31 de agosto de 2011

Como não ir além do seu limite?





O mundo está uma loucura mas todos só acertam na vida. Não é esquisito isso? Será que só eu e você temos inquietações e erramos?

Será que só eu e você temos a sensação de correr o dia inteiro e ainda estar em falta com alguma coisa no fim do dia? Todo mundo tem dúvidas, mas faz pose de gênio! Os super-heróis atacam por todos os lados. E os seres humanos deixam de viver as ordens do coração para viver num mundo de aparência.

Fico impressionado com o número de pessoas que se enche de dívidas só para desfilar o carro novo para o vizinho, ou para fazer inveja à amiga com a bolsa de marca famosa, ou para deslumbrar a mulher desejada com um jantar além da sua condição financeira. Pessoas que se cercam de bens materiais e conceitos supérfluos para serem admiradas. Pessoas que não sabem como é bom amar alguém. Não conhecem a essência de um relacionamento. Querem apenas impressionar. Aparentar aquilo que não são.

E os pais super-herois? Esses querem que os filhos também sejam super-heróis. Lotam a agenda das crianças com aulas e mais aulas. Elas não têm tempo livre sequer para brincar. A ideia dos superpais é preparar os filhos para o futuro. Mas assim as crianças acabam perdendo a infância. Ou seja, não fazem a única coisa realmente importante para se tornar um adulto pleno.

Gostaria de convidar você a refletir um pouco sobre seus herois. Pense por alguns segundos nas pessoas que você admira. Quando proponho essa reflexão em meus seminários, em geral ouço descrições que lembram os super-herois das histórias em quadrinhos ou do cinema. Herois com superpoderes que nada têm a ver com o mundo real.

Apesar de ter plena consciência de que essa imagem não passa de pura fantasia, a maioria das pessoas embarca nela de cabeça. E se ilude querendo mostrar que são superexecutivos, superempresários, supermães, superprofessores, superamantes.

Não estou dizendo que a pessoa que procura dar sempre o melhor de si em cada ação está errada. Ao contrário. É altamente positivo buscar a excelência em cada coisa que fazemos. Isso não quer dizer, no entanto, que sempre sairemos vitoriosos de nossas batalhas. Ninguém consegue ganhar todas as disputas da vida.

Quem exige de si vencer o tempo todo está se candidatando a viver crises de depressão ou, pior ainda, agir sem ética para vencer a qualquer preço. Quem precisa se sentir importante o tempo todo está criando um grande vazio em sua vida... É preciso estar muito consciente para não embarcar nesse jogo de aparências e não se deixar envolver em atividades sem sentido para sua vida.

Acredite: é possível ser feliz com o que você tem e é. Eu digo, com todo carinho do meu coração: da mesma maneira que é importante tirar das suas costas o peso de ser algo que você não é, também é importante tirar esse peso dos ombros de quem está ao seu lado. Aliás, nem precisamos ser o que não somos nem precisamos ser perfeitos no que queremos ser. Ser muito bom já é suficiente. Temos de ser bons naquilo para o qual temos talento, o que não significa nos exigir sermos maravilhosos o tempo todo.



Roberto Shinyashiki 


Bob Mc Ferrin - Don't Worry Be Happy

31 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia meu docinho de côco!
Na sociedade de consumo onde vivemos,atitudes sensatas são difíceis,a todo instante recebemos ordens de compra,compra e compra.
E quanto aos pais super heróis,
isso implica um sem número de problemas que os levam a agir assim .
O último parágrafo da matéria aborda muito bem o caminho que se deve tomar,as atitudes...gostei muito.
E vc como amanheceu?
Espero que melhor do que ontem.Deixei um e-mail prá vc querida.
Bejos de bom dia!

Ma Ferreira disse...

ROBERTO SHNYASHIKI SEMPRE OTIMO.

LENINHA QUERIDA... VC SEMPRE NOS PRESENTEADNDO COM ESTES TEXTOS QUE NOS LEVAM A REFLEXAO...

ATENDER AS EXPECTATIVAS DO OUTRO.. DIFICIL..EU DIRIA QUASE IMPOSSIVEL..

ATENDER AS NOSSAS .. TAMBEM REQUER UM GRANDE GRAU DE HUMILDADE..

HUMILDADE EM SABER QUE NAO SOMOS PERFEITOS E MUITO MENOS SUPER HEROIS.

HJ TO MEIO ASSIM... ESSE TEXTO VEIO A CALHAR...

