23 de agosto de 2011

Apostar que a fila anda pode ser sua melhor opção!



Sempre mantive um pé atrás em relação a esta assertiva. Sustentar a ideia de que a fila anda sempre me pareceu arrogante e ilusória. Acreditar que existe uma fila de pessoas querendo se relacionar com você, a meu ver, é pretensioso demais. Entretanto, cá estou para refletir sobre a afirmação sob outro ângulo.

A intenção da frase é, certamente, mostrar que o cenário atual pode ser mudado a qualquer momento. Ou seja, a fila anda num relacionamento em que não existe cuidado mútuo. E a possibilidade deste andar da fila deixa claro que insistir nem sempre é a opção mais inteligente.

Quem me lê há algum tempo, sabe que sou defensora declarada de quem tenta salvar um relacionamento; haja vista que são oportunidades preciosas que temos de superar limitações, amadurecer e conquistar um novo patamar na busca pelo que temos de melhor. Portanto, desistir na primeira dificuldade ou ficar pulando de galho em galho, tentando encontrar o outro perfeito, não me parece ações que combinam com amor, consciência ou felicidade.

Porém, continuar dando murro em ponta de faca, sentindo e vendo a pele sendo dilacerada e o próprio sangue sendo derramado sem que nada de realmente significativo mude, já me parece teimosia, daquelas adotadas por quem quer ocupar o lugar de vítima ou de coitadinho, só para mendigar atenção e encobrir um enorme medo de se entregar à vida e arcar com as consequências de suas escolhas.

Assim sendo, hoje venho defender a opção de deixar a fila andar. Ou melhor, de – se for preciso – fazer a fila andar! Sim, botar um ponto final nesta história que tem se mostrado um grande fiasco e um completo e desastroso desencontro, e começar a apostar numa nova possibilidade.

Você não precisa, necessariamente, viver em função de começar e terminar relacionamentos indefinidamente. Pode, e em muitos casos até deve, permitir-se um tempo só seu. Deixar-se solteiro e desfrutar as muitas e deliciosas experiências que este status lhe proporciona.


Agora, obviamente, se surgir alguém especial, com quem você se identifique sem ter de fazer força ou inventar predicados, por que não? Contudo, observe esse detalhe: que seja fluido, que seja leve, que seja natural! Pare de fazer tanta força simplesmente para provar a si mesmo ou a quem quer que seja que você é capaz de ter alguém. Chega de viver relacionamentos que mais servem para te angustiar e confundir do que para te fazer descobrir que existem caminhos mais profundos e pacíficos a serem percorridos!

Enfim, com consciência, noção de si, disponibilidade para fazer o seu melhor e apostando que o autoconhecimento é a maneira mais eficaz de atrair encontros criativos e construir relacionamentos transformadores, estou certa de que – antes do que você imagina – a fila estará exatamente onde deveria. Afinal, se você quer viver um grande amor, precisa saber o que isso significa e qual a sua parte neste processo! A mudança começa sempre em você!



Rosana Braga




Adele – Don’t You Remember





30 comentários:

Tânia Camargo disse...

Mais uma postagem bárbara Lena!
Gosto de acreditar que a vida está em constante mutação... "Que a fila anda".
Mas assim como gosto de acreditar, também me assusta essa verdade!
Por isso o melhor mesmo é deixar as coisa fluirem tal qual o rio seguindo o seu percurso... O que tiver de ser, será!

Amoooo vir aqui querida,

Bjs e uma excelente semana,

LUCONI disse...

Lena amiga linda, já busquei o teu selinho e ofertei para os dez blogs,está na página que se intitula Carinhos, te agradeço de coração o mimo que você me fez, desculpe a demora mas o meio de campo aqui em casa embolou, sabe que nem postagem consegui fazer nos blogs? amanhã espero voltar ao normal, beijos Luconi

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Mais um texto reflexivo interessante! Não impedir que as relações amorosas aconteçam, não forçar para que aconteçam, mas deixar acontecer.Bjs

Aleatoriamente disse...

Com certeza!
Não entendo muito de observar a fila andar neste tipo de caso, mas diante de algumas circunstâncias ela deve mesmo.
O sentimento é para ser sentido junto e nisto contar com vários colaboradores.
Como o respeito, o carinho, o companheirismo, não há motivo algum para se permanecer ali,
se num determinado momento apenas tristeza flora, e apenas em aflição é que se transforma uma relação.
Isso não é normal, visto que um casal se une justamente para o que der e vier, mas com amor no meio.
Se não é assim para quê insistir?

Beijinho de bom dia, Lena.

QUIM disse...

