8 de agosto de 2011

Como pregar um botão…e por aí vai




Eu nunca fui “prendada”. Nunca soube cozinhar, não sei costurar, não faço artesanato, não conheço truques de limpeza, não faço minhas próprias unhas, não ser dar nó em gravata de marido (ainda bem que ele não usa gravata) e nem dobrar lençol com elástico. Meu prato mais sofisticado é o mexidinho de arroz com ovo. Meu antigo marido e o atual cozinham melhor do que eu. Numa urgência, não prego botão sem espetar o dedo com a agulha. Quando era criança, minha mãe até me ensinou a fazer crochê, mas eu gostava mais de jogar futebol.

O motivo, dá para perceber, é uma mistura de falta de interesse e falta de habilidade.

Mas recebi esta semana um livro muito interessante: "Como pregar um botão – e outras coisas úteis que sua avó sabia fazer".

A autora, Erin Bried, redatora da revista americana Self, dá mais de 100 dicas sobre culinária, limpeza, jardinagem, etiqueta, etc. Tem algumas realmente incríveis. Vou citá-las, mas sem desvendar o segredo, para não deixar o pessoal da editora Civilização Brasiliera chateado comigo:

Como preparar e conservar geleia de morango. Subitamente, a ideia de transformar morangos em geleia me pareceu muito instigante. Vou tentar.

Como usar vinagre para limpar praticamente tudo. Achei incrível! Estou pensando inclusive em passar nos dentes dos meus filhos, já que a dentista sempre reclama que eles não escovam direito. (Ah, a autora fala “praticamente”…Que pena).

Como usar um cachecol. Essa eu achei que sabia. Bastava enrolar no pescoço. Mas estou vendo que é bem mais do que isso. Vivendo e aprendendo.

Como preparar um grogue da chá quente. Eu nem sabia o que era grogue. Fui procurar. É água quente com bebida alcóolica, açúcar e limão. Agora só falta fazer o chá, que serve pra curar resfriado.

Como enrolar um recém-nascido. Esse livro deveria ter chegado uns 13 anos antes. Quase sufoquei minhas pobres crianças, mas eles sobreviveram.

Como ler uma história infantil. Essa me surpreendeu. E são cinco passos! O último é dar um beijo de boa noite. Essa parte eu sempre fiz, mesmo sem contar história.

Como fazer escambo. Sensacional. Vou chamar minhas amigas pra fazer um escambo qualquer noite dessas lá em casa. De preferência vestidas de índio.

Como dançar uma valsa básica. Valsa, básica?

Como brincar de mímica. Ah, peraí. Eu passei a infância fazendo isso. Nisso eu sou boa. Ou não?

Como dobrar um lençol com elástico. Depois dessa, minha vida mudou!

Há algumas dicas nem tão práticas. Cada uma delas valeria um livro inteiro. Vejam só:

Como formar um bom cidadão

Como ser uma boa parceira

Como controlar o orçamento

Como amar seu corpo como ele é

Como conquistar amigos

Como se proteger de perigos


Enfim, entre dicas práticas e outras um pouco, digamos, presunçosas, é um livro legal. Para aprender um pouco (sim, de verdade) e se divertir ainda mais.

Agora dá licença que vou ali amolar uma faca para desidratar uma maçã...



Martha Mendonça 


Coldplay - Yellow


 

27 comentários:

Paulo Francisco disse...

Gostei!!!! eu faço uma porção de coisa - nunca dependi de ninguém.
Uma ótima semana pra você.

Artes e escritas disse...

São informações úteis. Hoje eu gostaria de saber mais de informática e retirar o vírus do meu netbook, mas descobri que sou netburra nesse assunto. Cada um com as suas qualidades e defeitos, chamo um técnico da próxima vez que ele travar. Um abraço, Yayá.

LUCONI disse...

Amiga dei uma sumidinha devido a aniversário de meu netinho, agora já passou e volta às atividades normais, eu acho menina que este livro deve ser bom, a dica do vinagre nos vidros é verdadeira já experimentei, limparam mesmo, um lindo inicio de semana beijos Luconi

Bento Sales disse...

Lena, gostei de sua sinceridade.
Eu também não sei grandes coisas, mas alguns pratos eu sei fazer e quando não sei, invento, às vezes fica bom, outras, nem tanto.
Como se diz: "a ocasião faz o ladrão", se precisar, tenho certeza de que você fará um comidinha saboroso, pois será feita não com a arte culinária, mas com amor.

