20 de outubro de 2011

Deixe que digam, que pensem...




"Pare de escutar as críticas dos outros e comece a dar ouvidos à sua voz interior. Ela, sim, fará você ser feliz de verdade".

Diante de uma crítica qualquer, muita gente se sente diminuída, ofendida, com a autoestima abalada. Aliás, você já reparou que vários elogios podem ser anulados por uma única crítica? Você pode até ser bajulada a todo momento... Mas basta alguém chegar e dizer que você deveria ser assim ou assado que tudo muda - mesmo que a pessoa diga isso de maneira delicada. Aquilo bate forte dentro do peito. Nossa, em situações como essa a gente fica totalmente desconcertada! E, automaticamente, adotamos uma postura defensiva.

É... os seres humanos são muito vulneráveis! Só de imaginar que vai ser criticada, você já muda a maneira de agir, já deixa de fazer as coisas como queria, não se coloca na vida como gostaria... E mais: tem gente que gasta uma vida inteira adotando posturas e atitudes falsas para evitar críticas. Então, preste atenção! Mesmo que você abra mão de ser espontânea para assumir diferentes modelos, jamais agradará a todos. Isso é impossível! E mais: você sempre será criticada por algum motivo.

Quero que você perceba que as críticas não terão esse efeito arrasador se você não der importância a elas. Isso mesmo! Se as pessoas fossem um pouco mais inteligentes, não escutariam crítica alguma. Ou escutariam, mas com muita reserva: "Fulano me disse tal coisa? Será que é verdade? É melhor eu verificar se o que ele disse faz sentido". Você deve tirar conclusões com base na sua própria observação. E o detalhe: sempre com a mente lúcida e tranquila, e com os pés firmes no chão.

O problema de receber críticas é quando a gente dá muito crédito à opinião dos outros. O que isso significa? Que você sempre se coloca em segundo plano. Desde pequenina, dá o lugar aos outros (não importa se está muito cansada), não machuca os outros (não importa quais sejam seus sentimentos)... Tudo é para os outros. O outro vai entrando de tal maneira em nós mesmos que temos um departamento na nossa cabeça que se chama "Os Outros". Pode não haver ninguém controlando suas atitudes, mas você já está se justificando, dando satisfações. Que horror!

Você? Ah, você está sempre em segundo plano, vai ficando lá no fundinho. E é por isso que as críticas magoam tanto seu coração. O segredo é um só: ponha-se sempre em primeiro lugar. Não estou estimulando o egoísmo, mas a autovalorização e a autoestima. Quero que as pessoas dêem importância aos próprios dons e escutem os próprios sentimentos e emoções.

Acredite! O sucesso vem quando a gente deixa de ligar para as opiniões dos outros. Se você cair na loucura de ouvir o mundo para se orientar, vai acabar se arrebentando. E essas pessoas que você tanto considera serão justamente as primeiras a lhe desprezar, a largar você no meio do caminho. Porque a lei é essa: você só pode dar valor a quem tem valor.

Sempre que se deparar com uma crítica, pare e pense: "O que importa é o que eu sinto, não o que essa pessoa sente. O importante é o que eu ouço, não o que o outro fala. O essencial é o que eu penso, não o que o fulano ou o sicrano pensa. Dou valor àquilo que realmente sinto. A natureza me fez responsável por mim e assim o serei - para sempre!".





Luiz Antonio Gasparetto


23 comentários:

Sandra Botelho disse...

Oi amiga, to de volta...hehehehe! Consegui encontrar nesses bares da vida, sentada num cantinho, palida e triste, a minha inspiração.
Tomava um martine, e fumava um cigarro, nos olhos uma tristeza indolente lhe deixava a face vazia. Um barzinho mais ou menos, onde o cantor alcoolizado de olhos vermelhos cantava, Não se váaaaaa!. Quando ela me viu, do canto dos seus labios vi surgir um quase sorriso sabe? Daqueles que querem ,mais não querem sorrir?...Tirei ela dali, pelas mãos, a levei pra ver o mar, pra voar, pra sentir o gosto doce de um beijo e o sabor ardente dos desejos.
Aquela mulher que antes parecia farrapos voltou a se iluminar, jogou o copo fora, apagou o cigarro e voltou pra mim. Estamos nós duas lá no Meu Aconchego.
Te espero, por lá tá?
Bjos achocolatados

AVOGI disse...

dar valor ao que sentimos é o mais importante na vida
kis .=)

Ivana disse...

