19 de julho de 2011

Dissolvendo mágoas




É inevitável que vez ou outra na vida sejamos feridos pelas pessoas. Alguém nos engana, alguém nos trai, alguém nos trata com falta de respeito, desconsidera nossos sentimentos... Eu sei que você já passou por isso em algum momento. Isso não quer dizer, necessariamente, que tenhamos que continuar carregando isso no peito pelo resto de nossas vidas, cultivando mágoas, como fazem tantas pessoas.

O nosso peito é como um grande lago, suave, ladeado por flores, pássaros e todos os tipos de vegetações. Quando alguém nos fere, é como se uma pedra fosse jogada no lago... tudo fica ondulado por alguns instantes, a superfície perde a limpidez, a água fica momentaneamente turva e o vento sopra de uma forma tão gélida que chega a doer.

Mas depois de um tempo, o que naturalmente aconteceria? A pedra atirada ficaria quieta em algum lugar lá no fundo do lago, uma prova de que vivemos intensamente, uma experiência de vida que veio para nos trazer sabedoria. A superfície da água voltaria a ficar lisa como um espelho, a areia levantada voltaria ao fundo e voltaríamos a sentir a plácida paz desse lago sagrado.

Mas algumas pessoas não se conformam. Em vez de aprenderem com o que aconteceu e retornarem a seu estado natural de confiança na vida, querem encontrar a pedra atirada, que agora se encontra perdida lá no meio de seus lagos. E, se possível, gostariam de atirar a pedra de volta, bem no meio da testa do infeliz que ousou jogar a pedra no lago! Ficam andando de lá para cá dentro do lago, cultivando mágoas e pensamentos ruins, ondulando ainda mais a superfície, levantando cada vez mais areia, turvando a água, perturbando a própria paz. Cada vez que se lembram do que aconteceu e de quem as magoou, é como se jogassem novamente a pedra no lago, e de novo, e de novo, e de novo! E a todo momento comprovam o grande estrago que lhes foi causado, e dizem: Vê? Não consigo mais enxergar a minha imagem na superfície do lago!

Na verdade, a pessoa que nos magoou atirou, sim, a primeira pedra, mas a forma como reagimos a isso é o que pode de verdade nos fazer mal. Continuamos impedindo que a paz aconteça, recriamos a mágoa infinitas vezes dentro de nós... Por que fazemos isso?

Fazemos isso porque em algum lugar dentro de nós existe uma crença distorcida de que a vida deve ser sofrida, de que o sofrimento nos torna maiores, mais dignos. Se lá, no nosso íntimo, existisse a crença sorridente de que merecemos ser felizes, simples assim, não perderíamos tempo em nos atormentar dessa forma, em cultivar mágoas que só nos ferem.
Se acreditássemos de verdade que merecemos a felicidade, deixaríamos a pedra lá, no fundo do lago, e sairíamos para encontrar algo melhor para fazer. Também cultivamos mágoas porque nos falta amor, amor por nós mesmos. E foi essa mesma falta de amor próprio que, provavelmente, acabou permitindo que o outro nos ferisse tanto. Quem ama a si mesmo não fica em relacionamentos desrespeitosos, é mais rápido em buscar aquilo que é bom e saudável.

Precisamos parar de nos colocar no lugar de vítimas das situações. Mesmo quando a outra pessoa errou, nos enganou ou o que quer que seja, uma partezinha nossa permitiu que isso acontecesse. Assim, de nada adianta ficarmos repetindo infinitamente em nossas mentes e corações o ocorrido. Isso só nos aprisiona mais e mais.

Muito mais sábio seria tranquilizar a mente até que a superfície do lago voltasse a ser calma como um espelho. E então, sentados em frente a esse espelho, perguntaríamos: Como posso aprender com o que aconteceu? Como posso evitar que volte a acontecer? E depois, seria bom que ficássemos em silêncio, até que a resposta nos venha.

Imagine que as águas de seu lago sejam como um bálsamo sagrado capaz de curar e dissolver pedras. Permita que as mágoas sejam dissolvidas nessa energia que brota de seu coração. Não tenha pressa, leva certo tempo, eu sei, mas até mesmo os maiores rochedos podem ser dissolvidos pela suave persistência da água.