SABE AQUELE DIA QUE VC ACORDA PENSANDO...
POR QUE SOU COBRADO POR UM DETALHE QUE NAO FIZ.. QUE SIMPLESMENTE ESQUECI OU ACHEI QUE NAO ER IMPORTANTE.

PORQUE AS ACOES DE UMA VIDA NESSA HORA FICA ESQUECIDA...

E PQ ISSO ME CHATEIA...??
PERGUNTA ESSA QUE TENT RESPONDER..

UM BEIJO NO SEU CORACAO..TE AMO..

MA

Su disse...

bom dia my sweet friend...hehehe

amiga, esse texto foi uma belíssima escolha... além de gostar muito do autor, o assunto que ele aborda faz parte do dia a dia da gente... Não dá pra ser perfeito e muito menos maravilhoso em tudo, nesse final de semana discutia com meu filho exatamente sobre o quanto é natural e importante ter dúvidas, não tem que saber tudo e muito menos fingir que se sabe... Graças a Deus o Rafa tem uma vida agitada, mas dentro do limite... E quanto ao materialismo, bahhhh, isso é a pior parte pra mim, pois além do que sinto com os olhos, com o paladar, coração e alma, o resto é supérfluo... Tem que ter o mínimo necessário, ok! Mas exageros pra que?! Com certeza o simples, o natural fará com que a gente seja muito mais feliz... e os meus heróis, são esses: os que trabalham, lutam por uma vida digna, criam os filhos com educação e vivem quase sempre no anonimato...

beijokas minha bibliotecária mais linda!

Su.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Excelente reflexão! O mundo está repleto de falsos heróis, mas somos culpados por isso, pois somos nóes que os colocamos no pódio! E quantas vezes nos sentimos anti-heróis? Se desmistificarmos o conceito de facto compreenderemos que o herói é alguém tão vulgar e com os mesmos problemas que nós! Bjs

QUIM disse...

Sou daquelas que se exigem vencer todo o tempo...depressões por isso nunca sofri..so depressões do amor...rs..te adoro querida super beijo...

Rô... disse...

oi minha doce amiga,

que bom ler esse texto hoje,
precisava disso para tomar coragem,
decidi hoje não ir trabalhar,e sem culpa,
preciso fazer coisas pra mim,
e tenho o direito,
não preciso ser perfeita,
apenas boa naquilo que faço,
muito obrigada,
você nem imagina o quanto me ajudou...

muitos beijinhos

Rejane de Fátima Pedrosa Ramos disse...

Olá Lena,como gosto e me identifico com seus posts!!
Este veio a calhar com o meu momento.Estou "sumidinha" do mundo virtual justamente pelo investimento na minha vida simples e de real valor.Para encontrar a verdade, ser quem se é , buscar a felicidade dentro de si, é necessário
tempo ,silêncio e muita conexão consigo mesmo.
É minha meta de vida!
Passei rapidinho para deixar um abração.
Rejane

Angel disse...

Obrigada pelas suas palavras!!!


um anjo

marlene disse...

procurar intender as e compartilhar das nescessidades dos outros deixando o egoismo de lado nem sempre se torna facil para todas as pessoas,porque
infelizmente existem pessoas que só se preocupam com o proprio,sentimento
é lindo saber compartilhar,compreender e saber dividir tanto satisfação quanto
deveres bjs minha querida .
marlene

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Lena. Muito bom e profundo o texto, pois relata vários assuntos que nos fazem refletir e muito.
Temos a tendência de nos cobrar, de sermos perfeitos, quando na realidade ninguém o é.
Temos de procurar dar o nosso melhor deixando fluir as ações naturalmente,e não nos massacrando ou aos nossos filhos, idealizando uma perfeição que não existe, uma vez que somos humanos.
Aprimorar-nos no dia a dia, é louvável, mas não sermos neuróticos!
Há de se ter muito cuidado.
Parabéns!
Um excelente dia para você, e fique com Deus!!!!!!!!!!
Beijo grande!

Tânia Camargo disse...

Sabe Lena... Eu ñ preciso de muito para ser feliz...
Minha felicidade está dentro de mim e, embora as vezes alguém a leve para passear por aí... Ela sempre volta, porque aqui é o lugar dela!
Queria tanto que algumas pessoas tbm descobrissem que para ser feliz, ñ precisa o carro importado, a jóia cara, a bolsa francesa... Basta valorizar quem está ao seu lado e viver os pequenos detalhes da vida: O sorriso do filho... A saúde da família... A amizade sincera...

Coisa que ñ são palpáveis, mas que fazem toda a diferença entre viver e existir!

