16 de junho de 2011

O que é de fato a experiência?


 
A experiência é o meio mais concreto para se adquirir uma confiança, correto? Na verdade, a experiência é uma forma de conhecimento direto, que se confirma por si mesmo. A experiência é o verdadeiro conhecimento, o que não exige e nem envolve crença, pois o conhecimento exclui qualquer necessidade de acreditar.

Um exemplo interessante é a analogia do fogo. Se puser a mão na chama não precisa acreditar na dor, não é preciso existir a crença na dor para que a dor apareça. A dor é experimentada. É imediata, direta, e ela vem com uma intensidade que se antecipa às crenças e interpretações intelectuais.

Sendo assim, deixa a crença em segundo plano. Ao colocar a mão no fogo, você não precisará crer na dor para que ela exista, a dor vem logo de imediato quando você coloca a mão na chama, a dor vem antes que a mente prepare a sua crença ou interrogações sobre a mesma.

Não vejo tanta solução se pedirmos para as pessoas acreditarem na vida ou nelas mesmas. Tenho experiências de pessoas próximas, que sempre recebem sugestões de fé e crença e, mesmo assim, mesmo com argumentos sólidos e lógicos, elas não conseguem acreditar e seguir o seu caminho, o caminho que elas próprias podem encontrar.

É preciso viver, é preciso experienciar. É a experiência que abre a consciência e isso não é questão de ser cético ou crente, pois quando ambos experienciam algo, a sua fé se torna inabalável.

Quando você se permitir viver isso, você irá perceber que a conquista de uma confiança jamais foi a busca por uma crença. A verdadeira confiança é a busca da concepção de algo que é inexplicável.

Lembre-se que acreditar é diferente de confiar. E viver é viver a vida na sua plenitude. Será a sua experiência, não será nada emprestado dos outros. Você tem a certeza porque você viu e viveu aquilo, como agora será desacreditado? A verdadeira fé é aquela que encara a razão face a face.

Essa é a diferença entre a crença e a confiança. A crença só é sugestão, o que pode ser. Toda crença existe porque existe a dúvida. A dúvida está sempre onde a crença é criada. Mas a confiança vem de dentro, ela é provada por você, ela é vivida e nada pode derrubá-la. Você não está na ignorância e se a confiança vem de dentro, do viver, só ela pode mudar o seu interior. A crença vem dos outros, da cultura, vem de fora, como ela poderá atingir o seu interior e modificá-lo? É no seu interior que está a dúvida e é no seu interior que a confiança surge, porque a mudança real é interna e não externa. Viver é mais que o saber.

Para Jung, o pai da psicologia transpessoal e criador da psicologia analítica, é necessário desconfiar de uma sabedoria que não é fruto da reflexão e da maturidade obtida pelos próprios esforços.

Osho, graduado em filosofia e um dos homens mais conhecidos e provocativos do século XX, disse que a verdade não pode fazer concessões, pois assim deixa de ser verdade. E a verdade não é uma crença, mas uma experiência. Osho nunca pede às pessoas para acreditarem no que ele diz, mas, ao contrário, pede que experimentem e percebam por si mesmas se o que ele está dizendo é verdadeiro ou não. Ao mesmo tempo, ele é implacável ao encontrar meios e maneiras de revelar o que as crenças de fato são, meros consolos para amenizar nossas ansiedades frente ao desconhecido e barreiras para o encontro de uma realidade misteriosa e inexplorada.

A questão que você pode observar é que as experiências vão além dos limites da razão e que foram a ênfase de grandes homens como Lao-Tsé, Osho, Buda, Jung, Platão, Dalai-Lama, Sócrates e tantos outros.

Confiar é a chave. Vá à busca. Viva, experimente, e perceba por si mesmo se o que eu estou dizendo é verdadeiro ou não. Só assim você estará completo consigo mesmo.



Marcelo Vinicius


Santana - Europa

29 comentários:

tecas disse...

Querida Lena,um aplauso pelo excelente texto. Acreditar e sentir, são coisas diferentes efectivamente. Nada melhor que viver as experiências para sabermos
o caminho a seguir. O que é imposto
pela crença, não é sentido e só faz sentido, quando sentimos nascer de dentro. Adorei. Belíssima aula de psicologia.
Bjito amigo e uma flor.

Meire disse...

To passando pra dar um abraço bem apertado em ti :) abraço de urso!
Depois volto pra ler o post amore!!!

Te amo muito, muito estrelinha!

Ma Ferreira disse...

Querida Lena..
Estava pensando nisso outro dia.
As vezes queremos dar palavras de força.. Olha a vida é assim, experimenta, cuida da espiritualidade..
E nem sempre a pessoa esta preparada para entrar neste universo mais profundo.
Ela esta no tempo dela.
Só o tompo, só as experiencias vividas pela propria pessoa é que vai dar aval ao que ela acredita.
Com isso vai se construindo a maturidade..dia a dia, com quedas, tropeços, ...e aprendizados.
A pessoa tem que passar pelo fato para realmente entender o significado.
Nossas teorias servem pra nós..que ja passamos.
E se a pessoa for inteligente, pode observar certos comportamentos que deram certos e experimentar.
Ser exemplo pelo comportamento funciona mais do que palavras..
um beijo querida!
Ma Ferreira

Meire disse...