Patricia Gebrim 


Aerosmith - Crazy




 

29 comentários:

Bel Rech disse...

Infelizmenete depois da pedra atirada, não há mais como recuperar.Mas existe a possibilidade de esquecer para que lado foi, sem lembrar ou sequer pensar aonde poderia estar, pois não estaria esquecendo totalmente, estaria traindo a si mesmo...
paz e bem

Perfeita Ordem disse...

E é muito bom que consigamos superar ou então sofreremos as consequências que nos vem quase sempre na forma de dor ou doença física.
Beijos e uma linda e abençoada terça-feira minha amiga!

QUIM disse...

Eu tenho um lema comigo proprio..eu vou até ao fundo..sempre..me machuco me quebro me arranho...choro tudo não deixo nada por fazer...para depois renascer de novo...A travessia no deserto para mim apesar de doloroso é também algo que me fortalece...O amor próprio é importante,mas limpar a alma também..bjs querida.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Um texto excelente e que dá que pensar. O meu problema é precisamente levar com a pedra vezes sem conta, porque continuo a dar segundas, terceiras...oportunidades a quem me atirou a pedra. Não guardo rancores, mas isso tem-me trazido muitos dissabores! Bjs

AquilesMarchel disse...

Eu quero me vingar
remoou acho que o outro tem que sofrer


quanto te pago pelas analises?
bjão de aquiles Lena!!!

Tânia Camargo disse...

Através do selo carisma, acabei encontrando o seu blog.... E que achado! Parabéns por seus post's e pelo cantinho tão aconchegante que criastes... Gostei tanto que vou ficar! :)

Bjs e uma semana abençoada p/ vc e sua família,

Tânia Camargo

http://taniadecamargo.blogspot.com

Vivian disse...

Bom dia,Lena!!

Logo que nos magoamos, é difícil pensar direito, só sentimos a mágoa, mas o tempo vai passando e temos oportunidade de ver tudo de maneira diferente e vamos aprendendo.Guardar mágoa não faz bem,só acumula ressentimentos e quando nos dermos conta teremos muito "lixo" guardado!!! melhor é se desfazer e ser livre. Perdoar liberta!
Linda mensagem do texto!
beijos!

Rô... disse...

oi Lena,

sei bem o que é isso,
passei muito recentemente por uma decepção e traição tão grande no trabalho,
que pensei em perder o rumo,
mas tento me manter sempre muito ponderada,
não perder o equilíbrio e tirar sempre
uma lição,
mas te confesso amiga,
não está sendo fácil,
mas sei que guardar só vai me trazer mais dissabores,
então mãos a obra e vamos trabalhando a cabecinha...
e o coração...

beijinhos

Simone Audrei disse...

Bom dia Lena!
Coincidentemente, ontem escrevi um post "Virtude do Perdão", onde falo algo que tem a ver com seu texto de hoje. Infelizmente, existem pessoas, que atiram a primeira pedra e assim que suas águas se tornam mansas e calmas novamente, lá vem ela outra vez e joga a segunda pedra, e assim vai prosseguindo durante todo o tempo, aumentando a cada dia o tamanho da pedra. Neste caso é extremamente difícil esquecer, perdoar e não querer jogar as pedras de volta, como disse bem no meio da testa.
Bj. Tenha um ótimo dia!

Sandra Portugal disse...

Amiga hj num ato de ousadia,estou postando algo menos pessoal e mais profissional no blog.Quero testar aceitacao para mesclar um pouco os temas e os publicos.Mas confesso que esta um silencio assustador.....acho q nao ta agradando.....queria a sua opiniao sincera..bj
Sandra http://projetandopessoas.blogspot.com//

Aclim disse...

Sou muito facil em perdoar, mas percebo que as vezes escrevemos para nós mesmos.

Talvez falando colocamos para fora a raiva a dor, sei lá, não sei.

Sei que o rancor é a ferrugem que corrói o ferro.

Abraço

Jan disse...