Lena ..por vezes agente se fatiga se desgasta cegamente....e só muito mais tarde agente da conta que foi murro na ponta da faca....mas eventualmente agente chega lá..bj querida..super beijo.

mfc disse...

Eu acho que a fila anda... mas temos que estar atentíssimos a ela!!
A mesma água não passa duas vezes sob a mesma ponte!

Perfeita Ordem disse...

Para mim minha amiga o segredo de tudo está nessa última frase:
A mudança começa sempre em você!
Quando nos conscientizamos disso,deixamos de buscar tanto no outro,deixamos de culpar o outro e enxergamos o que nós precisamos fazer para que as coisas possam mudar e dar certo.
A nossa felicidade deve começar dentro de nós mesmos,se começamos e mantemos um relacionamento esperando isso do outro,na minha opinão,começamos de forma errada.
O outro deve sim fazer a parte dele,mas nada,nem ninguém irá nos satisfazer se não estivermos bem conosco.
Beijos minha linda amiga,que o seu dia seja repleto de coisas boas!

Mafalda S. disse...

Como sempre... verdadeiramente inspirador!

Bjs

Van disse...

Lindo , Leninha !

Tem horas em que é preciso deixar de sofrer , seguir e fazer a fila andar. A vida é mais que qualquer sofrimento ou desilusão amorosa e sempre podemos buscar nova chance de sermos felizes ! Grande Beijo !

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

* Verinha * disse...

Lutar pelo que desejamos.. enfrentar os desafios é aplausível, porém devemos ter a sabedoria de perceber o momento que é necessário seguirmos por novos caminhos.. nem tudo é conquista.. saber perder também faz parte do crescimento de cada um. Nesse ponto creio que é bem válida a expressão "a fila anda" :)

Beijo grande em seu coração Lena!

acácia rubra disse...

"Forçar a nota", como se diz(ia) aqui em Portugal, não vale a pena.

Vai-se ficando azeda(o) e perdendo a vida que é tão nossa e que não remediamos.

Gostei do texto.

Beijo

Bento Sales disse...

Lena, não podemos nos conformar nunca com o que já somos ou temos; a evolução é sempre necessária. Gosto de pensar que estou na fila, nem que ande bem divagar e não que há uma fila destinada a mim.

Ótima escolha!

Abraços!

Cissa Romeu disse...

Oi Lena, tudo bem?
Já estou com saudades de tuas visitas!

Acreditar que uma existe uma fila, é mesmo um pouco de pretensão, talvez, mas se nos amarmos e compartilharmos isso com os outros, teremos sim, muitos admiradores!

Lena, recém hoje que vi, aqui na coluna da direita, o porque do nome "Amadeirado", homenagem ao teu pai, sr. Madeira. Que lindo texto você escreveu ali, me emocionei! Sinceramente!
Beijinhos.

Cacá - José Cláudio disse...

São as efemérides da afetividade moderna estas expressões. Ouvir isso deve ser um empurrão ladeira abaixo na auto estima.rsrs.

O último parágrafo, no entanto, é uma redenção para quem resiste à superficilidade.Muito bom!

Abraços. paz e bem.

MARILENE disse...

Você me fez lembrar uma amiga. Ela estava em um relacionamento ruim e fazia terapia. Um dia, discutiram (ela e o terapeuta) e minha amiga disse que essa colocação de deixar a fila andar não servia para ela, pois não estava a distribuir senhas, para novos interessados.
É uma pessoa cheia de qualidades, cantora lírica conhecida e sempre em relacionamentos complicados.
Mas acabou deixando a fila andar e encontrou alguém para dividir a vida.

Bjs.

O Impenetrável disse...

nossa, adorei o texto e as reflexões, conclusões a respeito dos relacionamentos. realmente os pontos abordados são os mais sensatos. me identifiquei bastante com as escolhas das postagens do blog. parabéns!

grande abraço.

Sandra Portugal disse...

Queridíssima amiga Lena, amanhã 24/08, o Blog Projetando Pessoas faz 1 ano de existência e você é pessoa de extrema importância em cada capítulo dessa história! Venha brindar comigo!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

ANA ROOS disse...

Pra começar tenho que colocar uma frase que "ganhei" hoje lá no meu canto:

" Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós." (Antoine de Saint-Exupéri

A vida segue seu caminho, sofremos muitas vezes por não aceitar que devemos seguir, querer receber de alguém algo que já não lhe pode dar mais...

Cada um tem seu momento na vida, respeitar o que cada um é, o que cada um pode ser, o que cada um quer deixar de ser, apenas por ele, pela sua própria felicidade e crescimento pessoal é amar...
Amar é muitas vezes dizer adeus!

