17 de junho de 2011

Em vez de por que, experimente perguntar pra que





Em princípio, as duas perguntas parecem muito semelhantes. Porém, se observadas com sensibilidade e sutileza, encontramos entre elas uma diferença essencial: a intenção com que as fazemos!

Perguntamos por quê? Quando estamos vivendo uma fase de conflitos, perdas e frustrações principalmente pelo fato de nos considerarmos injustiçados. Queremos compreender por que a vida ou até mesmo Deus (quanta petulância!) nos colocou numa situação tão dolorosa...

Julgamos, em geral, que existem pessoas bem mais malvadas que nós e, portanto, elas sim mereciam tal castigo. Não nós, que tantas boas ações temos praticado! Não nós, que tanto temos pedido por ajuda e proteção...

E, assim, perdemos a preciosidade contida na dor! Perdemos a oportunidade valiosa de expandir nossa capacidade de viver bem e feliz. Jogamos pela janela a chance sagrada de evoluir e aprender mais uma lição nesta dimensão, que é a mais verdadeira e eficiente universidade que podemos cursar.

Para mudar essa dinâmica, bastaria mudar a pergunta. Ou melhor, bastaria mudar a intenção ao fazê-la. Em vez de insistir na lamentação e se estagnar no papel de vítima, poderíamos aceitar o convite para um novo aprendizado.

Em vez de resistir e repetir indefinidamente por que comigo? Por que justo agora? Por que com essa pessoa, que é tão boa? Por que de novo? Experimente perguntar pra quê? Ou seja, qual é a lição contida nesta perda, nesta dor, nesta frustração?

Definitivamente, a vida é um imenso quebra-cabeça, com mais de 7 bilhões de peças. Somos, cada um de nós, uma dessas peças. Será mesmo possível compreendermos por que algo acontece aqui e agora, justamente com essa e não com aquela pessoa?

Será mesmo possível nos darmos o direito e a competência de julgar um evento isolado, sendo que não temos a visão do todo? Sendo que estamos muito longe de conseguir avaliar o quanto esse acontecimento vai interferir no cenário final desta imensa figura desenhada pela espécie humana?

A mim, parece prepotência demais! Então, prefiro me ater ao que posso e ao que me parece que a grande maioria de nós pode: cuidar de si e daquilo que interfere à sua volta. E se considerarmos que a atitude de uma única pessoa pode influenciar outras cinco ao seu redor, talvez comecemos a compreender qual é a matemática, ou melhor, qual é a resposta que vale a pena buscar!

Pra que ter um pouquinho mais de paciência com esse momento difícil? Pra que dar um pouco mais de si na harmonização de um conflito? Pra que ser um pouco mais colaborativo num momento de reajustes e mudanças? Pra que ter um pouco mais de fé numa situação de perdas? Pra que, enfim, ser um pouquinho – só um pouquinho que seja – mais gentil que antes?

E daí, sim, poderemos descobrir, de fato e na prática, que cada dia é uma página de exercícios no grande livro que é a história de cada um... E esta é a sua parte: fazer uma página. Apenas uma. A de hoje, a de agora, pra que fique bem claro que existe uma única resposta a todos os porquês: porque tudo é exatamente como tem de ser! Tá tudo certo quando fazemos a nossa parte da melhor forma que podemos!


Rosana Braga 


Cat Stevens - Wild World


31 comentários:

soniaconsult disse...

Amei e já postei me aguarde... a noite retorno
bjus

mfc disse...

A ideia de uma certa contenção e humidade, não é coisa que abunde por aí!!

Leninha disse...

Neste seu Amadeirado se encontram,além do perfume de sândalo,palavras sábias que nos levam a meditar...por que e para que,sutil diferença a nos ensinar o caminho,a estrada para a aceitação...
Hoje vou passar o dia a pensar...
Bjsssssss,Leninha

* Verinha * disse...

Com certeza essa seria a postura adequada diante dos momentos difíceis. Só mesmo o tempo para nos levar a essa aprendizagem!

Beijo grande em seu coração Lena e um ótimo fim de semana para você!

Verinha

SOL da Esteva disse...

Lena

Magnífica análise de Rosana Braga. Efectivamente é cómodo perguntar "por quê", que protela para mais tarde as decisões de aceitação da aprendizagem. O "para quê", infere querer saber, para seguir, executar...

Parabéns pela selecção.

Beijo

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

C. disse...

Compotiiiiinha, que texto 10!
Isso me acendeu uma luzinha que tava apagada, com energia vencida ;)

"E se considerarmos que a atitude de uma única pessoa pode influenciar outras cinco ao seu redor."

