26 de junho de 2011

Romper para viver


 
"O que quer que você faça na vida será insignificante. Mas é muito importante que você faça, porque ninguém mais fará. Como quando alguém entra na sua vida, metade de você diz: ´Você não está preparado´. Mas a outra metade diz: ´Tome-a para sempre".

A frase é do filme Lembranças, de Allen Coulter. A cena inicial é de uma menina de 11 anos que vê a mãe sendo morta no metrô de Nova York. Dez anos se passam e, num jantar com um possível amor, ela pede primeiro a sobremesa. Só depois o prato principal. A moça explica que pode cair um meteorito no restaurante e acabar com tudo. Então terá morrido sem comer o doce de que tanto gosta.

Renato Russo eternizou a frase “É preciso amar como se não houvesse amanhã”, e o poeta argentino Jorge Luiz Borges emocionou o mundo com o poema Viver a Vida – “Se eu pudesse novamente viver a vida... Na próxima trataria de cometer mais erros...”.

Assim sendo, qualquer coisa que eu diga parecerá um déjà vu capenga. Não importa, porque se eu não escrever agora, daqui a um segundo pode cair um meteorito e não terei atendido a um pedido do meu coração. Não vou falar do amor que você deixou escapar, nem do “eu te amo” que você deveria ter dito ao seu pai antes de ele ir embora de repente. Esse tipo de arrependimento é óbvio demais e, se você decidiu carregá-lo durante a vida porque se sente confortável sentado sobre a culpa, saiba que ainda há salvação.

Saindo de Lembranças e entrando no filme Cisne Negro, fico com a certeza de que a repressão é o mal maior. Ela gera e fomenta a culpa, excita os inimigos ocultos, cria um universo paralelo; nos obriga a ser quem não somos, nos torna obsessivos pela perfeição.

Repressão sabota, enlouquece, fere, deforma, distorce e adoece. Exige de nós disciplina e energia extenuantes. Quem vence a repressão: a vida ou a morte? A morte, sempre. Para viver é preciso romper e todo rompimento é uma espécie de morte. Tem gente que sai para comprar cigarro e nunca mais volta. Tem gente que usa a repressão para não viver. Tem gente que mata a repressão para não morrer. 

Fernanda Santos


Heart Breaker (Bee Gees)


27 comentários:

mfc disse...

E é tão difícil viver... de verdade... com sofreguidão... com denodo... com amor!

JAN disse...

LENA, TODA LARANJA NASCE INTEIRA E POR ISSO, DISPENSA A "OUTRA METADE"...

JAN

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Vivemos tanta repressões Lena, que nem a notamos no nosso cotidiano. Repressão política, repressão moral, repressão sentimental,repressão por padrões de comportamentos e modismos...
E nisso, vamos vivendo os prazeres dessa vida pela metade, ás vezes tão sem sabor, sem risos.
Lena, você já olhou o cardápio de um mega sorvete com bastante cobertura e seus olhos brilham, mas em favor da dieta pede uma casquinha com bola simples??? Eu digo que isso é viver pela metade, com meias vontades realizadas.
Ainda tem os "se", os "quase"...
A vida passa, a gente vai morrendo nesse viver morto.
Romper a repressão, eis uma questão não muito fácil, todavia nao impossível.
Beijokas doces para você e uma tarde de domingo com um viver abundante.

shan-Tinha disse...

belas citações sobre nossos medos e fraquezas, buscamos o que para cada um é importante e na dúvida antecipamos ora alegrias, ora tristezas e vamos vivendo amparados no que pra nós e mais confortável, certo!
bjinho com certeza!

Zil Mar disse...

Oi doce e querida Lena...

seu texto é perfeito...

tudo que reprime faz e trás um grande mal...


brande beijo pessoa linda!

Zil

Lethy disse...

Oi tia Lena
a mamãe deixou eu vir pedir um votinho pra ti

http://t-e-d-d-y.blogspot.com/2011/06/votacoes-ate-domino-noite-e-resultado.html

Lethy numero 12

Lambeijos da Lelé

Débora Andrade disse...