Lena,
Já passei por situações que refletem esse artigo.E se fosse dar ouvidos( como quase dei) ao modo de pensar e ver de algumas pessoas teria sido ruim pra mim. Todos tem seu espaço, todos tem seu valor, seu talento independente do seu jeito de escrever, pois cada pessoa é única. Hoje vejo que se tivesse me encolhido e desistido não teria tido algumas vitórias que estão me fazendo muito feliz. Auto-estima e autovalorização são fundamentais. Um ótimo artigo, bjo grande!

Elisa T. Campos disse...

LENA

QUE REFLEXÃO

Amo Gasparetto
Eu fazia BIO-DANÇA no Espaço do Ipiranga e as vezes assistia alguns eventos que ele promovia.
Que saudade.

beijusss

Célia disse...

Se estou bem comigo, consigo contagiar os que de mim se aproximarem. Sou muito autêntica e às vezes passo por antissocial... mas eu quero estar bem. Quem de mim se aproximar será assim, caso contrário... Abrs. Célia.

Claudia (Perfeita Ordem) disse...

Tenho aprendido aos poucos,ao longo da vida a ser assim.
Algumas vezes tenho uma recaída...rsrs
Mas a cada dia que passa tenho mais certeza de que realmente não vale a pena tomar qualquer atitude pensando no que o outro irá dizer.
É necessário que tomemos nossas atitudes conforme as nossas avaliações do que consideramos correto.
Por várias vezes tomei atitudes pensando no outro e me arrependi.
Lena,estou morrendo de saudades desse seu cantinho,mas ultimamente quase não tenho tido tempo de passar por aqui e ler com calma esses seus lindos textos.
Não gosto de passar por aqui correndo apenas para dizer que passei,mas tenha certeza de que nunca esqueço nem daqui,nem dessa pessoinha linda que é você!
Beijo minha querida,tenha um lindo final de tarde!
Fique com Deus!

Mariazita disse...

Sempre fui de opinião que um elogio pode obter muito melhores resultados do que uma crítica.
Exatamente porque há pessoas que são demasiado vulneráveis a críticas, não têm força interior para as suportar.
Por norma, se me fazem uma crítica procuro ser imparcial a analisar o que a motivou, mas não é fácil deixar-me abater por ela.
E penso que assim é que tem que ser.

Beijinhos

Leninha disse...

Amiga Lena,boa tarde!

Concordo plenamente com Gasparetto...minha avó sempre dizia:"-Falem mal,mas falem de mim".
É claro que não chego a este ponto,mas não dou a mínima para o que falam de mim(nem sei se falam)
Bjssss,amiga,
Leninha

Luar disse...

Leninha


Quer façamos bem ou mal, estamos sempre sujeitos a criticas.
Desde que seja construtiva, aceito, agradeço e pondero. Quanto às destrutivas, ouço a voz da minha consciência que é a minha melhor amiga.

Beijokinhas...muitass

Imac by Artes disse...

Lena querida!
Ótimo texto, boa escolha!
Concordo com o autor. Dentro de nossa cabeça temos um departamento que se chama "Os Outros"Precisamos nos dar mais importância e pensar menos nos outros... Bastante reflexivo.
Abraços E uma linda tarde.

Alê disse...

Lena,

Creio que a maior parte de nossos sofrimentos vem justamente, porque ouvimos ou outros, ao invés de ouvirmos nosso coração,

Posso estar muito errada, mas...



Bjkas

Denise disse...

Lena, um dia me disseram: até Jesus Cristo foi criticado, incompreendido e chegou a ser crucificado, será q vc é melhor do q Jesus? É o q vc diz, nunca conseguiremos agradar a todos. Para vivermos bem é importante acreditar em nós mesmos e ter um objetivo na vida. Focando nesse objetivo, deixaremos de nos importar com a opinião alheia e buscaremos a nossa felicidade. Muita paz!

Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Gasparetto já me ajudou muito! conheço-o pessoalmente (é amigo de uma amiga, e ele fala na lata -risos).