Bjs querida *__*

。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi Lena, uma ótima reflexão!Roberto Shinyashiki é um dos meus favoritos porque ele descreve muito bem a vida como ela é. Nesse ultimo paragrafo ele diz tudo...(Acredite: é possível ser feliz com o que você tem e é. Eu digo, com todo carinho do meu coração: da mesma maneira que é importante tirar das suas costas o peso de ser algo que você não é, também é importante tirar esse peso dos ombros de quem está ao seu lado. Aliás, nem precisamos ser o que não somos nem precisamos ser perfeitos no que queremos ser. Ser muito bom já é suficiente. Temos de ser bons naquilo para o qual temos talento, o que não significa nos exigir sermos maravilhosos o tempo todo). Esse é um exemplo de como prosseguir na nossa vida. Podemos ser feliz com o que temos e o que somos. Beijos grande amiga. Que bela escolha você fez hoje. Parabéns!


Smareis

Calu disse...

Esse prefixo(super) entrou em nossas vidas há algumas décadas e virou capa, escudo, máscara e chapéu ostentado como sendo parte integrante de cada um.Alimentado pela mídia a imagem ganhou troféu de primeiríssimo lugar entre os mais cobiçados e desde então vem fazendo rebanho nas diferentes áreas do viver.Muitos estão tão convictos da sua fantasia que se prejudicam enormemente, como disse o autor, e nem se dão conta ,logo, porque em algum se darão e aí é um desequilíbrio só.
Olhar atento, valorização com medidas e canja de galinha não fazem mal a ninguém.
Bater -papo por aqui é mais que bom ,é intransferível.
Bjos minha linda,
Calu

ϟ Cynthia Brito disse...

Boa tarde, amada Lena!!!

Querida, tudo é possível quando se tem fé,
e a gente gosta de fazer conquistas...
Que a felicidade seja nosso objetivo de sempre!

beijos.

MARILENE disse...

Muiats vezes essa necessidade de não errar vem da educação recebida. Já fui perfeccionista por grande tempo, até me conscientizar de que não existe perfeição. E se existisse, ninguém ia desejar conviver com alguém assim. Acredito que a maturidade nos mostra o quanto é bom ver que as pessoas erram e nos dão a libedade de errar. É assim que aprendemos e passamos a viver mais leves, fazendo de nossas quedas motivo para rir.

Bjs.

♫*Isa Mar disse...

Oi Lena, sou fã dos textos do Roberto.
Eu depois de tanto sofrer estou aprendendo a não me cobrar tanto, afinal os "tem que" nos deixam esgotados não é mesmo?
Estou largando muitos papéis, soltando mais as rédeas de tudo, procurando não me cobrar pelo que não consigo fazer, e se fizer pouco...que seja, mas que pelo menos esse pouco eu faço dando o meu melhor.
Beijos pra ti!

Del Rodrigues disse...

Oi amiga ,...desculpa a demora para vir visitá-la...muita coisa aconteceu e até agora estou ainda sem acreditar. Passe lá no meu blog e veja o que aconteceu....na postagem "Meu blog ganhou o Troféu Rioeduca 2011".E deixe um recadinho.... Fiquei em choque!!! Ando ocupada também com o curso de Gestão online, que estou fazendo da Prefeitura do Rio..ando ficando de "cabelo Branco" , está difícil....mas vou levando! Mil beijocas para vc. Obrigada pelo apoio ! Paz e Luz!

RELTIH disse...

MUY INTERESANTE E INSTRUCTIVO TEXTO. GRACIAS.
BESOS

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
Hoje vim pensando um pouquinho no meu sonho
Por favor Clique no link abaixo.
http://www.mariaalicecerqueira.com/2011/08/prezado-amigo-leitor-e-seguidor-me.html
desde já lhe fico grata de todo o coração.
Muito Obrigada
Atenciosamente
Maria Alice

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
Hoje vim pensando um pouquinho no meu sonho
Por favor Clique no link abaixo.
http://www.mariaalicecerqueira.com/2011/08/prezado-amigo-leitor-e-seguidor-me.html
desde já lhe fico grata de todo o coração.
Muito Obrigada
Atenciosamente
Maria Alice

♫ ♪ Wilson Miguel ♫ ♪ disse...

Oi amiga!

A felicidade reside primeiramente dentro de nós através do amor de Deus. Poucos são os que a realmente encontram...

Um abraço muito carinhoso, Lena

A paz esteja contigo

ANA ROOS disse...

E a vida vai nos exigindo que esqueçamos do que realmente importa, nos impondo modelos irreais, nos afogando na depressão por não conseguirmos ser aquilo que é exigido de nós!

