9 de junho de 2011

Eles e elas





Ela tem fome de amor. Ele, de sexo. Ela quer enlace. Ele não pensa em compromisso. Parecem até incompatíveis. Mas seus caminhos se cruzam e há uma vontade irresistível de se encaixar um no outro. O homem sonha com várias mulheres, cada uma mais maravilhosa do que a outra; a mulher sonha com um homem extraordinário, com uma paixão total. Quando o homem pensa na conquista, pensa no ato sexual. A mulher busca romance.

A realização do homem acontece no encontro erótico: começa e acaba ali. Para a mulher, as coisas não são tão simples, ela quer ser lembrada, fazer-se desejada depois do encontro, no dia seguinte, no outro e ainda no outro... Para o homem, o tempo passado com sua amante é um tempo livre de preocupações, de prazer e no esquecimento. Já a mulher sente necessidade de amar de modo contínuo e também de ser amada dessa forma. O homem sabe que para provocar o desejo numa mulher, basta um gesto, um toque, uma palavra. E, uma vez atingido seu objetivo, que é a relação sexual, esse encontro pode cair no esquecimento.

Da perspectiva masculina, sentir atração por uma mulher, fazer amor com ela, não significa necessariamente pensar em construir um futuro, constituir família, realizar um grande amor. O ato sexual em si já lhe basta. Talvez sem vínculos, sem acordos, sem compromisso, o prazer seja ainda maior. Para a mulher, torna-se assustadora, incompreensível, a facilidade com que o homem se desliga e vai embora, para reaparecer algum tempo depois como se nada de anormal tivesse acontecido. Pois a mulher deseja continuidade, enlace, vida a dois. E assim seus caminhos se cruzam. No começo da revolução sexual, adotamos a idéia de que homens e mulheres deveriam se assemelhar em tudo.

Agora reconhecemos que, embora eles se pareçam em inúmeros aspectos, também apresentam muitas diferenças. Para o homem, o prazer sexual vem antes de tudo, enquanto a maior parte das mulheres diz que necessita da ternura, do carinho, dos toques amorosos mais do que do ato sexual propriamente dito. Matar sua fome de sexo não é tão imprescindível quanto matar sua fome de amor.

Existe no erotismo masculino um anseio de liberdade, um ingrediente que se opõe ao vínculo, à responsabilidade. O homem procura afastar tudo o que o aborrece, quer sempre ter o direito de escolher, de recompensar quem lhe dá prazer, e de descartar, quem não lhe dá.

Já o erotismo da mulher é baseado em um desejo permanente de agradar. Às vezes, de uma relação amorosa, o homem consegue se lembrar com nitidez de apenas alguns encontros eróticos. Para isso, anula, coloca entre parênteses, a história da relação. Quase sempre essas lembranças são visuais e têm a ver com o início da relação. Lembra-se, por exemplo, com intensidade impressionante, do momento da entrega da mulher, da rendição. Já a mulher lembra-se das datas, dos detalhes, do dia-a-dia do amor. Mas, por outro lado, o homem se envergonha de admitir que ele também tem necessidade de afeto, que teme a solidão e que, tanto quanto a mulher, tem fome de amor profundo.

Muitas vezes, penso que homens e mulheres são imensamente diferentes, até incompatíveis. Mas, apesar de tudo, existe uma necessidade intensa de acoplamento. Se homens e mulheres parecem incompatíveis, talvez seja porque eles tenham realidades emocionais diversas. Por isso, parece mais fácil, às vezes, a amizade entre duas mulheres ou mesmo entre dois homens. Mesmo sendo tão difícil o entendimento, homem e mulher continuam tentando. É isso que poderíamos chamar de "desafio do diferente". Ou seja: apesar dos desencontros, das dúvidas, dos desesperos, existe uma espécie de vontade irresistível de se encaixar no outro.



Maria Helena Matarazzo


The Beatles -  Because


31 comentários:

Ma Ferreira disse...

Oi Leninha..tudo bem?
Aqui chuva frio...e saudades.

