19 de outubro de 2011

Pergunta pra ele, uai!!!


Outro dia, estava no MSN, conversando com uma amiga mineira, de Belo Horizonte. Ela me contava sobre a relação que vinha tendo com um rapaz há alguns meses. Eu já conhecia a história e vinha constatando uma angústia recorrente nela.

O fato é que o tal pretendido aparecia de vez em quando, comportava-se como um verdadeiro Don Juan, mas depois sumia por dias... o que provocava nela o que eu costumo chamar de ‘cara de ué’, ou seja, um ponto de interrogação interno, um ‘não-sei-o-que-faço-agora’ que, geralmente, nos deixa sem rumo...
Ansiosa e confusa, ela começou a me falar de como estava se sentindo, como era difícil estar numa relação tão incoerente e como gostaria de esclarecer a situação de uma vez por todas.

Contou-me que, quando estavam juntos, ele era carinhoso, atencioso e parecia gostar bastante da companhia dela. Entretanto, se saíam, era porque ela ligava e sugeria um encontro. Nos dias seguintes, porém, ele não dava sinal de vida... ao que ela o procurava e ele rapidamente se manifestava: Poxa, você sumiu. Estou com saudades....

Daí, na tentativa de entender o que é que estava acontecendo, já que ele demonstrava, ao mesmo tempo, interesse e desinteresse, começou a disparar uma série de indagações, cujas respostas provavelmente já vinha tentando descobrir a semanas:

- Rô, por que será que ele é tão carinhoso quando está comigo?

- Será que gosta mesmo de mim?

- E se gosta, por que some depois, não me liga, não me procura?

- Será que tem outra?

- Será que não tá a fim de namorar ninguém?

- Você acha que devo ligar de novo e convidá-lo para sairmos?

- Mas pode ser que ele só queira ficar comigo, não é?

- O que você acha que ele quer?


E enquanto ela disparava suas dúvidas feito atirador com uma metralhadora nas mãos, fiquei pensando em como costumamos alimentar fantasias; no quanto insistimos na ideia – tão equivocada – de que devemos tentar ‘descobrir’ as respostas em vez de fazer as perguntas certas para a pessoa certa!

Conversamos com a melhor amiga, o terapeuta, a mãe, o irmão ou com quer que seja que confiemos o suficiente para escancarar toda nossa insegurança diante de uma situação que só pode nos fazer sentir assim: inseguros! Mas não nos atrevemos a conversar justamente com a pessoa cujo comportamento tem nos causado toda essa aflição!

E como até aquele momento eu não havia me manifestado, por um simples e óbvio motivo – o de que EU NÃO SEI E NÃO TENHO COMO SABER, já que não conversei com ele – aproveitei a pergunta-chave que ela me fez!



Ao indagar: O que você acha que ele quer?, eu imediatamente respondi:

- Pergunta pra ele, uai!!!

Ela ficou em silêncio por um tempo e depois escreveu: como assim?!? , demonstrando o quanto essa possibilidade de falar clara e diretamente a assustava, a decepcionava e a deixava em pânico...

Daí insisti, para provocá-la:

- Bem, se você quer saber a verdade, só existe uma maneira – fazendo a ele exatamente todas as perguntas que acabou de me fazer. Porque, afinal, só ele tem as respostas!

Mas ela ainda retrucou: mas, Rô, ele pode achar que estou cobrando, querendo uma decisão da parte dele! .

Ok, querida, então vamos lá:

- E não é exatamente isso que você ta me dizendo que quer saber? Que importa o nome que isso tem – se cobrança, se pergunta, se desejo de entender ou qualquer outra expressão? Agora, se você está com medo de ouvir a resposta, talvez então deva rever sua postura e assumir que prefere ficar na dúvida a correr o risco de ouvir uma verdade que vai doer... A escolha é sua e você tem o direito de querer ficar na dúvida, mas precisa saber qual é a escolha que está fazendo!
Depois de outro silêncio, ela escreveu:

- Acho que você está certa. Vou pensar melhor no que quero...

Pois sugiro que façamos isso sempre. Que fiquemos atentos. E, acima de tudo, que aprendamos a fazer as perguntas certas para a pessoa certa, de forma clara e direta!

Porque embora a clareza ainda nos assuste tanto e possa realmente nos machucar, é somente ouvindo-a ou estando cientes de que não desejamos ouvi-la neste momento, que poderemos baixar a ansiedade e parar de sentir tanta angústia diante da dúvida...



Rosana Braga
  
  
       

27 comentários:

Rô... disse...

oi querida,

a sinceridade para mim é fundamental em qualquer tipo de relacionamento,
e as dúvidas tem que ser eliminadas,
senão não existe relação...
adorei os uais...
aqui em casa com meu mineirinho,
isso já virou rotina...

beijinhos

An@ disse...

Concordo.
Muitas vezes não questionamos a pessoa certa porque temos medo das respostas mas afinal o que pode ser pior?

O medo da resposta ou viver no meio de tanta incerteza que no fundo também não nos faz bem?!

Gostei do post

Beijos
Um dia feliz

Su disse...

Bom dia moça querida...