Muito boa sua dica.

Obrigado pelo comentário solidário no meu blog.

Um grande abraço!

Van disse...

Boas dicas Lena!

melhor ainda o humor do texto, desidratar maçã e amolar faca é a glória.

Eu me viro, tudo que preciso, me empenho corro atrás e nunca fico dependente. A autora disse tudo: falta de interesse, é isso que torna as pessoas inaptas, já que somos capazes de qualquer coisa, se o interesse for grande, e eu me interesso demais por cuidar do que preciso, jamais seria uma dona de casa inapta, mesmo que isto me custasse algumas panelas queimadas e alguns dedos furados, aprendo tudo que preciso quando é preciso.

Beijos e boa semana querida!

Su disse...

bom dia pessoa tão querida...

como adoro passar aqui e ler esses "tesouros" que você "recorta" divinamente tão bem e nos dá assim: de "bandeja"...

amiga, sou do tipo prendada, hehehe, adoro cozinhar, fazer artesanto, mas dar nó em gravata, isso não sei não, e como e seu texto, ainda bem que o Rê não precisa... quando tem uma festa a gente se vira mesmo...rs

Lena, muito bom iniciar a semana te lendo...

Beijos e um lindo dia pra ti!

Obrigada pelos seus carinhos sempre!

Su.

Gisa disse...

Como pregar um botão é sensacional!
Lembro quando estava no colégio em "técnicas domésticas" aprendíamos a pregar botões de diversas formas X,+,em forma de âncora e quadrado...)Adorei
Um bj querida amiga

Vera Lúcia disse...

Olá Lena,
Um texto bem saboroso de ler.
Sou como a Martha (nem tanto), no
que se refere a prendas domésticas.
Não adiantou minha mãe querer me preparar neste sentido. Nunca gostei
ou me interessei. Minha vida profissional foi muito intensa, fora de casa o dia todo, o que não me permitiu desenvolver muitas habilidades do lar. MAS PREGO BOTÃO
MUITO BEM.
Também desconhecia o "grogue da chá quente" e o "escambo".
Beijokas. Um lindo dia para você.

Rô... disse...

oi Lena,

sei fazer várias coisas,
mas acho que dicas são sempre bem vindas,
principalmente com todo esse bom humor,
adorei...
começar a semana rindo,
é um ótimo sinal!!!

beijinhos

Bixudipé disse...

Que bacana, não?

Adorei; abração.

Marly Bastos disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Adorei o texto da Martha. A gente realmente de vez em quando dá de cara com um livro desses, que embora às vezes seja presunçoso, ensina boas coisas. Um dia li um livro de como prender seu homem(não lembro da autora ou mesmo do nome certo do livro), eu pensei que ia falar dessas coisas sobre procederes, atitudes e ele basicamente falava como fazer deliciosas refeições ao amado... Ou seja, laçando seu homens pelo estômago.
Muito bom texto Lena!
Beijokas doces e uma dia maravilhoso pra você, flor mais linda do jardim.

Imac by Artes disse...

Que legal!!!
Amei sua postagem...Você é que está certa.
Abraços! Uma tarde linda pra ti.

Ana Cecilia Romeu disse...

Oi Lena,
texto ótimo! Gostei da valsa "básica" rsrs que bom vir por aqui e descontrair.
Muito obrigada pelo carinho por lá e no blog do Bento!
Beijosss

Luar disse...

Lena

Dei gargalhada, me revi um pouquinho na Marta.
Se mesmo não sabendo esses truques e dicas todos, sou o apaga fogos em casa, imagina se os soubesse, nem tinha tempo para o blog.

Minha beijoka com carinho.

Leninha disse...

Oi Lena querida!Bom Dia!!!Gosto de me ver nas crónicas de Martha Medeiros,mas desta vez tenho diversas coisas que aprendi a fazer depois que a idade chegou,não havendo porque me identificar tanto com ela...cozinho razoavelmente(dá pro gasto)e tenho certos pratos que faço muito bem...costurar,bem, prego botões e faço bainha,artesanato...amo fazer,estou parada,por conta da internet,mas vou voltar,se Deus quiser.
Como vê,amiga,a vida nos ensina...
Bjsssss carinhosos,
Leninha

Sobre o Tempo disse...