A sua postagem por si só já diz tudo.
Somos eternas sonhadoras. Criamos uma fantasia em nossas cabeças e as vivenciamos.
E da-lhe romance.. Telefone toca coração acelera..
Somos pura emoção.
Os homens a propria razão.
E não compreendemos. Ja nos sentimos rejeitadas, ja queremos compromissos.
Com raras exceções é claro.
Acredito que a quimica do corpo da mulher é diferente da do homem.
Deve ter algo a amis ou a menos no cerebro...sei lá..rs

Mas na verdade um não vive sem o outro..as diferenças se atraem..
e no final..da tudo certo..ou tudo errado..rs

Um beijo querida...te amo!!
Ma

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

"existe uma espécie de vontade irresistível de se encaixar no outro."
Creio que isso faz parte da ordem natural das coisas, os opostos se atraem e com certeza se encaixam melhor...
O texto é muito competente Lena. Parabéns pelo post.
Beijokas e fica com Deus.

SOL da Esteva disse...

"...homens e mulheres são imensamente diferentes..." mas, por isso mesmo, se completam quando o Amor é...AMOR.

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Yasmine Lemos disse...

Oi Lena,
Por que será então que somos muito mais fortes na perda de uma amor do que os homens ?Na prática livres ,mas no fundo mesmo totais dependentes de nós mulheres.O romantismo feminino é enraizado nas nossas origens,sonhar é um estado emocional que temos como escudo,pois sempre nos levantamos após a queda e tropeços.beijos e uma tarde linda pra vc

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Lena
O homem em todas as reações, até não encontrar a mulher que o dome, aí fica manso igual um carneirinho.
Bjux

Yasmine Lemos disse...

Você merece Lena .um beijo grande!

MARILENE disse...

Essas diferenças só complementam e estão fora do "leito" (rss). Momentos de entrega afastam todas elas e ambos se rendem ao prazer da união.

Bjs.

Perfeita Ordem disse...

Muito interessante!
As coisas não precisavam ser tão complicadas assim,não é?
Mas acho que vale a pena continuarmos sempre tentando,buscando esse entendimento,mesmo que ele nunca chegue.
Linda noite querida!
beijocas.
Claudia.

Mari Amorim disse...

Oi,Lena.
É a química!
Deixo-lhe um abraço cheio de boas energias!
Mari

LUZ disse...

Olá LENA,
Li duas vezes o texto postado por si.
Na realidade, tudo se passa quase assim. Já vi homem a chorar, por mulher, que partiu, ou o trocou por outro.
Só são bons na cama? Tão pouco!!!
E a inteligência da "cabeça de cima"? A outra sabemos, que é burra , analfabeta, cega, surda e muda (e qdo não é muda, só dizem palavrões, para ajudar a cabeça de cima, porque senão não conseguem atingir... o paraíso).
Que frustração!! Adoro homens, mas o Criador podia ter arranjado coisa melhor. Desígnios de Deus!
Estou de acordo com o Wanderley, O homem tem de encontrar a "tal". Depois, vira cachorrinho.
É evidente, que nós mulheres, temos muitas culpas no cartório.
É necessário alterar mentalidades, depois o coração obedece ao cérebro. Não tenham dúvidas, minhas amigas.
Abraços com luz.

Alê disse...

Uma das coisas que mais demonstra nossas diferenças: nossas expectativas nos relacionamentos,

Mulheres querem romance, homens nem sempre.

Uma gangorra e tanto,

(...).


Um beijo enorme

Peônia disse...

Somos diferentes para nos completarmos.
ótimo post, como sempre!
Beijos querida!

Milene R. F. S. disse...

Ah essas diferenças... realmente elas existem, nós mulheres desde o início sonhamos com romance e o homens procuram sexo... apesar disso não acredito que os homens também não procurem romance e sim que no começo não queiram isso, só querem amor, romance, compromisso quando se apaixonam e a minha experiência e observação me diz que os homens em geral tem mais dificuldades para se apaixonar e se envolver, mas quando se envolvem... aí é pra valer, muitas vezes se envolvem até muito mais do que nós mulheres e aí querem tudo né, romance, amor, casamento!rs. Já falei outras vezes mas não custa nada repetir Lena: Eu adoro o seu blog, rs! Beijos!

Toninhobira disse...

Um acoplamento inevitavel ai que mora o perigo e reside toda magia tambem.Bela reflexão Lena.
Uma abração terno.
Bju.

Vilmar Barros de Oliveira disse...

Quanta verdade nesse texto Lena,
Para os homens quem tem compreensão dessa diferença, fica o desafio de rever não só os seus conceitos, como também em alguns casos ir contra a sua própria natureza.
Beijo grande

Pocahontas disse...

