5 de novembro de 2010

Suas atitudes na internet afetam o seu trabalho?




Na última semana, manifestações de desrespeito, preconceito e ódio nas redes sociais roubaram a cena da eleição presidencial. Muita gente usou o E-mail, o Facebook e o Twitter para atacar  ou defender algum candidato com vistas a incitar agressões e discriminação.

Usamos a internet para quase tudo, inclusive quando queremos reclamar, desabafar e mostrar indignação. Quando a coisa descamba para o preconceito e o discurso de ódio, entramos no terreno do crime, ser despedido é o menor dos problemas do criminoso. Mas se recuarmos muitos passos e ficarmos só no terreno da falta de noção mesmo — por exemplo, criticar publicamente colegas, parceiros comerciais e clientes –, já encontramos um verdadeiro campo minado, prontinho pra explodir o emprego dos desatentos.

Isso acontece porque ainda não sabemos ao certo como lidar com a vida virtual. A sensação é de que ela é distante e acontece em paralelo à vida real. Em mais uma tentativa de entender como usamos tecnologia, a Nokia encomendou uma pesquisa a respeito, feita no Brasil e divulgada semana passada, com um tópico só sobre carreira. Eis alguns resultados:

- apenas 3% relataram já ter tido algum problema por falar mal de colegas nas redes sociais (por enquanto);

- 59% usam a internet no expediente para relaxar, acessando portais e redes sociais;

- 62% também usam a internet no celular para resolver questões do trabalho;

- 95% acham que a internet e a tecnologia ajudaram na carreira.

A pesquisa se chama “Mais do que a tecnologia, é o que você faz com ela” e foi feita pela Nokia com o Instituto TNS. Foram entrevistados 601 homens e mulheres, com mais de 16 anos, que moram em seis regiões metropolitanas e responderam ao questionário online. Os participantes têm idade média de 34 anos, trabalham em período integral e acessam a internet várias vezes ao dia.

E você, sabe as regras da "netqueta" na internet?


Daniella Cornachione


Um comentário:

Anatolio Pereverzieff disse...

Como sou aposentado e ainda trabalho, exerço várias atividades como por exemplo: escrever e realizar obras com mosaicos, ferro, madeira...
principalmente reutilizando materiais. Mas não deixo de escrever na net também, blog, etc.
Distrai, onde não precisamos correr atrás de jornais,lemos o que queremos!
E quando vem algo à mente escrevo, leio, contacto pessoas. Sou fã incondicional da tecnologia.