Isso me lembrou a Meiroca...
Tao novinha a bichinha, e ensinando tanto pra nós!

## Miguxa,aquilo que você escreveu lá no "cantinho protegido" hoje me fez me matar de risada ;)

Emano energias boas daqui para aquela negociação do seu super flat, muitos beijos no seu core!!

C. disse...

Olha eu metida fazendo meu primeiro coment no teu lindo bloguito com meu novo endereço do CaFoFo ;)

Ich liebe dichhh
# Quer dizer entao que agora tenh oque me cuidar o que falar em alemao, porque seu Enzio sabe??? Afeeeeeeeeee rsss

Toninhobira disse...

Bela reflexão destas perguntas que invadem nossas mentes e geralmente sempre em crises nunca na alegria. Buscar as respostas é a angustia do ser que não procura entender cada momento em sua essencia.Então é viver e sempre na sapiencia de captar cada estagio deste.Um abraço de admiração por sempre ter um texto que faz olhar para dentro.
Bju Lena.

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

O homem é um ser de natureza murmuradora, Lena. Dói um pouquinho nos ombros e ele já acha que carrega o mundo nas costas. E a Bíblia diz que Deus não nos dá um fardo maior do que aquele que podemos suportar.
Geralmente, nao queremos saber pra que e sim o porquê. Cabe-nos ser mais humildes, mais agradecidos ao Pai Celestial que tem nos dado vida em abundância e nos colocado como canal para propagar bençãos.

Débora Andrade disse...

Boa tarde, linda Lena. Primeiro, me desculpe pela ausência, é que eu estava numa correria e mal parava na frente do computador. Mas estava morrendo de saudades do Amadeirado, e claro, de você. Executarei a tarefa que me deixou nos Selos & Cia, e te deixei algo lá no Selos & Afagos.
Bom, quanto à postagem... Linda! Estou aprendendo com algumas grandes amigas a me fazer esta pergunta: "Para quê?", "Que lição isto veio me trazer?", e para a minha surpresa tem sido muito mais fácil entender, aceitar e superar.

Beijos mil, com saudade e carinho,
Dé.

Eva disse...

Super importante teu texto, sempre encontro aqui uma melhor forma de convivência e bem estar, bjinhos, bom final de semana, querida Lena.

Kiro Menezes disse...

Adorei!!! Sempre faço isso, mas infelizmente, ainda não encontrei quem também pense assim, que pergunte PRA QUÊ das coisas fúteis...

Te amo Leninha... Passa no meu Diàrio...

Bjsssssssssssss Enorrrrrrrrmes ♥

^_^•

Ma Ferreira disse...

Leninha..

Lendo o texto..me fez pensar..que somos muito precipitados na hora que aparece um problema qualquer.
Deixamos que a emoção nos invada. A rezão acaba ficando para sgundo plano.
Raciocine..quantos por centos, de nossas preocupações acabam se realizando? ou acabam não se rezolvendo?
Muito pouco.
Não temos a calma necessaria para esperar,..para que a poeira se baixe.
E vamos logo nos colocando como vitimas.
Temos que ser mais fortes.. e fazer mesmo a pergunta que sugere o texto:
O que isso veio me ensinar?
Sempre obteremos a resposta.

Um beijo..amigucha!

Ma

ArcadoAutoConhecimento disse...

Lena. Amei a postagem. Para mim, o último parágrafo resume tudo que devemos ser e fazer para sermos realmente felizes. Beijos e ótimo final de semana.

MARILENE disse...

Amei o post. Você tem um seletivo critério para escolher os textos, sempre explentes.

Recebi da Vera, do RECANTO DO SOL, o selo INSPIRAÇÃO, que ofereço a você. Basta copiá-lo e presentear 8 (oito) blogs que a inspirem.

Bjs.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lena
Se aprendermos um pouco mais do "para que" das coisas, com toda certeza cresceremos como seres humanos. Para tudo tem uma explicação, e um motivo.
Bjux

Meire disse...

Estrelinha, vocês falam de mim, mas olha esse Amadeirado traz inspirações master para minha vida! Oxente!!! Sabe Smile Queen passei um bocado de tempo me perguntando o porque disso ou daquilo, queria que tudo tivesse uma resposta imediata. Mas graças a Deus e pessoas maravilhosas que apareceram em meu caminho aprendi que muitas vezes as coisas acontecem e só vamos saber o porque alí na frente. Às vezes me pergunto porque aquela ou essa pessoa entrou agora na minha vida,e não lá atrás, mas o fato é que as pessoinhas só entram em nossa vida quando precisamos ou estamos "prontas" para elas, nem antes, nem depois, mas no momento certo, como tem que ser! Acho lindo essa forma de brincar conosco que a vida tem, chega a fazer cócegas. Mas temos que ser bons alunos nesse curso da vida e ficar bem atentos às lições que ela tem a nos ensinar, não podemos marcar bobeira né Compotinha?!!!!!