às vezes a gente fica adiando "saber" o que tanto nos incomoda, é seria tão simples, né?! Basta perguntar e se preparar para a resposta, que tantas vezes !inconscientemente, já temos dentro de nós mesmas... Minha amiga querida, excelente esse texto... muito bom mesmo! Estava com saudades de ti, perdoa meu "sumiço", mas não tenho conseguido acompanhar os blogs amigos com a frequência de antes, estou com muito trabalho "pra todos os lados"...rs Mas saiba que não me esqueço de ti minha bibliotecária mais linda!!!

Beijinhos no coração e um dia pra lá de lindo pra ti.

Su.

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Querida Lena:
A dúvida ou a incerteza é bem pior do que ter a certeza de algo que nos magoa. Por vezes, as pessoas preferem não saber, não perguntar para não ouvir aquilo que temem ouvir, ou que têm a certeza que vão ouvir. E, assim,vão vivendo nessa "doce angústia", nesse sofrimento feliz"... Até quando? Quando conseguirão abrir os olhos e encarar de frente o fantasma e perceber que aquela relação não as faz felizes e bater a porta? Preferem que seja essa tal pessoa a bater a porta todos os dias, a cada momento?
Um grande abraço, minha Querida Lena e obrigada pela sua carinhosa visita.

Célia disse...

Transparência. Cumplicidade. Realidade. Respeito. Liberdade... Só assim se consegue harmonizar um relacionamento amoroso ou não. Melhor o enfrentamento do que maquiar a realidade! Abraço, Célia.

.:*Aline*:. disse...

Eu prefiro muito mais saber a verdade do que ficar alimentando ilusões em meu coração. Acho que antes de tudo devemos nos amar, nos sentir seguras e aceitar as verdades que aparecem em nossas vidas.
Viver de fachada pra mim não cola mais.
Bjus

Ivana disse...

Ela estava protelando ouvir o que provavelmente ela já sabia. Cada pessoa é de um jeito. A pessoa insegura precisa da aprovação de alguém (importante na nossa vida) antes de tomar alguma atitude.
Um dia lindo pra você. Bjo grande!

Fatima disse...

Tem um texto da Oprah Winfrey que gosto muito e que fala exatamente deste assunto. Tomo a liberdade de deixar aqui para vc ler:

Se um homem quer você, nada pode mantê-lo longe;
Se ele não te quer, nada pode fazê-lo ficar.
Pare de dar desculpas (de arranjar justificativas) para um homem e seu comportamento.
Permita que sua intuição (ou espírito) te proteja das mágoas.
Para de tentar se modificar para uma relação que não tem que acontecer.
Mais devagar é melhor. Nunca dedique sua vida a um homem antes que você encontre um que realmente te faz feliz.
Se uma relação terminar porque o homem não te tratou como você
merecia,”foda-se, mande pro inferno, esquece!”, vocês não podem “ser amigos”. Um amigo não destrataria outro amigo.
Não conserte.
Se você sente que ele está te enrolando, provavelmente é porque ele está mesmo. Não continue (a relação) porque você acha que “ele vai melhorar”.
Você vai se chatear daqui um ano por continuar a relação quando
as coisas ainda não estiverem melhores.
A única pessoa que você pode controlar em uma relação é você mesma.
Evite homens que têm um monte de filhos, e de um monte de mulheres diferentes. Ele não casou com elas quando elas ficaram grávidas, então, porque ele te trataria diferente?
Sempre tenha seu próprio círculo de amizade, separadamente do dele.
Coloque limites no modo como um homem te trata. Se algo te irritar,faça um escândalo.
Nunca deixe um homem saber de tudo. Mais tarde ele usará isso contra você.
Você não pode mudar o comportamento de um homem. A mudança vem de dentro.
Nunca o deixe sentir que ele é mais importante que você… mesmo se ele tiver um maior grau de escolaridade ou um emprego melhor.
Não o torne um semi-deus.
Ele é um homem, nada além ou aquém disso.
Nunca deixe um homem definir quem você é.
Nunca pegue o homem de alguém emprestado.
Se ele traiu alguém com você, ele te trairá.
Um homem vai te tratar do jeito que você permita que ele te trate. Todos os homens NÃO são cachorros.
Você não deve ser a única a fazer tudo…compromisso é uma via de mão dupla.
Você precisa de tempo para se cuidar entre as relações. Não há nada precioso quanto viajar. Veja as suas questões antes de um novo relacionamento.
Você nunca deve olhar para alguém sentindo que a pessoa irá te completar.
Uma relação consiste de dois indivíduos completos,procure alguém que irá te complementar… não suplementar.
Namorar é bacana. mesmo se ele não for o esperado Sr. Correto.
Faça-o sentir falta de você algumas vezes… quando um homem sempre sabe que você está lá, e que você está sempre disponível para ele, ele se acha…
Nunca se mude para a casa da mãe dele. Nunca seja cúmplice (ou co-assine qualquer documento) de um homem.
Não se comprometa completamente com um homem que não te dá tudo oque você precisa. Mantenha-o em seu radar, mas conheça outros…
Compartilhe isso com outras mulheres e homens (de modo que eles saibam). Você fará alguém sorrir, outros repensarem sobre as
escolhas, e outras mulheres se prepararem.
O medo de ficar sozinha faz que várias mulheres permaneçam em relações que são abusivas e lesivas: Dr. Phill
Você deve saber que você é a melhor coisa que pode acontecer para alguém e se um homem te destrata, é ele que vai perder uma coisa
boa.
Se ele ficou atraído por você à primeira vista, saiba que ele não foi o único.
Todos eles estão te olhando, então você tem várias opções.

