30 de abril de 2011

Trabalhando com nossas culpas



Quero falar das desculpas que todos temos, que de uma forma ou de outra descobrimos um jeito de arrumar, e, pior, acabamos vivendo com elas ou delas.

A desculpa é a carta na manga do colete, como se diz por aí, uma coisinha que sempre podemos contar com ela.

Que nos esconde - nos protege - que está sempre ali à mão para nos dar cobertura de algum fato que queremos muito evitar. Sempre pronta a nos mostrar as razões pelas quais podemos deixar de lado uma tarefa, às vezes, um dever e outras tantas vezes um pouquinho de felicidade e prazer.

É sim; começamos usando as desculpas para nos afastar de coisas que não gostamos e queremos evitar a todo custo. Com o tempo, isso vai se incorporando, nos envolvendo e quando menos se espera, estamos nos desculpando de sermos felizes o suficiente apenas por estarmos na praia.

Temos grande dificuldade em sermos felizes e em assumir nossa alegria e prazer. E qualquer acontecimento, por menor que seja, pode nos roubar este instante mágico.

Eu estou aqui, mas melhor não deixar que me vejam curtir. Tudo tem que ficar escondido embaixo de uma cortina de fumaça, pode ser sofrimento, desilusão ou simplesmente de uma carinha infeliz.

As desculpas são usadas, na maioria das vezes e desde sempre em nossas vidas, para encobrir algum fato ou como a palavra já diz:- "nos culpa" de algo. Até mesmo por ter quebrado um copo sem querer.

Vivemos numa sociedade onde já nascemos culpados, por isso estamos sempre de olho para ver de quem é a culpa. Já que não pode ser minha...

Afinal, saber quem tem culpa, de quem é a culpa nos deixa imensamente felizes, pois só quando surge um culpado é que aquietamos nossa mente com a certeza de que ela a culpa não é minha, UFA! Isto é louco sim, mas... muito humano também.

Então, fique atento, pense sempre no que está pensando, no caso no que ou porque está se "des - culpando"; quebre a rotina de só procurar culpados, para se sentir inocente e talvez acabe por descobrir que não é preciso existir culpados! 
Cássia Marina Moreira 


24 comentários:

Luísa disse...

O melhor mesmo é viver...sem motivo de se desculpar!Julgo que o amor passa por aí: se todas as nossas acções forem fumentadas pelo amor, o motivo da carta na manga desaparece...Não sei...talvez!

Beijinhos mil!

disse...

O problema é quando nos acostumamos a pedir desculpas, aí é que a coisa fica feia, pois sabemos que sempre ela vai estar lá como uma carta escondida na manga, e que podemos nos esconder pois sempre teremos uma desculpa a dar ou pedir a alguém. E isso não é legal. Bjs, amei o artigo!

Rejane de Fátima Pedrosa Ramos disse...

Casa nova vida nova heim?! muiiiitoooo bom!! eu adoro mudar-passei por isso a menos de um ano e ainda estou investindo no meu lar.É comprando plantinhas, enfeitinhos , caixinhas para organizar etc...todo dia um mimo e um muda muda objetos de lugar(rsrs) eu adoroooooooooo
Aproveite , curta bastante e faça seu cantinho lindo como é seus cantinhos aqui.
Seja feliz , muito feliz, na nova morada.
Bjs

Julliany kotona disse...

Encontrar um amigo é descobrir
um tesouro e talvez seja até mais;
pois um amigo é sempre alguém que traz
mais consistência a nós: por existir.

Um tesouro é inerte e tanto faz
qual sentimento estamos a curtir
Um tesouro não tem como influir.
O amigo é diferente: ele é capaz
de se alegrar conosco ou de sofrer
quando estamos sofrendo.

Um bom amigo
eu hei de conservar sempre comigo
a fim de me escutar e compreender
a fim de, se eu errar, me aconselhar
e, se eu cair, do chão me levantar.

Sou muito feliz por ter sua amizade
Conta sempre comigo,tenha um lindo fim de semana,com muita paz amor e prosperidade desejo tudo de melhor para você e sua familia bjos de uma amiga!

Laura disse...

Gostei do texto. Ele expressa toda uma cultura de carácter judaico-cristã em que a culpa nos é inculcada e com a qual aprendemos a viver e, como o texto refere, nos vamos querendo libertar.

Bom fim de semana.

Beijo

Catia Bosso disse...

LenaLindona! Estás sumida! Mas hj, sábado, tem presente pra vc lá no meu cantinho, por favor, passa por lá para recebê-lo, bj.

* Verinha * disse...