Minha linda, vem pro jardim da alegria comigo. Lá num tem tristeza, só sorrisos de cristal assim como o seu para iluminar quem passar por perto ;) Vc tá bem na foto amiga, carinha de anjo, sorriso de cristal, olhinhos brilhosos e verdes, deixa qualquer estrela de Hollywood no chinelo, porque estrela de verdade é vc, mas num posso gritar isso muito alto porque vão querer te levar embora. Estrelas assim são raras e aqui na Terra Lena só tem uma!!!!


as quatro eu to por cá, qualquer coisa vc grita lá no face :)

Uma bjokita e meu colo sempre e sempre!
Love you forever and ever too!!!

soniaconsult disse...

Me perdoa?
Te adoro, miga!
Fico pulando de alegria quando apareces e ao mesmo tempo vermelhinha de vergonha por nao retribuir teu carinho
(as palavras estao sem acento pq o teclado e americano, sou chic! srsrs E nao sei colocar)
Bjim

E nao saibas que te adoro!!!

\________*-*________/

Um abracao

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Lena
De fato, a maturidade nos leva a uma melhor qualidade de vida...
Nada como a experiência... que vem com o tempo passando... degustando... saboreando... discernindo...
B js de paz

нєllєи Cαяoliиє disse...

Lena,
Perfeito esse texto!
Somente vivenciando e sentindo na pele e na alma para ter noção do percurso a seguir adiante!
Beijos,Querida.

Mariazita disse...

Olá, Lena
Aqui está uma ótima reflexão.
É certo que o conhecimento verdadeiro e definitivo só se adquire com a experiência.
É "o saber de experiência feito", o que perdura, que não se esquece...
Já a crença é diferente, é algo que nasce dentro de nós, e a maioria das vezes não depende da nossa vontade.
Gostei muito!

Bom restinho de semana. Beijinhos

Luar disse...

Lena

Um texto excelente que me fez pensar no meu reiki.
A diferença entre o que sinto e aquilo que possa escrever ou dizer.

Só ao sentir se vive a experiência, falo por mim e não só de reiki...de tudinho na vida!

Meu beijinho de luz!

SOL da Esteva disse...

Lena

Texto esclarecedor e confiável.
A experiência, costumo dizer, é o saber que se sabe; e é-se "teimoso" porque se sabe.
Se outros acreditarem que é possível mudar atitudes, esses são os experientes.

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Lena,
Que verdade isso viu? Experiência é mais que fé, pois na verdade é a fé que foi agida. Experiencia é mais do que razão.
As experiencias estão acimas das teorias, pois, são teoricamente comprovadas.
Adorei o post e levo um pouco na mente, um pouquinho mais de sabedoria daqui.
Beijokas doces.

Kiro Menezes disse...

Leninha minha menina!!! Que texto heim?!

Jà levei meu presentinho!!! Brigada flor ♥

Bjinhosss

Vera Lúcia Duarte disse...

Lena,
O conteúdo do texto é extremamente importante. Você foi muito feliz ao postá-lo.
Somente se adquire conhecimento através da experiência, vivenciando.
Me faz lembrar ensinamentos da doutrina espírita, segundo os quais
não se pode seguir uma doutrina cegamente. Tem-se que buscar os fundamentos de cada assertiva para se convencer ou não de que o que foi dito tem procedência.
Assim é na vida. Os pais estão sempre dizendo aos filhos para não colocarem o dedo na tomada porque vão levar choque. Eles somente param de praticar tal ato quando levam o choque. É a vivência ensinando.
Gostei muito.
Beijos.

Catia Bosso disse...

Texto muito profundo e reflexivo... Acho que por mais que corramos contra o tempo, a experiência é algo que sempre será bem vinda... e útil...


Grata por aquele selinho lindooooo e fofoooooooooo Coloquei num lugar de destaque lá em meu ninho....

Bjssssssssss

E.t. cor-de-rosa sim.....rs

Leninha disse...

Lena é também o meu nome para alguns,Leninha para outros,Lê para meu irmão e Helena para poucos.Após a apresentação,quero lhe dizer que seu Amadeirado é muito lindo e a Oração:"Dia após dia,senhor,eu rezo por três coisas:Te ver mais claramente,Te amar mais generosamente
e Te seguir mais de perto"me deixou comovida por sua beleza e simplicidade.SE me der licença vou postá-la no meu blog.
Apareça por lá,gostei de sua sensibilidade.
Bjsssssssss,Leninha

C. disse...

Como teria sido bom se a experiência nos trouxesse conhecimento sem termos que ter vivido tudo, inclusive as coisas ruins, num é, amiga?
Já pensou parar e olhar pra trás e se por acaso tivesse que passar pelas mesmas dores? Afe. Ia ser jorrar sangue, arrancar o nervo fora.
Saí do contexto do post, mas ao final, foi o que me fez refletir...