Vim aqui para avisar que te deixei algo em meu blog. Uma singela lembrança, breve homenagem, só para dizer um pouco da sua importância. Esta na minha última postagem, de hoje, dia 26/06: "Singela homenagem, sinceros agradecimentos". Ao clicar no seu nome, o seu perfil aparecerá, para que os outros leitores possam assim como eu, te conhecer e apreciar. Bom, espero que goste das palavras por mim deixadas, são sinceras e de coração.
Enfim, você é muito especial.

Beijos,
Débora.

Su disse...

Lena querida, gostei demais desse texto... gosto de viver os momentos, de ser feliz com as mínimas coisas, de rir do que parece bobo, e também se tiver vontade de pedir a sobremesa antes do prato principal se minha vontade naquele momento for de doce... Outro dia meu marido fez isso aqui em casa, achei graça... e pensei, vai "estragar" seu apetite... ele respondeu: ...não vai não, vou ficar mais feliz agora!!! O agora é o PRATO PRINCIPAL...

Beijos moça que eu gosto muito. Su.

retrato disse...

sigo os seus textos faz tempo e, inclusivé, é decorrido ainda pouco tempo, que já a comentei. nunca tive uma retribuição, mas não a reclamo porque o meu "eu", aceita que o ser humano deve fazer o que quer e não o que não quer, embora, em algumas situações seja obrigado. reforço... não estou a reclamar qualquer retribuição de comentários. não é essa a minha postura.
as minhas visitas têem muito a ver com a doença de que padeço (Bipolar) e a da minha mãe (Fibromialgia). infelizmente sei que isto lhe diz alguma coisa e por isso a justificação de seguir os seus posts.

o de hoje refere uma palavra doentia, "repressão", e digo doentia porque, qualquer ser que seja "Amigo" dessa palavra só pode ser doente, frágil, portador de uma mente desfocada, ou educado pela maldade.
nada neste mundo justifica o desrespeito pelo direito à vida.
o ser humano deve e tem o direito de fazer aquilo para que nasceu...viver, como o faz? isso será falar de "opção", seja ela boa ou má.

talvez volte para divagar um pouco mais com as palavras.

ValériaC disse...

Que texto fantástico... toca fundo na alma tamanha sua profundidade...creio que seja muito vital seguirmos o que vai em nosso coração...sempre...
Beijinhos...doce semana, doce Lena
Valéria

Imac by Artes disse...

Lena querida!
Gostei de ler esse texto...Bom e reflexivo! Precisamos romper com as repressões e fazer o que pede nosso coração, pois somos livres para vivermos e escrevermos nossa história.
Grande abraço e uma semana abençoada pra ti.

AC disse...

Grande post, Lena, muito bom mesmo!

Beijo :)

Tarsila Aroucha disse...

venho a concorda com cada letra escrita por ti. e o film que citas é um dos mais belos e bem feitos que ja vi. beijos querida

Meire disse...

Compotita sweet de my life, acho que vc vai achar engraçado, mas eu como sobremesa antes da refeição, aqui em casa pelo menos! hehe
Eu cansei de me repreender, hj mesmo quase, quase fiz isso, mas deixo eu ser eu como já disse rsrs
Deixar para amanhã não está com nada e nunca esteve, as pessoas um dia estão ao seu lado e amanhã só a Deus pertence, por isso eu gosto de aproveitar cada momento, eu pareço até boba, mas sou feliz assim e muito!!! Cada dia é único por mais parecido que ele se pareça com ontem. E em muitas vezes o nosso maior sabotador somos nós mesmos!!!!!!! Temos que nos permitir VIVER, AMAR "como se não houvesse amanhã".
Ah que post lindo estrelinha, lindo demais *-* já sabe, face forever rsrs

Minha linda, muito obrigada por tudo, por tudo mesmo, vc e a Cris são duas anjinhas com belas asas, já fui ali em "Feito para mim" pensa que não, tu me fez chorar duas vezes hj já. E até esqueci de comentar sobre seu coment ontem no Style, mas sabe que é um dos meus sonhos ter vcs pertinho de mim!!!! A gente ia fazer cada festa rsrs

Miga docinha, amanhã to novinha em folha me cuidei direitinho, tirando os adendos "chatos" no meio do caminho... espero que vc tbm depois das criancitas, vc ainda me chora na frente deles rsrs LINDA, vc é um pocinho de sensibilidade, num gosto de te fazer chorar, mas se é de alegria tudo bem. Te admiro mais a cada dia que passa minha bela estrelinha!

