31 de janeiro de 2011

Vida mansa




Se este post você sentir vontade de se espreguiçar, não reprima este desejo. Atender aos sinais do corpo é um dos princípios do joyflexing, um método de exercícios apresentado no livro "Boa forma para preguiçosos", Ray Johnson. Não se trata de mais uma série de atividades que estouraram no verão. O joyflexing consiste em movimentos oriundos do inconsciente, que não requerem esforço nem lugar específico. O único lema é o prazer.

Aliás, prazer é o que costuma faltar àqueles que sempre começam algum exercício, mas não conseguem continuar por muito tempo. E aí a consciência pesa, porque o sedentarismo traz prejuízos ao corpo. O dilema, também vivido pelo autor, fez com que ele buscasse a solução para o problema. Pode parecer estranho, mas ele mal sabia que a resposta estava no gato do vizinho.

O método de Johnson é baseado na sabedoria dos felinos. Eles precisam se espreguiçar de tempos em tempos para manter em forma as funções do corpo. "Se os gatos não se alongarem várias vezes ao dia, seus músculos se atrofiam e o acúmulo de toxinas provoca doenças", relata. Da mesma forma, o desejo inconsciente de esticar os músculos traz vantagens também para o homem. Tanto que alguns yoguesse espelham nos gatos para desenvolver flexibilidade e graça.

A idéia do joyflexing tem como respaldo também os exercícios desenvolvidos há milhares de anos, na China antiga, pelos mestres do chi-Kung.São movimentos curtos de estiramento e contração muscular, parecidos com o ato de se espreguiçar, que garantiam o bom condicionamento físico. Por exemplo: deite-se de costas e estique os braços e as pernas durante alguns segundos. A fórmula mágica é apenas ouvir os sinas do e não reprimi-los. Conforme explica o autor, se sentir um formigamento, faça um pequeno alongamento.

Um exemplo: se o formigamento vier do joelho e da panturrilha, estique o joelho e tensione a barriga da perna com força por alguns segundos. Depois, torne a relaxá-los. "Você perceberá que está respirando uma ou duas vezes bem fundo, para substituir o oxigênio que acabou de queimar. Ao mesmo tempo, notará um grande alívio. Improvise alguns pequenos movimentos enquanto pressiona um grupo de músculos contra outro", destaca Johnson.

Além de movimentos do próprio corpo, o segredo do joyflexing é não obedecer regras e horários. Tanto que o autor aconselha: pare de fazer quando perceber que está fazendo os exercícios por obrigação. Após espreguiçar-se, o praticante sentirá um relaxamento e perceberá que as internas serão dissipadas e as toxinas, eliminadas. Você ficará em forma, física e mentalmente, e sua aparência ficará melhor.
 
A lista a seguir, extraída do livro "Boa forma para preguiçosos", contém exemplos que estimulam a repetição para desenvolver a sensibilidade correta. Porém, a principal recomendação do autor é que esses exercícios não sejam impostos ao corpo.

A lista a seguir, extraída do livro "Boa forma para preguiçosos", contém exemplos que estimulam a repetição para desenvolver a sensibilidade correta. Porém, a principal recomendação do autor é que esses exercícios não sejam impostos ao corpo.

• Só no seu rosto existem mais de 50 músculos, e todos eles podem se beneficiar com o joyflexing. Você pode sorrir, abrir bem os olhos e a boca, fechá-los com força, torcer a boca para a direita e para a esquerda ou tensionar os músculos do maxilar inferior.

• Incline e gire a cabeça para a frente, para trás e para os lados, alongando a musculatura do pescoço e dos ombros.

• Pressione uma mão contra a outra ou puxe uma com a outra. Feche-as ou estique os dedos.

• Alongue os músculos da barriga e das costas ou das coxas. Dobre a coluna vertebral para a frente, para trás ou para os lados.
 
 

2 comentários:

Carla Farinazzi disse...

Oi Lena!

Esse post era tudo que eu precisava! Uma vez um senhor, amigo meu, me disse: "Vocês que são jovens deviam se espreguiçar toda hora, ou pelo menos uma vez por dia, de manhã". Não entendi direito, mas nunca esqueci.
Eis a resposta, obrigada! Vou fazer.

Beijos

Carla

Lena Simões disse...

Oi Carla,

Este era o complemento que o post precisava. Acho que vou me espreguiçar mais vezes também!

Bjs.

Lena