Cada dia que passar as mulheres estão cada vez mais parecidas com os homens e os homens com as mulheres... Muitos homens procuram por romance e muitas mulheres procuram por sexo! Seu texto é ótimo, mas a realidade está cada vez melhor!

Débora Andrade disse...

Eu já cheguei a dizer: "Vou agir como um homem. Agora vou pegar e não vou me apegar.". Antes mesmo de quebrar a cara, percebi que não daria certo e nem fiz. Primeiro: Sou muito romântica, com certeza me apaixonaria pelo primeiro que eu resolvesse "pegar". É que o beijo pra mim requer um envolvimento, e se não houvesse um sentimento prévio, depois de um beijo, ele acabaria nascendo. Pois é, eu sou essa aberração. Segundo: A sociedade não vê com bons olhos uma mulher que toma um posicionamento que não lhe é típico. É aquela velha história... O homem pode, você não.
Acho que esse texto apresentou mais um dos motivos pelos quais não quero ter um homem que não seja o 'meu homem'. Não quero ter outro que não seja o meu marido, justamente por não suportar essa de depois de uma noite de amor, ser olhada como uma estranha e receber um "Bom trabalho", seguido por um "Arrivederci!".
Com o tempo a gente percebe que não precisamos tomar posicionamentos alheios a nossa essência para sermos felizes, basta-nos encontrar alguém que nos ame, nos respeite e nos queira como somos, realmente. Ou, que fiquemos sós, se isso nos faz sentir melhor. A verdade é que basta que nos sejamos e nos aceitemos.
Amei a postagem.
Estou moorreeeendo de saudade, mocinha! Não deixo você sumir não ein?! Se bem que eu é que ando meio sumida, né?! rs Saiba do quanto me faz bem lê-la e do quanto te admiro, Lena. Você é um anjinho que foi colocado por Deus em meu caminho.
Grazie per tutti.

Baci,
Débora.

Luar disse...

Lena

Como sempre...devorei!
Acrescento que para a mulher até um olhar, nos faz derreter ... quanto mais um gesto, toque ou palavra rsrsr.
E nós mulheres somos tal e qual como nos descreves.
No entanto, acredito (ainda), que há homens que fazem dessa forma de estar a capa de protecção.
E deve haver por aí alguns que não se envergonhem de reconhecer que só sexo...não funciona!

Beijinhos querida.

Ingrid disse...

teus escritos nos relembram, enlevam e por vezes despertam..
beijos linda Lena.

Artes e escritas disse...

A Maria Helena Matarazzo é um amor de pessoa. Uma excelente escolha de texto. Um abraço, Yayá.

Jorge disse...

Creio que é uma verdade, mas não completa. Há homens e mulheres que são diferentes das que a autora descreve. Podem e devem ser minoria, mas eles existem.

Minha doce amiga, beijo em teu coração!!!

♪ Sil disse...

Lena, minha linda!!!

Somos sim, muito diferentes, homens e mulheres. FATO!

Mas o legal, é saber unir as diferenças, e ai tudo se torna tão leve, duradouro e bonito.
Mas o dificil é saber unir.

A gente chega lá.
Muitos chegaram rs.
Meus pais estão a 53 anos juntos, e eles são craques nisso!

Um beijoooooooo!

Ma Ferreira disse...

Leninha..
Passei aqui só pra te dar um beijinho de boa noite. Se agasalha pq ta frio!!
Aqui pelo menos ta chuva e frio.
Saudades..se cuida!!
Ma

Ma Ferreira disse...

Leninha..ja preenchi aquele questionario..so preciso escolher as pessoas para repassar e publicar..esqueci nçao viu?
Bjkas

Ma

Meire disse...