A melhor acertada que dei nos últimos dias foi ter sugerido essas músicas, tenho me deleitado amiga, olha só essa música, que coisa mais linda!!! Eu poderia ouvir música na tua casa, compotinha, e pegar teus perfumes hahahaha (porque gostamos da mesma nota)
Eita afinidades.... adoooooro!!

Ich liebe dichhhh

Meire disse...

É estrelinha, quando a gente tem que experienciar não só as coisas, os acontecimentos, mas as pessoas tbm. Uma ou outra vez ouvimos alguém dizendo que tal pessoa é má, é chata, etc etc, mas quando vamos em busca de conhecê-la e provar por nós mesmos, "experimentar" essa pessoa, vamos então fazer ideia de quem ela é para nós, ao nosso ver.
Quanto a acontecimentos, por mais que eu viva o momento que vc experimentou nunca será o mesmo, por mais parecido que seja o sentimento, cada um sente de um jeitinho.

Vi as fotos do que tu gosta compotinha, tbm amo o mar, faz dois anos que não vou a praia, esse ano eu PRECISO ver um para num morrer louca rsrsrs e o resto gostamos das mesmas coisas,vou roubar frase da Crisinha "Eita afinidades.... adoooooro!!" ;) amei a music!!!!!

Que sua sexta-feira seja maravilinda cheia de momentos agradáveis, sem gente má por perto, só gente de coração bonito igual ao seu, num esquece de falar o amém no final, tá anjinha?!! :) bjokitas com maior carinho do mundo!! Obrigada por tudoooo!!

Du bist sehr besondere
Ich liebe dich!

Mixha Zizek disse...

Que o texto mais ponderado e interessante deixaram Lena, o quão importante é acreditar, experiência e sentir. Similiares mas, aparentemente, as coisas são diferentes, mas interligados. O importante é acreditar em si mesmo e estar confiante para enfrentar os outros. Acho que aí reside a primeira experiência de sentir-se acreditar, a confiança e experiência, mas a si mesmo e depois o resto da humanidade. É um reflexo seguindo este post muito interessante e excelente, beijos

* Verinha * disse...

Olá Lena, boa noite!
Tive uns probleminhas com a conexão e por essa razão estive ausente. Agora, dentro das possibilidades estou passando pelos cantinhos e cá estou para me deliciar com seus textos sempre lindos com os quais nos presenteia!

Beijocas super em seu coração..
Verinha

JuniorPoltergeist disse...

Experiências vividas sempre inesquecíveis, aprendendo com as nossas experiências.

Artes e escritas disse...

Tanto que existe a experiência da Revelação, quando a fé se materializa e se torna fato. Um abraço, yayá.

Letícia disse...

Nossa, esse texto parece que veio como um recado pra mim, para o momento que estou vivendo agora.

Muita coisa para refletir...

parabéns pelo texto, vc escreve muito bem!

Su disse...

Lena,

adorei o texto, reflexivo e ao mesmo tempo esclarecedor...

aprendemos tanto com as nossas experiências... e assim seguimos ora felizes, ora mais tristes, mas elas nos fazem crescer de uma forma ou de outra, e a fé é parte de tudo isso... a protagonista da história que nos ajuda nas decisões e escolhas do caminho a ser seguido, compartilhado, vivido...
Beijos e uma linda sexta-feira pra você! Su.

aosolhosdaalma.blogspot.com disse...

QUERIDA LENA LINDO TEXTO EXPRESIVO E VERDADEIRO,VIM DEIXAR UM ABRAÇO E DESEJAR-TE UM FELIZ FINAL DE SEMANA UM ABRAÇO COM CARINHO MARLENE

Só pra você disse...

Sim, precisamos viver todas as experiências e o mais importante, tentar ser feliz e procurar por sabedoria, isso tens de montão. Passei para te visitar e te agradecer por estares tào presente no meu blog. Também TAG que me ofertastes, vou passar bem rapidinho para outros amigos, obrigada!

Um lindo final de semana para ti amiga Lena...

Beijocas

Kiro Menezes disse...

Adorável texto, Leninha linda!!! Coberto de razão, sempre... ♥

Saudades florzinha ^^

Bjsss

Mafalda S. disse...

Excelente texto o que escolheste, propício a uma boa reflexão!

Beijinhos

Milene R. F. S. disse...

Ótimo texto Lena. Realmente nada substitui a experiência em nossa vida para nos dar segurança e confiança, na vida e em nós mesmos... é o caminho que costumo escolher para mim, já que tenho dificuldades de simplesmente adquirir crenças... prefiro experimentar e sentir e aí sim adquirir a minha própria maneira de saber o mundo. Beijos querida e um bom final de semana pra vc, até.

Anatolio Pereverzieff disse...

Cada personalidade humana é diferente e assim suas formas de interpretar a vida; permitimo-nos errar, as vezes muito até lá pelos 35 a 40 anos. Depois nos colocamos de molho, dizemos a nós mesmos: Já vi este filme. Certas cenas já foram palco da nossa história. Entendo que a vida é um constante reciclar. A estabilidade emocional deve contar muito, e precisamos dela sempre!