Faça a escolha certa.


Bjs.

Cristina Ramalho disse...

Perfeito! Já passei por isso, e perguntei por MSN mesmo, não ouvi o que queria, mas acho que o que esperava no fundo, mas aprendi que: "A resposta certa, não importa nada, o essencial é que as perguntas estejam certas." Mário Quintana.
bjos,

Alê disse...

Melhor perguntar e sofrer naquele momento,

Que arrastar uma situação que vai te sufocando,


Bjkas

Mafalda S. disse...

Sinceramente, sou adepta de quando está escrito: "aprendamos a fazer as perguntas certas para a pessoa certa, de forma clara e direta", porque a falar é que a gente se entende.

Beijo

mfc disse...

As meias tintas deixam-nos com o coração nas mãos!
Ou é... ou não é!

Elisa T. Campos disse...

Outra reflexão.
Talvez muito comum nos dias de hoje, onde nos relacionamentos usam a palavra "Estou ficando".

A relação deve ser discutida quando vem a dúvida.
Bom texto
bjs

manuel marques disse...

Nunca fique em débito com o amor...

Beijo.

Bloguinho da Zizi disse...

O medo da verdade faz com que as pessoas se encolham no seu cantinho imaginando respostas.
Mas é melhor sofrer com a verdade que viver na ilusão.

Beijinhos Lena

ॐ Shirley ॐ disse...

A Rosana Braga sabe das coisas , hein? Dispara flechas certeiras enquanto vamos vestindo a carapuça. E você, Lena, tem muito bom gosto. Beijo carinhoso, querida!!!

Michele Santti disse...

Boa..rs Pergunta 'uai'

A questão é que a mulher tem mania de projetar o que deseja no homem. Talvez ele já tenha deixado claro o que ele quer... mas, talvez não seja o que ela queira.


Beijo querida,

Calu disse...

Linda Lena,
deu-se aqui um par de acertivos textos sobre o tema.Ambos esclarecedores, ambos disseminadores das questões muito comuns nos relacionamentos atuais:qual a verdadeira natureza deles?Compromisso ou diversão?
Só perguntando mesmo, afinal, o que move o mundo não são as respostas, mas as Perguntas!
È difícil, mas é preciso vermos tudo por inteiro.
Òtima questão.
Bjos mil,
Calu

JAN disse...

é...ser direto é sempre bom... foco!

abração
jan

Aleatoriamente disse...

Lena, gostei.
Ir diretoao assunto é amelhor maneira de resolver um problema.
Afinal as dúvidas crescem, e a pessoa fica ansiosa sem necessidade.
Ou por quem não merece.

Beijinho amada.

Palavras disse...

Oi Lena,

se já temos o não, porque não correr atrás do sim!!! Esta é uma premissa que uso muito!

Ótimo texto!

Bjs Lena querida!

Meire disse...

Madeirinha linda, e se a gente num pergunta pra ele ficamos com a dúvida pairando na nossa cabeça forever! O importante em qualquer situação é falar, perguntar o que quer que esteja nos atordoando, se a resposta vai ser boa ou não é o de menos, pq ao menos tiramos a dúvida. Muito bom o texto amiga, cá entre nós, já passei do momento de dúvida! Já conversei com ele, uai! rsrs

Beijokitas recheadas de muito amor na sua bochecha linda!!! ;)

cidinha disse...

Oi, Lena. O post nos faz refletir nossas atitudes frente ao amor. Medo da verdade, falta de díalogo. As vezes é preciso ouvir um não para rever nossas atitudes e posição diante de um relacionamento. Bjos e todo meu carinho!

Ana Rita Profirio disse...

Amei seu blog! Vou está sempre por aqui! Te convido a conhecer o meu,
se você quiser, vou adorar ter voce
no meu cantinho!Beijinhos!!
Quanto ao seu texto eu acho que ir direto ao assunto é o melhor a fazer.

Márcia disse...

Amei seu blog, já estou te seguindo. Quando puder da uma passadinha no meu taperacomclasse.blogspot.com
Um grande dia, bjus!!!

Vinicius. C disse...

Ola Lena!!

Faz um tempinho que não navego por aqui- que saudade!

Deixo meu beijo e desejo a vc uma ótima tarde!

Espero por vc no Alma!

Pocahontas disse...

Muitas vezes nos escondemos na máscara do medo e com isso temos uma maior chance de nos machucarmos no futuro!!! O que deve ser feito muitas vezes não conseguimos fazer, mas é como vc disse, só ele pode responder o que ela deseja saber!!
Ótimo texto!!!
Bjx