Beijos nesse imenso coração lindo seu amiga Lena... obrigada mais uma vez pela oprotunidade de ir mais fundo... existe uma conexão com a gente, eu gosto disso!

Priscila Lima disse...

Olá!
Passei para conhecer seu blog, gostei e estou seguindo!

Sucesso!
http://maanuscritoo.blogspot.com/

Alicinha disse...

Às vezes a gente se mantém em um relacionamento que não está mais dando certo, que só faz a gente sofrer, porque tem medo de ficar só. Medo de ter que recomeçar tudo de novo. Conhcer outra pessoa e tal...e a dúvida paira sobre nós: e se essa nova pessoa não vier? Mas temos que ver por outro lado. Melhor ficar só, do que viver sofrendo em um relacionamento falido,que mais cedo ou mais tarde vai ter um fim. É estar se enganando e enganando o outro. nós precisamos aprender primeiramente a ser felizes sozinhos, pois só assim podemos ser cpmpletos em um relacinamento.

Ma Ferreira disse...

Lena... sabe o que eu penso?

Que as vezes temos mesmo que ter essa postura de que a fila anda.

Pq a musica toca..se o parceio não quer dançar, pq a insistencia??

E a auto estima??

Sei lá.. penso que temos que abrir a gaola para o passaro voar.. ele pode voltar.. e se voltar é seu..

E se voar... a fila anda!!

Bjkas com carinho e saudades!!

Ma Ferreira disse...

Lena... sabe o que eu penso?

Que as vezes temos mesmo que ter essa postura de que a fila anda.

Pq a musica toca..se o parceio não quer dançar, pq a insistencia??

E a auto estima??

Sei lá.. penso que temos que abrir a gaola para o passaro voar.. ele pode voltar.. e se voltar é seu..

E se voar... a fila anda!!

Bjkas com carinho e saudades!!

Meire disse...

Sweet Madeirinha, insistir em algo que nos faz sofrer me cheira a burrice do coração e falta de autoestima, deixar a fila andar é inteligência na minha opinião. :)
Tem uma frase que eu gosto:
"A fila anda, mas a catraca é seletiva." num sei de quem é, mas é interessante rsrs

Suas escolhas amadeiradas sempre nos fazem entrar em nosso eu mais profundo e refletir about muitas coisas.
Te amo EstreLeninha e muito!!! bjokitas cristalizadas com mega carinho :)

Toninhobira disse...

Oi Lena, voce sempre com um texto perfeitamente escolhido,este é otimo para dissecar esta expressão tão usada,pelos jovens.Para viver o grande amor ou de como não sofrer por um grande amor.Amor proprio,é tudo na vida e por isso esta fila anda mesmo,mas sempre ter a consciencia onde vamos entrar nesta fila, ou ela passa por nós.
Um abraço amiga e tudo de bom.
Bju.

Leninha disse...

Lena querida,é proprio das pessoas que se subestimam querer sempre alguém do seu lado,para provar sua capacidade de conquista,não se sentem inteiras sem uma pessoa como
"propriedade".
Bela escolha de texto,amiga.
Bjssssssss,
Leninha

RELTIH disse...

USTED SIEMPRE DEJÁNDONOS TEXTOS PARA CONSTRUIR LA VIDA!!
BESOS

Severa Cabral(escritora) disse...

Meu docinho de côco!
me afastei esse final de semana para usufluir de uma amizade que tinhamos nos separado por 38 anos.É um casal de irmãos que vivemos na nossa primeira infância até nossa adolecência,colados;quando o mundo nos chamou nos separamos.Agora o próprio mundo se encarregou de juntarmos.Imagine quantas emoções vivenciamos juntos nesses dias;tivemos que relembrar todo passado em poucos dias...minha cabeça ainda está nas nuvens...
Agora na volta para colocar em dia as visitas dos amigos está sendo lento;criei sem querer uma legião de amigos que merece o meu respeito,então me sinto no direito de pedir desculpas por não está presente na suas páginas,mas voltei e estou me organizando...
Bjs minha linda!

Vilmar Barros de Oliveira disse...

É, as vezes nos aparece a pessoa certa, o seu número, a sua cor favorita, tudo tudo como vc sempre sonhou e mais, mas no momento errado...
E ai, a fila também anda.
Beijo grande.

JAN disse...

É LENA... A "FILA ANDA"!

COMO SEMPRE, SEU "TIRO É CERTEIRO";-)

BEIJÃO

JAN

Ingrid disse...

a fila anda sim!.. mas somente se e vemos como forma de amor e felicidade..
mudar,renovar,rever..
isso também faz a fila andar.. mesmo que seja dentro de nós..
beijos lindinha..