Sofria muito com isso, até aprender que jamais conseguiria agradar a gregos e troianos. Hoje, procuro agradar e ser amável com aqueles que gostam e se preocupam comigo, porque se voce for ver bem, sempre aqueles que não concordam com voce e te humilham são aqueles que não gostam de voce e não lhe querem bem. E é com eles que voce vai se preocupar? é lógico que aprendi muito também com críticas de amigos, mas estes sabem como te orientar.

Ah, Lena, depois que conheci teu blog queria muito ter mais tempo na vida par poder acompanhar todos os posts. São muito bons. Muitos já me fizeram refletir bastante. Estou gravando alguns para ler com bastante calma. Sabe aqueles que tocam mais na alma, ou às vezes, nas feridas? esses!

Um beijo com carinho!
Liz

Sandra Portugal disse...

Oi Lena, passe lá no ProjetandoPessoas que hoje é a entrevistada do dia é a nossa QUERIDA AMIGA Meire do MyCrystalVisions!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Denise Rodrigues disse...

Oie anjo..passando pra dizer que gostei muito da postagem e dizer precisamos mesmo urgentemente deixar a opinião do outro e viver nossos sonhos! Boa noite

Rô... disse...

oi minha linda amiga,

sabe estive lendo e pensando,
nossa, tem pessoas que gostam mesmo de envenenar nosso coração...
tive uma triste e decepcionante experiência,
nesse mundo da blogosfera,
mas resolvi perdoar,
e esquecer os maus tratos,
afinal,
o que vale é o amor que tenho dentro do meu coração,
e que quero propagar a cada dia mais e dividir com pessoas lindas e iluminadas como você...

beijinhos minha Lena

Palavras disse...

Oi Lena querida,

de nadavai adiantar agradarmos a todos, se dentro de nós, não conseguimos atender às nossas expectativas!
Quem não se valoriza, não consegue o verdadeiro valor de ninguém!!!

Beijos e boa noite!

mfc disse...

Os anos que tenho já me vão permitindo, cada vez mais, uma maior verdade!

ϟ Cynthia Brito disse...

Doce Lena,
que saudades!
Consegui dar uma passadinha aqui hoje. E que beleza encontrei! Ainda hoje tive uma discussão com alguém muito importante sobre esse assunto.
Bom, mas o importante é aquilo que a gente quer, que a gente pensa, que a gente gosta. essa tem que ser sempre nossa preferência! Ou pensamos assim, ou então muita gente vai interferir e bagunçar nossos planos...

Beijinho pra você, amiga poeta!

Alicinha disse...

Texto incrível! Adorei! Posso copiar no meu blog?
Abraços e um ótimo fim de semana!

ValériaC disse...

Lena minha flor, que escolha fantástica...adoro o Gasparetto, acompanho o seu trabalho a anos e muitooooo aprendi e aprendo com ele e com o seu mentor Calunga...nem preciso dizer mais nada, as palavras dele são perfeitas.
Minha querida, fique na paz...beijinhos e divino final de semana...
Valéria

Toninhobira disse...

É preciso saber estar sobre as criticas ou do contrario,vem a avalanche de almas despedaçadas.
Crer e ser e assim fazer por merecer ser cada vez mais inatingivel pelas criticas que nada acrescentam.
Belo passeio por aqui.
Sempre com minha admiração,meu terno abraço de paz e luz.
Bju.

Meire disse...

Amiga, eu tinha que vir comentar esse texto, eu vi no dia que ia pegar a estrada, mas como estava correndo não quis comentar com pressa.
As coisas do Gasparetto são verdadeiras lições a serem colocadas em prática. Gosto dele porque não tem papas na língua, fala e muitas vezes seus textos ou palestras parecem um chacoalhão para gente acordar, com uma pitada de humor em alguns textos.

E realmente só nos atinge aquilo que deixamos. Nós é que escolhemos o que dar mais atenção na vida. Problemas todos temos, mas se vivermos em função deles e do que as pessoas pensam ou acham a nosso respeito estamos ferradas, né Lenita?!!! Para mim a maior verdade de cada está dentro do coração.
Não existe frase mais verdadeira que esta: Aperte o fod@-se e seja feliz. ehehe

bjokitas amadeiradas ;)