OI LENA, FORAM ATIRADAS DUAS PEDRAS ENORMES NO MEU LAGO.NUNCA QUIS DEVOLVER AS PEDRAS, MAS ME REVOLTEI E CHOREI MUITO. MAS, GRAÇAS A DEUS (QUE PÔS AS PESSOAS CERTAS, NOS LUGARES E HORAS CERTOS)PUDE ME VER NO ESPELHO NOVAMENTE.
AQUELAS PEDRINHAS PEQUENAS... SÃO TÃO PEQUENAS E O LAGO VOLTA LOGO AO NORMAL;-)

ABRAÇÃO
JAN

Vinicius.C disse...

Eu que fui Juiz- que achei-me no direito de apontar, por magoas que eu sequer sabia a origem. Hoje... um pouco mais sábio, invento maneiras de ficar melhor.

Perfeito seu texto!

Beijo e ótima tarde!
Espero por vc no Alma!

Cissa Romeu disse...

Oi Lena, tudo bem?
O texto que eu estava precisando!
A pouco sofri uma mágoa, uma desamizade terrível.
Limpar a memória de coisas ruins, é mesmo muito difícil.
O que faço é chorar tudo que posso, refletir tudo, até o momento em que sinto que deu!... assim me fortaleço mais ainda.
Dar a "volta por cima" é difícil, mas é muito bom e sempre possível!
Beijos e ótima quarta feira!

Humoremconto
http://anaceciliaromeu.blogpost.com

Meire disse...

Estrelinha cintilante e amadeirada, mágoa só nos faz mal, inunda o coração de tristeza. Querer se vingar de quem nos jogou uma pedra é como se atirássemos mais milhares de pedras em nosso próprio lago, vamos afundando nesse pântano. Acredito que o tempo, esse grande sábio é o remédio para essas pedras atiradas, pois ele nos permite enxergar com mais clareza o que aconteceu. Quando amamos a pessoa que nos magoou, essa mágoa converte-se novamente em amor e se ela não é merecedora deste, logo se converterá em indiferença dentro de nós, porque amor quando não é regado morre.

Desejo com todas as minhas forças que ninguém jamais jogue pedras no seu lindo lago minha linda, pois vc merece ser feliz, merece ser regada de muito amor e carinho e se alguém sonhar em te fazer mal, eu chego logo dando uma VOADORA! É só gritar!!!!

Te amo de monte!!!! bjokitas achocolatadas.

Nina Pilar disse...

lena querida, passando pra deixar abraços beijinhos e carinhos amiga, que texto fabuloso, lindo, são nossas marcas, nossos desejos, nossa disponibilidade "Imagine que as águas de seu lago sejam como um bálsamo sagrado capaz de curar e dissolver pedras." nossos lagos deviam sempre desaguam no mar...

uma belissima noite pra ti querida ...

* Verinha * disse...

De fato essa seria a forma certa de lidarmos com as mágoas.. mas acredito que só consegue, quem esteja em um nível bem adiantado de evolução espiritual.. já que se nos magoamos é porque nos ferimos.. e isso machuca muito.. mesmo tendo a consciencia de que esse sentimento só irá afetar a nós mesmos.. mas só o tempo mesmo para amenizar a dor causada. Ixiii.. eu ainda não consegui chegar a esse estágio de evolução :)

Beijoquinha super em seu coração Lena!

Verinha

cidinha disse...

Querida Lena. Que bela reflexção! Quantos lagos estão cheios de pedra e areia. Por não enchergar há grandeza do perdão!É preciso procurar respostas, perdoar, para podermos voltar a tona e sermos límpidos como o lago e assim sermos felizes!Bjs e bjs no seu coração. Obrigada pelo carinho da sua visita, e desse presente post...

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Lena querida,
Pedra atirada no lago da gente dói demais. Mas é como diz o texto, depois de um redemoinho as águas se acalmam e é hora de deixar que ela fique bem no fundo, perdida entre tantas águas que geram vidas na imensidão do lago. Dizer que ela nao foi atirada não dá, mas dá pra esquecer de qual mão foi jogada e em qual direção ela foi parar. A pedra, cria limo, fica encapsulada.
Adorei o texto Lena, e estava precisando de alguém pra me dizer pra esquecer a pedra.
Beijokas doces delicada flor do meu lindo jardim.

