2 de março de 2011

As coisas boas da vida



Em nome da ciência, os acadêmicos estudam até as mais misteriosas partes da nossa fisiologia: o sistema nervoso. No entanto, o que se sabe sobre ele? Nos livros didáticos, o sistema nervoso é, na maioria das vezes, definido como a parte do corpo que coordena as respostas aos sentidos. Se tocamos em uma chapa quente, o sistema nervoso reage. No caso da dor é fácil imaginar um trabalho mecânico de estímulo e resposta. Porém, essa explicação deixa dúvidas: por que, às vezes, sentimos tanto prazer com uma deliciosa refeição, bebida, sexo ou uma companhia agradável, que ignoramos os outros estímulos? Essa e outras perguntas são respondidas pela neurocientista Suzana Herculano Houzel, no livro de "Sexo, Drogas, Rocknroll...& Chocolate", dedicado a divulgação científica das novidades das neurociências.

Por que sexo, comida, bebida e música provocam impressões interiores que aparecem de forma diversa em cada um e em momentos diferentes? São emoções e não estão relacionadas apenas com estímulos externos, ao contrário das interpretações dos textos sobre sistema nervoso. O que motiva algumas pessoas a ouvir música alta, tomar drogas, fazer sexo sem camisinha, comer muito chocolate, mesmo sabendo que do perigo que corre sua saúde? Essas e outras questões procuram ser respondidas pelas novas pesquisas em neurociências.

"Até os últimos cinco anos, as pesquisas em neurologia quase não apareciam na mídia. Porém, com o interesse econômico por novos medicamentos, a preocupação com as drogas, a compulsão e a depressão, entre outros motivos, as editorias de ciência se tornam recheadas de estudos de todas as partes do mundo, relacionando as emoções e o sistemas nervoso", explica Suzana.

Essas pesquisas tratam do maior responsável pela motivação, o chamado "sistema de recompensa", que antecipa a sensação de prazer, impulsionando o organismo em busca da recompensa. Ele é ativado a partir da associação das sensações de hoje com as do passado. A forma como o sistema nervoso de cada um trabalha as boas lembranças na memória afetiva é uma incógnita. A memória é resultado da combinação entre genética e a influência do social. Por exemplo, alguém que tem tendências genéticas a gostar de chocolate e cresceu associando o chocolate a boas lembranças, quando o sistema nervoso sente o cheiro e associa ao chocolate, logo o sistema de recompensa começa a se deliciar. Ao se tornar ativo, ele antecipa o prazer de comer chocolate.

A antecipação do prazer pelo sistema de recompensa é responsável pelos impulsos que podem levar até à compulsão, por exemplo, por jogo, por compras ou por comida. A compulsão exagerada resulta de um desequilíbrio do sistema de recompensa, que antecipa o prazer mas não consegue encontrar a retribuição esperada nas atividades antes prazerosas.

No caso das drogas, os fortes componentes químicos estimulam o sistema de recompensa muito além de seu ponto de equilíbrio. O prazer das drogas é imbatível. Uma vez sentido, nunca mais será recompensado da mesma forma. Os efeitos colaterais também são incertos e irreversíveis. Vale a pena sentir o prazer da cocaína com a certeza de que não experimentará aquela sensação novamente? Assim como o prêmio esperado pelo viciado nunca mais será atingido, alguém que perdeu o controle do consumo de bebida alcóolica nunca será capaz de voltar a sentir com o álcool o mesmo prazer que experimentou um dia.


Simone Muniz

11 comentários:

soniaconsult disse...

As drogas e o alcool atingem mesmo!
Eles continuam a buscar aquela primeira sensação e nunca conseguem alcançar.
Eu sinto esta sensação pelo chocolate sou uma chocolatra.
Aliás precisava ser chocolate na imagem?
Um bom dia Lena, beijus achocolatados

R.B.Côvo disse...

Gostei do seu texto. Bastante esclarecedor. Aprendo sempre alguma coisa no seu blog. Abraço.

Kiro Menezes disse...

Muito bom o texto, amore!

No meu caso, beijo na boca (inigualável), chocolate e cigarro...!

Quando o limite do meu corpo é atingido, essas são coisinhas que me aliviam.

Feliz ou infelizmente, acontece raramente de meu limite ser desequilibrado. Normalmente a poesia me supri...

Me basta descrever meu interior e eu me sinto mais leve... Por isso tantos blogs... kkkkkkkkk'

Beijos linda ♥

Julliany kotona disse...

Amei o post flor... seu blog ta lindo teadoro muito bjks boa quarta feira^^

Kiro Menezes disse...

Oi amorinha...

Olha

esses são os meus selinhos:

http://diariodakiro.blogspot.com/2011/03/selinho-de-qualidade.html

pra vc, e essa é a homenagem que fiz:

http://diariodakiro.blogspot.com/2011/03/lena-blog-amadeirado.html

Te parabenizando por seres linda e cheia de vida, ter essa coisa gostosa no seu jeito de ser, que encanta e atrai!!

Parabens pelos blogs...

^^

os selinhos é só copiar e colar no seu... ♥

AOSOLHOSDAALMA.BLOGSPOT.COM disse...

Oi minha amiga que coisa conseguiste atingir meu ponto fraco o chocolate
descobriste em que eu sou viciada
Hum,hum,hum,que delicia,um bj querida udo de bom.
Marlene

Kiro Menezes disse...

Taí fofíssima:

http://diariodakiro.blogspot.com/2011/03/o-que-lena-disse.html

E vc merece simmm todo o carinho do mundo!!!

^_^•

Mil beijos amiga que amoo!!!

Lena disse...

Quero agradecer a todos os meus queridoa amigos, conhecidos ou não, em nome da Soninha e da Kiro, o surpreendente presente que ganhei pelos 100 seguidores. Essas garotas fantáticas me fizeram uma grata surpresa no recém criado blog:
http://diariodakiro.blogspot.com/2011/03/o-que-lena-disse.html
Apareçam por lá para poderem compartilhar comigo dessa alegria. Bjs.

Kiro Menezes disse...

soniaconsult disse...

fui

Leandro Ruiz disse...

...nada é igual, quando perdemos a essência...

Paz e Bem!!!