Sempre ao vir aqui em seu cantinho Lena, é a certeza de me deparar com leituras maravilhosas!

Uma super beijoca em seu coração..
Verinha

Sobre o Tempo disse...

"O homem superior atribui a culpa a si próprio; o homem comum aos outros." (Confúcio)

Van disse...

Ficamos leves se desvestismos as culpas

Bom fim de semana para você Lena, que tudo esteja se ajeitando na mudança, bons trabalhos aí.

Beijos!

Fabiola disse...

Lena,
Essa mania de "caçar bruxas" só para aliviar nosso comprometimento com determinadas situações tem sido o eixo de muita crise de ansiedade ... enfim, aprendemos a lidar com essa idéia de culpa e perdão de forma muito errônea. Prefiro pensar em dividir responsabilidades, crescer no erro... e tenho treinado muito isso com o João. Beijos, com carinho. Fabiola.

Fabiola disse...

Lena,
Essa mania de "caçar bruxas" só para aliviar nosso comprometimento com determinadas situações tem sido o eixo de muita crise de ansiedade ... enfim, aprendemos a lidar com essa idéia de culpa e perdão de forma muito errônea. Prefiro pensar em dividir responsabilidades, crescer no erro... e tenho treinado muito isso com o João. Beijos, com carinho. Fabiola.

Fabiola disse...

Lena,

Lá no Piruetas ofereci ao Amadeirado uma premiação que me foi oferecida pela Cátia ! Coisa boa partilhar esses momentos de amizade...
Apareça lá para buscar... um abraço e bom sábado. Fabiola.

Fabiola disse...

Lena,

Lá no Piruetas ofereci ao Amadeirado uma premiação que me foi oferecida pela Cátia ! Coisa boa partilhar esses momentos de amizade...
Apareça lá para buscar... um abraço e bom sábado. Fabiola.

Meire disse...

Culpa e desculpas, coisas difíceis de serem trabalhadas dentro de nós. E há pessoas em quem culpas vira mania, é muito doido mesmo, elas se sentem culpada por qualquer coisinha. É difícil aprender a viver sem dar desculpas para não sentir depois alguma culpa!!
Adoro seus posts, sempre me fazem refletir um bocado...bjs e meu carinho =D

Drika disse...

Oi Lena... maravilhosos seus textos deixados aqui, obrigada pois sempre ajuda muito!

Desejo um ótimo fim de semana!

Claúdia Luz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Desculpa" designa uma farsa real ou de ficção dita para justificar sua ausência de culpa. DES(tem sentido de desfazer, anular, acabar) + culpa= desfazendo-se da culpa.
O homem com boa índole, não se desvencilha dos seus atos e culpas, mas batem de frente com elas e as resolve.Desculpas para não viver, amar, realizar, fazer é deixar de ser um ser humano pleno.
Belo post Lena.
Um fim de semana memorável para você. BLKS

Maria disse...

Amiga excelente escolha, um tema bem interessante para refletir.
Tenha um domingo maravilhoso
beijinhos
Maria

Marli Boldori disse...

Lena,vim conhecer seu espaço,achei-o extremamente interessante e quanto a sua postagem é real o que ocorre,pois sentimos envergonhados quando por um instante nos sentimos felizes.Eu já me boicotei muitas vezes com medo de ser feliz.Texto muito reflexivo.Um grande abraço!

Vera Lúcia Duarte disse...

Lena,
O post é esclarecedor. Difícil
trabalhar esta questão, pois desde a infância trazemos bagagem de culpas e desculpas.
Ótimo fim de semana para você.
Abraço.

Adriana Alencar disse...

Muito interessante Lena, temos de parar de pedir desculpas por não sermos culpados de nada, apenas por sermos felizes!
Obrigada pelo carinho lá no blog!!!! Também gosto muito de vir aqui, é sempre uma experiência engrandecedora e reconfortante!
Beijo grande
Adri

Bárbara Queiroz disse...

Lena,

Estamos constantemente criando desculpas para justificar nossas culpas e coisas que deixamos de fazer. Como dizia Isaac Newton: "Construímos muros demais, e pontes de menos."

C. disse...

Será que a sensação de culpa nao vem justamente porque estamos realmente comprometidos com o que fizemos, e que nos sentimos culpados? Que loucura! Mas é bom tentar ver sob outros ângulos. Por exemplo, nesse momento tô me sentindo culpada em ter comido um pao com Nutella, decerto porque eu me levo à sério em nao comer muito doce porque sei que engordo! Lol!!!
Desculpe o coment nonsense, delírios de um fim de domingo chuvoso e frio :<

Sandra Portugal disse...

brilhante postagem!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//