Gostei! Muito divertido o post... Bjs

Cacá - José Cláudio disse...

Legal isto, Lena! Eu sempre digo às minhas duas filhas que elas precisam saber fazer de tudo um pouco. Mas não é para se tornarem donas de casa e sim para aprenderem a ser independentes quando o dinheiro for pouco. Ser independente quando se tem dinheiro é fácil e depender de uma outra pessoa para ser sustentada é inaceitável. Saber fazer é sempre um socorro à disposição mesmo que não se lance mão dele. Abraços e ótima semana.

Perfeita Ordem disse...

Muito bom o texto Lena!
Leve,excelente para o início da semana!
Acho que preciso deste livro prá ver se aprendo a fazer algo direito...rsrs
Tenha uma semana muito linda minha amiga,repleta de coisas boas!
Beijinhos.

FlorAlpina disse...

Interessante!
Também pico o dedo a maior arte das vezes a cozer botões!
Lol

Bjs dos Alpes

。♥ Smareis ♥。 disse...

Lena adorei o texto. Sei fazer um pouco de algumas coisas, mas sempre estou procurando aprender mais. preciso desse livro pra me aprimorar mais. Dobrar lençol com elástico eu detesto e nó em gravata eu sou um horror. Quem não gosta de um mexido de arroz rs.Amiga adorei o texto.Uma ótima semana cheia de coisas maravilhosa e sonhos realizados. beijos

smareis

Sandra Portugal disse...

Sou hiper super tiete da Martha Medeiros!!! Até tentei que ela respondesse a entrevista do blog...muita pretensão da minha parte né?
Mas confesso que Martha foi a minha musa inspiradora para começar a escrever as postagens do blog! Ela e Stephenie Meyer (acho que já comentei isso nas postagens iniciais de 2010).

Mas passei por aqui para lembrar que amanhã È O GRANDE DIA!!!! Amanhã estará no ar a sua entrevista querida amiga Lena!
Muito obrigada por estar fazendo parte desse momento de celebração de 1 ano do ProjetandoPessoas!
bjs repletos de carinho e boas vibrações
Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

ArteConsciente.net por Renata Marengo disse...

Oi Lena! Muito bom! Adorei! Passei por aqui para deixar um beijo grande e uma ótima semana! Renata

Ma Ferreira disse...

Migucha..
Amei sua postagemm adorei suas intervenções..
Parabéns e obrigada por me fazer sorrir!!

Bj

Ma

Meire disse...

EstreLeninha mais brilhante do meu céu, adorei o bom humor do texto! Eu não sou prendada, sei apenas me virar na cozinha pq mamis detesta cozinhar, mas a verdade é que sou desastrada: para um prato "pular" da minha mão não precisa muito rsrs
Na "valsa básica" lembrei da minha formatura, desastre total, eu quase pisoteei o pé do meu papis kkkkk pior é que tem filmado essa cena trágica amiga! Sabe uma coisa que sou péssima? Arrumar a cama! Sério, é tão simples para todo mundo e eu num sei pq nunca arrumo certo! hehe

No fim vamos nos virando fazendo o que sabemos fazer, já dá pro gasto :)

Ah e seu comment no meu post "Contagiante" vai para o meu "Carinhos" pq me deixou além das nuvens. Mais e mais palavrinhas suas que encantam minha alma. Vc deixa meu Crystal amadeirado com sua doçura my mom and sister!!!
Amo vc muitão!!

bjokitas com mega, master, híper amor e carinho!!!

Severa Cabral(escritora) disse...

meu docinho de côco!
Preciso sorrir pq passei esses dias sem graça...vc conseguiu...aplauso minha linda...amei...
Bjs de um bom alvorecer!

♥Soniaconsult♥ disse...

E o livro ensina a desculpar-se com os amigos?
Pois estou precisando.
bjos

ANA ROOS disse...

Estava saindo, resolvi olhar mais um pouco, achei interessante esse post, mas cansada que estou ia guardar nos favoritos, porém no rodapé como que me deparo: Coldplay - Yellow!!!!

Amo essa música, e hoje me veio na cabeça quando me preparava pra entrar no banho, amo a letra, a melodia, amo ouvi-la e senti-la, vou voltar pra ler o texto, mas aqui deixo o meu ADOREI, pra música que vc escolheu, menina... minha intuição não me traiu, linda você! Adoro estar aqui!

beijinhos carinhosos no seu coração