguns e voltarei para ler com mais calma.
Sobre humildade creio que seja uma virtude,pois nem todos a tem.
bjus

Leandro Ruiz disse...

A verdadeira humildade é quando iniciamos a prática conosco mesmos!

Felicidaes hoje e sempre!