Ich liebe dich sehr, du bist seh besondere! Conte sempre comigo!!!!
;)

CaFoFo online@ disse...

Sair do ostracismo e virar uma pérola nao é fácil, miguxa, é como a lapidacao do ourives. Porque todo mundo tem potencial, o lance é se esforcar pra ser melhor a cada dia.

O texto me fez lembrar que tô com o filme Cisne Negro aqui pra assistir e até agora nada.
Vem com a compotinha assistir junto, miguxa? :))))))))))

Imaginou? Eu faria um café colonial pra nós (uia!!)

Beijokas mil, que tua semana comece supimpa!!!

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Lena
Há muito que tive que matar a repressão para não morrer... excelente texto!!!
Bjs de paz e ótima semana com amor e alegria.

Sobre o Tempo disse...

"Nossas dúvidas são traidoras, e nos fazem perder o bem que sempre poderíamos ganhar, por medo de tentar." (Willian Shakespeare)

Lena, uma ótima semana! Bjs

Perfeita Ordem disse...

Acredito Lena que esse texto de uma forma ou de outra diz respeito a todos nós.
Em algum momento de nossas vidas tivemos ou temos que reprimir algum tipo de sentimento até para que consigamos seguir em frente. Muitos conseguem se resolver e seguir em frente,mas nem todos.
O que considero importante é sempre que possível e tão logo tenhamos consciência desse fato,há pessoas que nem o percebem,procuremos ajuda para que não soframos tanto.
Muitas das doenças físicas que hoje em dia são tão comuns entre
nós são decorrentes de sentimentos reprimidos por nós durante muitos e muitos anos.
Isso dói muito e é muito triste.
Linda semana prá você minha querida!
Beijos.
Claudia.

Vera Lucia Marques disse...

Viver é fácil(deixa a vida me levar..), bem-viver é difícil. Teorizar é fácil, praticar é difícil, mas...
"Sempre vale a pena se a alma não é pequena" __palavras do Poeta. Abrs!

Mara Melinni disse...

Oii, minha amiga Lena!!

Vc como sempre nos deixando lindas lições no Amadeirado...!
Adorei a postagem, aqui me sinto em casa!
Já estava com saudades, viu?
Eu te dei mais um selinho (vc merece todos os méritos, algo além de selos!): selo Prêmio Sunshine Award (lá em Contatos, na minha página). Fique à vontade!

"Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande, é a sua sensibilidade sem tamanho."
Martha Medeiros

Beijosssss

Eva disse...

Lena querida, teus textos, são profundos e verdadeiros, toca fundo na alma, com doçura e firmeza, beijos e uma linda semana para vc.

Ingrid disse...

muito bom Lena..
e há sempre o bom senso ..
beijos e linda semana.

Ma Ferreira disse...

Oi Estrela...
Adorei este texto.
A opressão acaba com qualquer pessoa. Vc ter que aparentar ser o que não é..só pra agradar o outro! eca!!

O amor que tem preço, não é amor..
O amor que cobra algo que vc não tem pra dar tb não é amor..

Amor é liberdade, é leveza..
Amor é tudo..

E que amemos..só por hj..com toda intensidade..
Amanhã..quem sabe/?
Um beijo..Pessoa Estrela..

Bj

Boa semana !! saudades..Vurtiu os sobrinhos??

MA

CF disse...

Olá Lena

Aquilo que um Homem sente jamais deve ser reprimido sob pena de se atrofiar em vida! Contudo, para a construção da felicidade de um, é inaceitável a destruição da vida de outro...Julgo que, actualmente, a procura egocêntrica da "quimera" tem sido justificativa para atitudes menos correctas...
bjs

JuniorPoltergeist disse...

Muito lindo. Parabéns

Artes e escritas disse...

Lena, lembra dos Menudos e do "Não se Reprima", eles estavam certos. Um abraço, Yayá.

valquiria silveira disse...

Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ti amoooo saudadesss bjbjbjbjbj no teu lindoo coração obrigadooo vc é muitoo especial pr mim !!! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/