Belo texto Lena, precisamos falar mais com muito carinho para que as pessoas percebam o quanto o amor e a amizade vale mais do que carro do ano, jóia e bolsa de griffe, e aos pais eu não me canso de dizer amem seus filhos, deem a eles amor, e amor não é video-game, computador com internet e muitos bens, amar é dizer a eles que eles são importantes pra vcs...

Quando estava na faculdade uma professora fez um trabalho com a gente que precisávamos escolher alguém próximo a nós para homenageá-los como nossos super-heróis, assim como ela sugeria com os alunos, lembro dela mencionar que um menino que dava muito trabalho na escola escolher seu cachorro... Os pais quando soberam nem entenderam o espanto da professora... Eu lembro que escolhi meu ex marido, na época eu o considerava uma pessoa muito importante pra mim, mas na verdade acho que ele também não entendeu...

Bem super, não somos, nem nunca seremos, e é mais do que bom que os filhos e as pessoas que se relacionem conosco saibam, mas que somos seres... humanos... isso já diz muito não é?

Beijos muito carinhosos no seu coração...

Gisa disse...

Gosto do teus textos e concordo plenamente com a essência deste.
Um grande bj querida amiga

cidinha disse...

Olá, Lena. Sempre uma bela reflexção! São conceitos de grande importância na nossa vida. Devemos ser felizes com o que temos. Tambem não precisamos ser perfeitos e como diz ser muito bom já é suficiente! Bjos com carinho.

Meire disse...

Boa noite, minha linda!! To chegando tarde today, pq ontem a noitão faleceu um tio de papis aqui (daí foi àquela correria e telefonemas pra lá e pra cá), ele já estava mal há uns anos, como disse papis: descansou! Enfim, e vc acredita que enquanto avisavam no celular do meu pai essa notícia chata fiquei sabendo que o filho da minha prima de São Roque nasceu (chama-se Gabriel). Olha a vida presenteando a gente com ironias tristes e alegres ao mesmo tempo. hehe
Páraaaaaaaa tudo agoooooooooora, eu vejo flores brotando de madeira, será que to louca? Nãooooooooooo, é vc cuidando do jardim!! Que lindeza!!!!!

Acho amiga, que a imagem de super-heroi hj pra mim pelo menos é a pessoa que consegue lutar pelos seus sonhos sem passar por cima de ninguém, quem apesar dos pesares que a vida lhe apresenta continua em pé na firmeza do seu caráter. Esse lance de exigir demais de si mesmo não está com nada, temos que ir até onde nossos limites chegam além disso é pedir pra sofrer.
Vc é com certeza uma das pessoas que eu mais admiro, pela força de vontade, pelo carisma, por ser uma doce guerreira!

Espero que sua net tenha voltado, e principalmente que esteja bem. bjokitas com carinho gigante, te amo sempre minha EstreLeninha amadeirada!

Valéria disse...

OI Lena, lindo post,uma linda reflexão pra nossa vida.

bjus
saudades

Doce Menina

Tatiana Kielberman disse...

Lena, querida...

Tudo o que eu precisava ler e assimilar hoje!

Obrigada!!!
PERFEITO!

Um beijo grande e saudade... nunca te esqueço!

mfc disse...

Nesta sociedade estupidamente consumista, os limites são mais que nunca necessários!

Sandra Portugal disse...

Sabe amiga Lena,se vc pudesse me ver agora,me ofereceria um lenco de papel..... Ja tinha lido esse tdxto do Roberto S.,mas nao no estado de espirito de hoje.....Estou exatamente nesse vazio....nesse sentimento de despencar...de nao ser mais a executiva q sempre fui, de perder, de nao ter reciprocidade em reconhecimento e valorizacao no trabalho....
Queria poder largar tudo e sumir, sumir nao......viver de blog.....(tem gente q quer viver di bob....de bobeira)...eu quero apenas ter meu valor percebido....... Nossa esse texto hj bateu como uma flecga certeira na alma....

ॐ Shirley ॐ disse...

Já lhe disse mais de uma vez, amiga, os textos postados por voce, nos ajudam muito. Parabéns pelo bom gosto e mil beijos pra voce, Lena!

Elisa T. Campos disse...

Lena, quê reflexão.
Ostentação para quê?
Pais super-heróis para provar o quê?
Nossos heróis estão tão próximos. No dia a dia que convivemos na conquista
de tudo que almejamos sem perder nossa
identidade.

Linda postagem. Shinyashiki é referência para nos mostrar os limites

Bjussss