Imac by Artes disse...

Lena querida!
Lindo texto!!!Amei...
O perdão é um dom divino e importante para saúde física e espiritual.
Abraços e uma linda noite pra ti.

Bel Rech disse...

Querida Lena...O nome do filme é "O amor pode dar certo"...não chore muito...
Paz e bem

Dé Mattos disse...

Na hora que comecei a ler esse texto me lembrei de uma pessoa. Sabe Lena, muitas pessoas já me feriram ao longo dessa vida, mas sempre soube fazer exatamente isso, deixar que a pedra jogada se acomode lá no fundo, e pronto. Mas essa pessoa.. vira e mexe sinto que a terra se mexe e eu lembro da pedrinha que tá lá, lembro de quando foi jogada, lembro de quanta coisa ela quebrou.. e tenho uma dificuldade imensa de deixar meu lago lindo quando se trata dela. Por mais que pense em deixar pra lá, as vezes volta. não com raiva, não querendo vingança (detesto essa palavra), mas apenas com a tristeza por algo que se transformou demais.

A gente tem nossas fraquezas né Lena. Sempre tem um sapato que aperta, mesmo que não queiramos..

Adoro passar por aqui, teus textos sempre me fazem pensar.

Um beijo grande

Milene R. F. S. disse...

Como é ruim guardar mágoa!Enquanto estamos com ela não temos paz e tudo dói... Deixar que ela se dissolva nem sempre é fácil, mas com certeza muito mais sábio. Muito bom o texto amiga, beijão!

Su disse...

oi moça querida...

como sempre a imagem que você posta aqui me chama, venho pelo cheirinho amadeirado, hehe...

amiga, mágoa só piora tudo, entristece ainda mais o coração e faz a gente adoecer... não cultivo isso não, graças a Deus... a dor vem, curto a dor, choro, sofro e esperneio, tudo na hora... e assim meio "esfolada" continuo, a ferida cicatriza e a vida vai vai e vai... olho para o que me deixa e me faz feliz...

beijinhos no coração e obrigada pelo seu carinho sempre!

Su.

LUCONI disse...

Lena meu anjo não podemos evitar as mágoas, elas acontecem é da vida, é do ser humano, mas temos que tentar diluí-las, enquanto nos sentirmos muito machucadas evitemos o contato com quem nos magoou, depois com calma tentar conversar, se for possível, mas de qualquer forma temos que trabalhar nosso íntimo para o perdão, obrigada pelo seu carinho, beijos Luconi

Sandra Portugal disse...

Que texto lindo!!!!
E destaquei o parágrafo que mais me impressionou!
Não conhecia a autora, mais uma que aprendsi a admirar devido às suas seleções querida!!!
"O nosso peito é como um grande lago, suave, ladeado por flores, pássaros e todos os tipos de vegetações. Quando alguém nos fere, é como se uma pedra fosse jogada no lago... tudo fica ondulado por alguns instantes, a superfície perde a limpidez, a água fica momentaneamente turva e o vento sopra de uma forma tão gélida que chega a doer. "

Vera Lúcia disse...

Lena,
O texto é excelente.
Guardar mágoas somente nos trará dor e um amontoado de lixo na alma.
A prática do perdão seria necessária, não obstante a dificuldade visível em aplicá-la.
Mas todos temos um tempo de crescimento e aprendizado. Cedo ou tarde iremos aprender a ser mais abnegados.
Beijos.

Sandra Portugal disse...

Feliz Dia do Amigo, amiga!!!
receba todo o meu carinho, admiração e gratidão!
bjs
Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Severa Cabral(escritora) disse...

Minha querida e dócil amiga!
Estou chegando com os pés no chão trazendo um sorriso na boca para dissolver minhas mágoas que ainda não criei...pois não consigo guardar mágoas,porque estou sempre levando meu perdão para os que pensam que me ofendem...procuro sempre o outro lado,que é o bálsamo sagrado...
Sou feliz pela amiga linda que conquistei.
Bjsssssssssss no seu coração!