My beloved little star, sabe que eu tenho visto esses papéis super trocados ultimamente, sem brincadeira! Homens querendo algo mais sério, se baseando mais em seus sentimentos do que querer só sexo e mulheres que só querem sexo e nothing more. E olhe só, ainda são diferentes assim. A necessidade de estar com alguém e fazer esse alguém feliz é e sempre será dos dois lados, basta ter amor!!! ;)

Amiga, acredite em mim eu comecei a escrever mais profundamente (vamos colocar assim) depois que encontrei uns blogs aqui e o Amadeirado é um dos culpados. Não foi nada proposital, muito pelo contrário esontaneamente louco até! Aquele poeminha que fiz para vc quando completou 500 followers foi o primeiro que consegui fazer na minha vida. Acho que estou numa fase deliciosa da minha vida, essa é a verdade, tudo ajuda. Tenho uma família linda que me faz rir todos os dias, o povo aqui é animado por pior que as coisas estejam, tenho uma segunda família (que tbm chamo de amigos e vc faz parte essencial dela, mesmo longe), tenho paixão pela minha profissão. Sabe amiga, eu não era assim não, era mais encanada se me conhecesse há uns dois anos atrás não iria me reconhecer, aprendi bastante com uns tapas na cara que levei da vida! Vc num tem noção do quanto eu to amando toda essa inspiração que sinto de qualquer coisa que vejo, é muito louco (to adorando dividir isso com vc que sei que tem uma sensibilidade ímpar). Cada comentário seu é um pulinho de alegria meu aqui (literalmente)
Ah se sou a princesa vc é a rainha, cóf cóf com toda pompa que uma rainha tem, mas com um brilho que é só teu!!!! :) aff escrevi uma carta kkkkk
Que sua sexta seja muito iluminada por cada raio de sol, mesmo que ele não apareça!!! Ich liebe dich auch! Sempre, bjs e mais bjs.

LuH disse...

Será que sem complicação, sem trabalho teria graça?

Porém, uma pessoa é constituida de várias dimensões, como uma lâmpada direcionando sua luz para vários lados e assim iluminando um ambiente. Então, quero dizer que embora nosso instinto, nossa herança antropológica que sobrevive até hj na evolução do homem esteja presente, não somos feitos somente dela. Há de se olhar todo o resto.
Como socióloga e especialista em sexologia, creio que a autora direciona, como era devido em razão do seu saber, seu olhar ao processo histórico do homem, pautada na antropologia e aspectos da sexualidade.
Pois vejo que tanto homens qto mulheres estão mais além. tudo é relativo pq tudo muda a toda instante e somos seres distintos.
Não acredito em determinismos que este é assim ou assado,... acredito num ser mais completo e construído na experiência. Isso envolveria tb a antropologia, sociologia, mas não somente elas.
:)

Por isso, acredito que Meire tenha observado a "troca de papéis"...
Pq é justamente isso, não há medidas
:)

Bjaum, Lena

O Universo dos Pensamentos disse...

Depois da Meire, fiquei sem palavras... risos

Brincando, é que cada um dos comentários anteriores dizem alguma coisa do que eu quis dizer a respeito do texto, então... Faço deles minhas palavras.

Bom dia, bom final de semana e bjos

Mixha Zizek disse...

O homem ea mulher são adições desde o início, isso não significa que se pode também encontrar outras adições para mostrar ou sentir o mesmo. É parte de descobrir a cada dia o que somos e compartilhá-lo com nosso cônjuge ou companheiro, que enriquece o relacionamento. Não estou me referindo a um casamento, mas qualquer tipo de parceiro é amigo oe trabalhadores comuns de um lugar. O cmpartir em nós e sempre, mas às vezes alguns aceitá-la. Nós somos diferentes, que é muito verdadeiro. Alli é a essência de tudo, eu gosto deste post, beijos

Su disse...

Lena, penso que essa é a graça da coisa...

e "assim caminha a humanidade", amando nas diferenças e de certa forma encontrando-se nelas...

Beijinhos e um ótimo dia! Su.

Só pra você disse...

O encaixe de dois seres e nào adianta ele nào querer, porque quando isso acontece ele é dominado, rsrsrs. Homem e mulher, o encaixe perfeito. Belo texto Lena, simplesmente adoroooo eles.
Parabéns e um ótimo final de semana.


Beijocas

C. disse...

Miga, concordo com a Meiroca, já tenho visto o papel trocado, ultimamente. Aqui, então... afe! Mulheres, se querem maridos bons, venham pra Europa!!! kkkkk

Eu nao sei como ainda homens e mulheres se atraem, porque sao tao diferentes!! Como te disse, um ruído é bom, mas uma barulheira, eu tô fora! Por esse motivo, é que eu nao acredito nesse lance de "opostos se atraem". Case com alguém com gostos trocados, pra ver só a zica que é! hihi

Que música wunderbar!!!!

Beijinhos minha compotinha!!!

# Ah, ontem já fiz o desafio por lá.