Ri baldes lá no protected present da Cris kkkk vc é hilária! rsrs
ah e quando seu Enzio num tiver po aí pra traduzir os alemões nossos chama o Google, ele é my brotha e me ajuda kkkk

Espero que sua sexta tenha sido brilhosa *-* agora é o fds tá aí IUPIIIIIIIIII!!

ich liebe dich sehr sehr, minha doce Lenoca!!

Alê disse...

É tão mais cômodo ir pelo senso comum...

Luar disse...

Lena

Super interessante como sempre!
Há um bom tempinho que deixei de perguntar "porquê" para aprender a perguntar "para quê".

É um trabalho intenso, que leva o seu tempo, muitas vezes com marcha atrás no meio!
É como o perguntar quem és em vez de quem foste!?
Um exercício interno que nos vai dar muitas mais respostas do que imaginamos!
Este caminho de aprendizagem é uma mais valia no nosso crescimento!

Bom fim de semana!

O meu beijo com carinho.

Nina Pilar disse...

é sempre delicioso amiga ver, ler, teus posts.
sempre voltamos pensando, é como um dever de casa mental, adoro.
beijinhos querida

e um lindo final de semana

Sandra Portugal disse...

Passe lá no blog no domingo! venha me visitar e ver a publicação do Award que você me deu!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Débora Andrade disse...

Minha amiga, deixei, no "Selinhos & Afagos" do Cotidiano Agridoce, um presentinho para você, simplesmente porque o teu blog me inspira! Espero que gostes.

Beijos,
Débora.

Vera Lúcia Duarte disse...

Olá Lena,
Tinha reservado um selinho inspiração para lhe oferecer, mas a Marilene chegou na frente. O meu tempo anda curto, por isso estou chegando sempre atrasada (rs.rs.rs.).

Mais um excelente post. Sobre ele cabe realmente uma válida análise de cada um.
É mais fácil nos fazer de vítimas, achando que a vida tem sido injusta conosco do que refletir sobre o "pra que" dos acontecimentos. Tudo vem na medida do que precisamos. Nada mais, nada menos. Basta-nos ter sabedoria para entender e força para superar, tendo na fé nossa esperança suprema.
Beijos mil.

Liberdade. disse...

olá querida!

muito bom!

Querida tenho uma natureza extremamente questionadora,
e sempre tenho algo a dizer,mas hoje
vou apreciar o seu post em silencio!

um abraço!

Meire disse...

Anjoquita, tem presentinho e poeminha pra ti lá no Selinhos e afins do Crystal, espero que goste ;) love you!!!!

Artes e escritas disse...

Nesse aspecto sou italiana, o mundo é desse jeito, cada um com os seus problemas para aceitar e, se possível, resolver. Um abraço, Yayá.

Mixha Zizek disse...

É uma entrada muito pensativo sobre uma muito importante, mas aparentemente contraditórias em alguns aspectos. Eu não sei o que dizer porque não há muito a dizer. Para mim, o aprendizado tem a ver com experiência de vida e viver é experimentar.Es um círculo onde você tem que sair quando você percebe que você tem a experiência, maturidade face, e viver com o que bom ou ruim experiência. A vítima no meio de tornar a aprendizagem apenas aprender o caminho de volta e, assim, maduros.
Eu realmente gosto deste post, excelente, beijos

Maria Alice Cerqueira disse...

Ola amiga, eu lhe ofereço o selinho este blog vale ouro, assim que poder vá lá pegar.
tenha um lindo dia
abraço amigo
Maria Alice

E daí?? disse...

Nossa aqui nesse blog até os comentários são bons de ler. Amei de paixão e tô seguindo Claro!!

E daí?? disse...

Feliz, muito feliz de ter você lá também. Amei tudo o que li aqui.Ontem fiquei horas lendo.. muito bom mesmo e esse post no qual estou comentando , concordo plenamente. Tudo aqui é lindo e organizado! Vou estar sempre por aqui para aprender mais um pouco. Beijos e bom Domingo!!

Tatiana Kielberman disse...

Perfeito!
Perfeito!
Perfeito!

Sem mais... apenas perfeições por aqui, que me levam à pura reflexão!

Beijossss!